Onda da Nazaré ganha prémio de melhor onda surfada 2011

Portanto já sabem, estamos em Portugal, há que encomendar estudos, requalificá-la, torná-la segura, acrescentar betão, passadiços, cobrar taxas, consultar a ASAE, abrir concursos e chamar a Mota Engil. Por enquanto, como está, ainda parece uma coisa do terceiro mundo, assim natural e mal acabada, irregular, dependente de ventos e marés, sem engenharia, design ou infra-estruturas…