De Mirandela a Peniche são 20 anos de distância

Bruna Real, a senhora que ministrava Actividades Extra-Curriculares a meninos e meninas do 1º ciclo, contratada e afastada pela Câmara de Mirandela em Maio, por ter feito um trabalho a nu para a Playboy Portugal, foi este ano arrematada pela Câmara de Peniche, no leilão sanzonal em que as autarquias se abastecem de escravos para entretenimento das criancinhas entre as aulas e a família. O Correio da Manha tem acompanhado o regresso da jovem à civilização:

Acho que a devem encarregar de preparar os miúdos para as animações das festas da escola”, sugeriu João Paulo, tio de um aluno, garantindo que “se alguém mandar bocas foleiras em público acabará por ser censurado pelos outros pais

Do Oeste a Trás-os-Montes, uns 20 anos foi o tempo demorado por Portugal para perceber que modelo não é puta, com variáveis regionais. A Mirandela, e não só, ainda faltam uns anitos.

Os km/ano de Bragança a Lisboa acontecem amiúde.

.

Professora Bruna: Vereadora de Mirandela vai ser próxima capa da «Playboy Portugal»

EIS UMA FOTO EXCLUSIVA DA VEREADORA TESUDA, QUE VAI PASSAR A PREENCHER O IMAGINÁRIO DAS CRIANÇAS DO CONCELHO


Ainda as ondas de choque da publicação das fotos ousadas da professora Bruna na «Playboy» não terminaram e o Aventar já está em condições de anunciar que a Vereadora da Câmara de Mirandela que decidiu a demissão da jovem professora irá ser a próxima capa da versão portuguesa da revista americana. Dizem as nossas fontes que irá fazer-se retratar em poses sensuais ao lado do presidente José Silvano.
Sejamos claros e falemos a sério: se a vereadora tem inveja da professora Bruna, que tem um corpo de fazer espernear qualquer canastrona, o problema é dela.
É que se tivesse sido alguém acusado de roubar, nem que fosse para comer, ou de fugir aos impostos, ou de ser militante de um Partido que todos nós sabemos qual é, a Vereadora iria dizer que devia esperar-se pela Justiça. E nada faria.
Como é um caso de vida privada, que envolve nudez, a Vereadora julga-se no direito de decidir pela sua própria noção de moral e bons costumes.
Sou professor e sei perfeitamente que o caso seria motivo de alarido na escola. Uma semana, no máximo duas. Depois esquecia.
A professora Bruna, caros leitores, recebe cerca de 400 euros por mês da Câmara Municipal de Mirandela. A recibo verde e com contrato até final do mês de Junho.
Respeitem os professores antes de dizerem o que quer que seja acerca da sua conduta.