A música mais bonita de sempre

Deve ser bom acreditar em deus. Deve ser bom acreditar num ser que tudo sabe e tudo pode. Deve ser bom saber que, no limite, a culpa não é nossa. Deve ser bom saber que, a qualquer momento e numa fracção de segundo, ele pode resolver-nos qualquer problema. Na verdade, até nem é isso que nos vai fazer mais pequenos, porque pequenos já nós somos. Poderá, quanto muito, impedir-nos de sermos maiores, mas diga-se, em abono da verdade, que a maior parte de nós quando chega o momento de poder ser grande ou já se instalou ou já fez tanta asneira que já não conseguirá medrar.

Mau é ter de enfrentar a realidade sem ajudas. Sem o conforto de uma ilusão que, quer se queira quer não, ajuda a esbater a crueldade e a frieza do que temos de enfrentar. E com a absoluta certeza que, não tendo havido alguém que no princípio dos tempos tenha escrito o regulamento desta coisa, não há limites para o tormento. Isto tudo, polvilhado de minuto a minuto com a desesperança com que a realidade nos brinda.

[Read more…]