Allende, Neruda e Frei: mortes programadas

Salvador Allende

O meu prolongado exílio do país em que nasci, filho de espanhóis e a minha vagabundagem por vários países e continentes, por motivos científicos, têm-me ensinado a ser cauteloso. Uma notícia de jornal, comentários televisivos, nada prova, excepto esse ser o primeiro de proporcionar uma informação que estala como uma bomba. Notícia que nos alarma e procuramos as fontes. Por enquanto, fontes que provem factos, não há. Há notícias que parecem verdades certas, as que nos temos habituado e acreditamos nelas como no Pai Nosso.

[Read more…]

%d bloggers like this: