Mesquita Machado e a ACF: Os amigos são para as ocasiões

3 meses antes das últimas eleições autárquicas, um concurso público relacionado com o rio Este foi entregue pela Câmara Municipal de Braga a uma determinada empresa de construção civil.
Logo após as eleições, esse concurso público foi anulado. Foi então lançado um novo concurso público.
Hoje, a empreitada foi entregue a uma outra empresa, a ACF – Arlindo Correia & Filhos. A mesma que partilha com o município bracarense o capital social da Sociedade Gestora de Equipamentos de Braga. Coincidência, claro, refere o afortunado Mesquita Machado.
Já falei abundantemente das ligações desta empresa no post «Braga: O autarca, o empreiteiro e o arquitecto» e por isso desta vez não me alongarei.
Registo apenas a conveniência de anular um concurso público para, em seguida, fazer outro com um resultado diferente. Vai fazendo escola, a política socialista de anular concursos sempre que os seus resultados não agradam.