Bilhete do Canadá – O que eles dizem

aventar news

ANTÓNIO BARRETO: “O mais impressionante é como tanta gente se acovarda hoje”.  Grande exemplo de valentia e coerência dá esta pantera que se esconde atrás do merceeiro que, por sua vez, se esconde atrás duma fundação. Haja dinheiro e paraísos holandeses.

MOURINHO FÉLIX: “O deputado Leitão Amaro  ou tem um profundo desconhecimento do RGIC (Regulamento Geral das Instituições de Crédito) ou uma disfuncionalidade cognitiva temporária”.  Tanto floreado para dizer uma coisa que o país inteiro sabe: aquele deputado sustentado pelo dinheiro do povo, ou é um ignorante ou tem surtos de estupidez.

NUNO MAGALHÃES: “Se o CDS acreditasse em sondagens não estávamos aqui há muitos anos”.  Não é um problema de crença, deputado que sustentamos, é uma questão de descaramento e falta de coluna vertebral. Toda a gente sabe, e os membros do CDS melhor do que ninguém, que esse partido é uma sopa de restos do salazarismo que outros partidos, por falta de coragem, aceitam como capacho quando é preciso fazer mais votos.

JOÃO AMARAL: gritou contra a “esquerda envergonhada”.  Pois devia estar caladinho porque, para o país não se estatelar graças à direita desavergonhada, tem a esquerda que fazer alguns fretes.