De ASurf a ATudo…

peniche(foto tirada daqui)
O ministro da economia vai amanhã, por ocasião da etapa do campeonato mundial de surf em Peniche,  anunciar a alteração do nome da A8 para ASurf. Para que as outras regiões do país não se sintam discriminadas, venho por à consideração do sr. ministro as seguintes mudanças:
A1 (troço Lisboa-Alverca) – ABejecas
A1 (troço Coimbra-Mealhada) -ALeitão
A13 – ACoiratos
A17 – AOvosMoles
A2 – AVinho
A22 – AConquilhas (hoje, amanhã não sabemos)
A23 – ACereja
A25 – AMorcelaDaGuarda
A28 – AFrancesinhas
A29 -ATripas
A2 (troço Lisboa-Setubal) -AMoscatel
A4 – AEnchidos
A5 – ATias

Surf eleitoral

surfing-kids-580_30647a

Ontem a Marisa Matias esteve em Peniche e falou do surf, encarando-o como actividade económica e também sugerindo que entre nos programas escolares. Foi um fartote.

Tão unânime que, suspeito, vai já sair petição contra o windsurf, o montanhismo,  o ciclo-cross e o tiro com arco para saírem de imediato das actividades na natureza previstas nos programas do 3º ciclo do ensino básico, disciplina de Educação Física. Não faltava mais nada: ginástica, corridas e muito pontapé na bola é que são desígnio nacional.

Surf nem pensar.

De quem são as ondas da Praia do Norte?

São de quem ama o mar, também são nossas.

Parabéns António Silva.

O caso do surfista desprezado

O que é nacional não conta.

Onda da Nazaré ganha prémio de melhor onda surfada 2011

Portanto já sabem, estamos em Portugal, há que encomendar estudos, requalificá-la, torná-la segura, acrescentar betão, passadiços, cobrar taxas, consultar a ASAE, abrir concursos e chamar a Mota Engil. Por enquanto, como está, ainda parece uma coisa do terceiro mundo, assim natural e mal acabada, irregular, dependente de ventos e marés, sem engenharia, design ou infra-estruturas…