Somos todos Porta dos Fundos, certo?

Ou isso da liberdade de expressão só é razão para defesa quando fanáticos islamitas desatam aos tiros contra os infiéis?

Só há uma coisa que me confunde. Se Deus é o Criador de tudo e mais alguma coisa, tudo sabe e tudo pode, porque é que ainda nada fez quanto a esta blasfémia? Será que é porque os senhores ofendidos têm uma coisa chamada telecomando que lhes permite não ver o que se passa no circuito fechado do Netflix?

Sede da Porta dos Fundos atingida com cocktails molotov após sátira com Jesus

Comments


  1. Ó Cordeiro, só somos todos Charlie se tivessem morrido dois ou três! Assim continua a Blasfémia. Malditos, a gozar com Deus nosso senhor todo poderoso criador do céu e da terra e blablabla e o caralho a quatro e vou cancelar a Nexflix …. deve ser como as alheiras de Mirandela que ninguém ia comer mas consta-se que as fábricas ainda não faliram.

  2. Lucinha Pisarro says:

    Errado! Nunca fomos “Porta dos fundos”.
    E as (até agora) 1milhão e meio de assinaturas contra estes pseudos comediantes, demonstram a indignação do povo cristão do Brasil.
    Ah! E a propopósito, cancelei minha inscrição.
    Não diga asneiras, Cordeiro!


    • Tadinha da fanática religiosa. Eu sou Porta dos Fundos e tu não falas por mim. Pseudo comediantes? O pessoal das seitas utiliza sempre esse termo ah ah. 1 milhão e meio? Num país com mais de 200 milhões, o que é isso? Provavelmente já muitos se fizeram assinantes só para vos mostrar que a liberdade manda mais do que a treta da religião. E dizem-se cristãos, quando não passam de gente perturbada mentalmente.

    • Paulo Marques says:

      Não me diga, tinham que ser previamente aprovados pela censura, para a Lucinha viver à custa do estado?

    • José Peralta says:

      Ó lucinha pissa…rro ! “Querida” !

      “Um milhão e meio se assinaturas” ?

      Comparado com os duzentos e dezasseis milhões, quinhentos e vinte e três mil, quatrocentos e cinco habitantes (216.523.405), que são a população actual do Brasil, um milhão e meio significa o quê ?

      Não digas asneiras, lucinha ! Aproveita a tua bela língua, e vai antes lambêr as botas ao bolsonaro, aos filhos do bolsonaro, à “ministra” damares, que tem a mente tão suja como a tua, ao moro, esse arremedo de “ministro da justiça” e ao resto dos coronéis e jagunços que agora “governam” o Brasil !

      Vai, lucinha ! VAI…


      • A grunhice é a tua praia, peralta.

        • José Peralta says:

          Não digas asneiras, ó “menos” !

          Aproveita a tua bela língua, e vai TAMBÉM lambêr as botas ao bolsonaro, aos filhos do bolsonaro, à “ministra” damares, que tem a mente tão suja como a tua, ao moro, esse arremedo de “ministro da justiça” e ao resto dos coronéis e jagunços que agora “governam” o Brasil !

    • António Fernando Nabais says:

      Nem que fossem os brasileiros todos a assinar a petição, ó Idiota! Se isso acontecesse, a única coisa que ficaria demonstrada é que que havia milhões de idiotas, ó atrasada mental!

    • Democrata_Cristão says:

      Lucinha

      Tu deves ser é uma porta sem fundo


  3. Acho que confundem liberdade com libertinagem. …Se for exibido um filme que relacione diretamente qualquer um destes hipócritas defensores da liberdade de expressão caberia sanções por injúria difamatória e como o alvo de tal eresia é Cristo somos todos vítimas. Só não entendo é o porque da OAB instituição por quem tenho o maior respeito ainda não se pronunciou em defesa dos bons costumes e dos que se sentem ofendidos

    • Paulo Marques says:

      Há uma diferençazinha entre fazer humor (ou tentar, como quiser) sobre uma pessoa viva e uma ideia popular de personagem histórica cuja fábula já foi alterada inúmeras vezes – não que os cristãos conheçam ou respeitem as palavras de Jesus, senão, chame-me louco, ainda lhes dava para amar o próximo e dar a outra face. Loucura.


    • Insinuar que Jesus poderia ser gay, tem algum mal? Explique-me para ver se entendo. O que você diria sobre um vizinho, se alguém lhe dissesse que ao jantar um dos amigos desse vizinho reclinava-se sobre o seu peito e que esse era o amigo que o seu vizinho amava?


    • Heresia contra Cristo é alguém atirar cocktails molotov contra a casa de outro em nome de Jesus Cristo. Heresia contra Cristo é qualquer cristão defender tal prática. Tenha cuidado não caia no pedado da heresia.


  4. Se dessem a Deus e Cristo escolher eles escolheriam que o especial existisse, estou a cometer o pecado do orgulho a dizer o que penso que Deus preferia, mas Deus para mim é alguém com sentido de humor, capacidade de encaixe e que vê na diversidade um coisa boa e sagrada, não o mundo das beatas e outra bicharada.

  5. Isaac says:

    Não!!
    Eu não sou Porta dos Fundos, que aposta na provocação para depois se fazer de vítima.


  6. Só uma perguntinha. Algum dos senhores indignados viu o filme?


    • Já agora, sem querer abusar, outra pergunta:
      Porque é que os adeptos de outras deidades que apareceram no filme tais como :Shiva, Jah, Buda e Xenu não mostraram uma indignação incendiaria semelhante á desse grupo de católicos fachos?


