Por falar em lucros excessivos

Lembram-se da conversa sobre o novo imposto sobre empresas com lucros “aleatórios e inesperados” que depois o ministro da Economia se apressou a desmentir, recuando e dizendo que não está “a considerar de todo” imposto sobre lucros extraordinários das empresas?

Pois, é sempre o mesmo; quem mais tem, mais acarinhado é.

É preciso é ter muita lata para se chamar de governo socialista, mas isso são as idiossincrasias da esfera política portuguesa, nada de novo.

A IL é que não deve gostar nada de ter o PS a aplicar a sua política.

Comments

  1. francis says:

    nada como levar uns politicozecos a ver a bola no estrangeiro para os ter na mão . E uns donativos ao partido ? Caem sempre bem…

  2. JgMenos says:

    Há mistérios indecifráveis na aritmética dos negócios:
    Porque é que o lucro terá que ser maior se o preço for mais elevado?

    • António Fernando Nabais says:

      É a esquerdalhada abrilesca e coisa e tudo a prejudicar as meritórias gasolineiras. Ainda bem que a liberalização dos preços imposta pelo teu amigo Durão ajudou o povo (o povo constituído pelos donos das gasolineiras, entenda-se). Vai dar banho ao cão, aventurado!

      • JgMenos says:

        Se o cão for maior e mais peludo, gastará mais água?
        Mistérios da física!

        • POIS! says:

          Pois não sabemos.

          Podia fazer-se uma experiência com Vosselência, mas não sei se será possível. Será difícil arranjar-se uma Adega Cooperativa com as caves adequadas e com matéria-prima suficiente.

          De qualquer maneira, não corra já a fazer a depilação. Pode ser que a coisa se arranje!

      • luis barreiro says:

        Para os atrasados mentais esquerdalhos a culpa é do durão que governou à 20 anos atrás, mata-te e compra um porco e vai dar gás para a autoestrada.

        • POIS! says:

          Pois não!

          A culpa é do D. Afonso Henriques. E do D. Dinis. E do Camões, que resolveu passar a escrever em português.

          Não fosse isso e o comentário de Vosselência até estaria mais ou Menos.

  3. Quase lá ! says:

    Este Menos é mesmo burro de todo…

  4. Abel Barreto says:

    O menos não é burro. É apenas um filho-da-puta.
    Já que percebe tanto do assunto, que explique como podem os lucros aumentar de tal forma se, o aumento do preço dos combustíveis resultou (alegadamente), do aumento do preço do petróleo.

  5. JgMenos says:

    Esmola à cretinagem esquerdalha:
    O lucro remunera o capital segundo dois vectores:
    – O montante e preço do capital necessário de mobilizar
    – O grau de risco de perda que o capital mobilizado incorra.
    Mercados instáveis, preço crescente dos bens transacionados, será que consegue perturbar a análise económica centrada na capacidade/ dieta dos agentes económicos, também conhecida por EPC – Economia Política Esquerdalha?

    • POIS! says:

      Pois nem sei o que dizer!

      Dá-se o fato e um tipo fica estupefato!

      Os mercados instáveis? Eh pá! Não pode ser! Força com a guerra a a ver se acabamos com isso depressa!

    • Paulo Marques says:

      Falta

      O que o mercado pagar, porque não há alternativa.
      E falta perguntar, em relação à instabilidade, porque é que se achou sensato estar tão vulnerável a ela. É da escardalhice de deixar aos mercados controlados por gente de bem, só pode.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.