A música portuguesa ficou hoje mais pobre…

José Mário Branco foi um músico excepcional.
R.I.P.

Comments

  1. Ao que o Aventar chegou says:

    Ao que o Aventar chegou !
    Tem de ser um direitinho a elogiar o grande José Mário Branco.

    • Rui Naldinho says:

      Vai desculpar-me, mas eu acho que perdeu uma boa oportunidade de deixar essa provocação, no bolso.
      Sou amigo nas redes sociais do António Almeida. Partilha comigo e com tantos outros, muito e boa música. De vários géneros.
      Não me diga que para se gostar do Zeca Afonso, José Mário Branco, Francisco Fanhais, Sérgio Godinho, Carlos do Carmo, Adriano Correia de Oliveira, temos de ter o cartão do PCP ou do BE?
      Kátia Guerreiro, insuspeita de ser de esquerda; foi apoiante de Cavaco Silva, teve por diversas vezes a colaboração do José Mário Branco.

  2. abaixoapadralhada says:

    O que mais me espera ver aqui no Aventar ?
    Só me falta mesmo ver aqui o nazi menor, aqui carpir a morte de um anti fascista.
    Ou mesmo o cónego Melo

    • JgMenos says:

      Descansa em paz…do homem só tenho ideia de umas letras cripto comunas com abundantes pinceladas de confusão, de que não lembro nenhuma.
      Os sons tinham alguma valia, e é tudo.
      Parece que vai ter rua e condecoração.
      Espero que não vá para o panteão como parece que querem fazer ao gajo que vendia passaportes.

      • Paulo Marques says:

        E ficar rodeado de bestas da PIDE? Acho que preferia não ir.

        • Miguel Martel says:

          Respeito pelos agentes da Polícia Secreta Portuguesa. Pode-se não gostar dela, mas honestamente, foi mais suave do que as polícias dos regimes defendidos pelos que a criticam. Por outro lado, não me consta que fuzilasse, como fizeram os ingleses a membros do IRA ou os franceses a membros e povo argelino, apoiante do movimento de independência argelino. Bestas…, tem muitas há mais de 40 anos, em S. Bento.

          • Paulo Marques says:

            Tou-me a cagar tanto para os regimes que refere como para o Estado Novo e os seus contribuintes, para usar bom português. Incluindo os aspirantes a tiranos da PIDE e do NKVD.

          • Miguel Martel says:

            A resposta é uma confirmação do nível educativo que tem, do material que tem na cabeça.

          • Paulo Marques says:

            Ainda bem, é bom saber que sou claro.

          • Carlos Almeida says:

            Sr Martel

            “Respeito pelos agentes da Polícia Secreta Portuguesa. Pode-se não gostar dela”

            Mas também pode,como é no seu caso e no caso de muitos outros antigos ou actuais fascistas, gostar dela.
            E o ela, sr Martel, é a PIDE

            Mas ainda bem que frontalmente o confessa

      • POIS! says:

        Pois!

        Citando: “com abundantes pinceladas de confusão, de que não lembro nenhuma.”

        Não é nehuma admiração que JgMenos não se lembre! Uma coisa que o JMB nunca compôs foi música para touradas. Deve ser por isso que não lhe vem nada à memória.

        Até porque é quando os passodobles começam a tocar que JgMenos mais se agita. É sinal que a coisa lhe está a correr mal.

      • abaixoapadralhada says:

        JG Menor

        Nazi repugnante e cada dia que passa, mais ascoroso

  3. Julio Rolo Santos says:

    Homenageemos José Mário Branco e deixemo-nos de trautileiteirisses. Está bem assim?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.