  7. Sou todo pela liberdade de expressão… e que leve nos cornos quem tiver merecimento.

  8. O abstencionista says:

    Este golpe publicitário da provocação vs vitimização é mais velho que a Sé de Braga mas a verdade é que continua a resultar para gáudio da conta bancária dos palhaços.

  9. j. manuel cordeiro says:

    Para quem esteja distraído, as garrafinhas incendiárias foram atiradas por uns sujeitos que dizem pertencer a um tal “Comando da Indulgência Popular Nacionalista da Grande Família Integralista Brasileira”. Já podem começar a rir, a piada era só isto.


    • “CIPNGFIB” não uma sigla que fique lá muito bem nos comunicados.
      Alem da falta de “fair-play” também lhes falta sentido pratico.

  10. j. manuel cordeiro says:

    Já viram a inépcia dos cromos?

    Então estes totós não sabem que se deita o telemóvel para filmar?

  11. Julio Rolo Santos says:

    Sempre repudiei os fanatismos, quer sejam religiosos, políticos, desportivos ou outros porque, quem os pratica, são seres desprovidos de qualquer sentimento humano, antes se comportam como selvagens ao serviço de amos que desconhecem mas a quem prestam vassalagem. São seres repugnantes capazes de matar os próprios familiares se a isso forem coagidos em nome de uma causa ou valores que deles se servem para se manterem no pedestal de uma glória também para eles efémera. O mundo está cheio destes idiotas que disparam a matar contra uma plateia que se diverte a assistir a um espetáculo, ou se atira contra uma academia desportiva ou, mais recentemente, atira a sua raiva envolta em cocktails molotov atirados contra a produtora de humor conhecida pela Porta dos Fundos. É este o mundo dos radicais que temos temos todos de repudiar.

  12. j. manuel cordeiro says:

    Entretanto, um filme sem interesse chega à ribalta, contrariando a suposta intenção de repudiar a obra.

    E se esta polémica servisse, afinal, para que uns zés-ninguéns saíssem do anonimato? Faria de certas pessoas umas valentes tontinhas, reduzidas ao papel de meros peões.

    https://www.nytimes.com/2019/12/26/world/americas/brazil-gay-jesus-netflix-movie.html

  13. esteves ayres says:

    Não vou comentar, sou ateu!

  14. Mr José Oliveira Oliveira says:

    A maior parte dos comentários falha o essencial que, quanto a mim, consiste no seguinte e nada tem a ver com a fé ou falta dela. O objectivo do pseudo-filme é ofender os adeptos de uma religião de alcance global. As pessoas acreditam no que quiserem. Nada, no entanto, pode justificar o achincalhamento propositado de uma figura central de uma religião. Isso nada tem a ver com liberdade, coisa nenhuma. Ninguém é livre de ofender conscientemente os outros. Do mesmo modo, essa ofensa de modo nenhum justifica o ataque à sede da produtora. Lembro ainda que o título é uma evidente referência a um outro filme lamentável (A última Tentação) que igualmente procurava denegrir a figura de Cristo. Felizmente, que Ele permanece e permanecerá sempre acima destas tentativas estupidificantes e incapazes de ir ao fundo dos problemas. Se vi o filme? Se vi o outro filme? Como já alguém disse: felizes aqueles que não quiseram vê-los!!!!!!!!!!!

    • Paulo Marques says:

      Achincalhar uma religião baseada num livro cheio de adulterações que quase ninguém leu é ofender pessoas? Grandes florezinhas de estufa me saíram os defensores de pedófilos.


    • Bem lembrado o caso da “Ultima Tentação de Cristo”.
      Um filme que nem era de humor levou a que em paris uns fundamentalistas católicos ligados á Le Pen achassem conveniente lançar coktails molotof sobre os espectadores de um cinema onde passava o filme.

      Enfim, isso do cristianismo ser pacifico e por isso ser moralmente superior ás outra religiões “Abraamicas” já está ultrapassado. Alias nunca foi verdade. Relembremos que o seu fundador se meteu num grande sarilho ao agredir pessoas e vandalizar os seus bens num templo.

    • Daniel says:

      E se alguém achar que o objetivo do teu comentário é ofender quem se está a cagar para as religiões?!


  15. Se a liberdade de expressão não vai do elogio à calúnia, a que propósito é que o ‘humor’ não há-de ter limites?

    Só mesmo no bestunto do progressismo idiota!

    • Paulo Marques says:

      O Tribunal Europeu discorda que não vai à calúnia, com os custos que se sabe. Vai um Prexit em nome da honra, ou isso é só da boca para fora?

    • POIS! says:

      Pois!

      Só cá faltava mesmo um treteiro direitalho que se espraia aqui á mama da boa vontade dos editores do blogue para nos falar bestuntamente de limites à liberdade de expressão

  16. João Almeida says:

    Para o fascista/misógino/homofóbico do JgMenos: Sou o que a sociedade convencionou chamar de “heterossexual”, mas se um dia eu tiver um filho, gostaria que ele fosse homossexual! Porque, para mim, os verdadeiros homens são aqueles que fazem sexo com outros homens (era assim a definição de homem com H grande na antiga Grécia, civilização que deu origem ao Ocidente)! Mas se ele for heterossexual, aceito a sua opção, já que sou tolerante para com a heterossexualidade, mesmo que ela não exista (a ciência já provou que não existe) –> https://life.dn.pt/saiba-que-nao-existem-pessoas-heterossexuais-diz-ciencia/

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.