A globalização da brutalidade

Demagia,  xenofobia,  ditadura, corrupção, mentira, estupidez – eis as marcas dos políticos que tomaram ou se preparam para tomar o poder. Como é que chegámos até aqui? É um fenómeno a ter lugar em todos os países, até naqueles que, historicamente, estão ligados à liberdade, pelo que não se trata de uma particularidade dali ou dacolá, deste ou daquele líder. Tem um cariz global – a globalização da brutalidade, seja esta física ou intelectual.

É clara a decadência dos valores tradicionais na sociedade. Algumas pessoas não se sentem inibidas quando publicamente  se desmascara o que são e outras toleram  o comportamento das primeiras. Novos valores, mais centrados no indivíduo,  estão a substituir os velhos valores, com inevitável choque – poderá acontecer é que não nos revejamos nesta mudança.

Conselheira de Trump diz que Obama espiou-o através do microondas

É possível.