Problema n.º 1: João Moura

Nestes dois parágrafos, descubra quais foram as quatro palavras escritas com os pés pela redacção da FLASH!:

Como a FLASH! avançou, o cavaleiro João Moura, 59 anos de idades, foi detido na manhã desta querta-feira, na sua casa em Monforte, distrito de Portalegre, por alegados maus tratos a animais, no seguimento de uma investigação da GNR.

Ouvido em interrogatório, o cavaleiro saiu com a medida de coação de termo de identidade e residência e já se encontra de regresso a casa. Durante a investigação foram-lhe apreendidos 18 cães de raça Galgo Inglês, de que é criador para a atividade de caça à lebre com galgos.

 

SOLUÇÃO:

  1. idades
  2. querta-feira
  3. coação
  4. atividade

Ou seja,

Como a FLASH! avançou, o cavaleiro João Moura, 59 anos de idades, foi detido na manhã desta querta-feira, na sua casa em Monforte, distrito de Portalegre, por alegados maus tratos a animais, no seguimento de uma investigação da GNR.

Ouvido em interrogatório, o cavaleiro saiu com a medida de coação de termo de identidade e residência e já se encontra de regresso a casa. Durante a investigação foram-lhe apreendidos 18 cães de raça Galgo Inglês, de que é criador para a atividade de caça à lebre com galgos.

Agora, com bonecos:

Portanto:

Como a FLASH! avançou, o cavaleiro João Moura, 59 anos de idade, foi detido na manhã desta quarta-feira, na sua casa em Monforte, distrito de Portalegre, por alegados maus tratos a animais, no seguimento de uma investigação da GNR.

Ouvido em interrogatório, o cavaleiro saiu com a medida de coacção de termo de identidade e residência e já se encontra de regresso a casa. Durante a investigação foram-lhe apreendidos 18 cães de raça Galgo Inglês, de que é criador para a actividade de caça à lebre com galgos.

Daqui a uns dias, teremos o problema n.º 2.

Actualização (11/03/2020): Eis o problema n.º 2.

***

Comments

  1. Mariana Alface says:

    Se o Cavaleiro João Moura não tem condições economicas para manter os cães para as provas desportivas, então acabe com eles e entregue os “Cães” a quem tenha condições para os sustentar.
    Diz o povo e com razão “quem não tem unhas não toca viola”

  2. Luís Lavoura says:

    O Francisco Valada não tem nada mais importante para dizer, nem nada de mais importante sobre que se pronunciar, do que a forma como os outros escrevem as palavras?
    Eu diria que o importante é aquilo que as pessoas escrevem, e não propriamente os detalhes da ortografia com que o escrevem.

    • Albino Manuel says:

      Cuidado, ainda o presenteia com uma ETAR

      • Francisco Miguel Valada says:

        Caro Albino Manuel,
        Presumo que, com essa alusão à ETAR, se refira ao diálogo que tem mantido com outro leitor do Aventar, no meu texto anterior. Não é comigo que tem dialogado. Para seu descanso, não utilizo pseudónimos. Tenho muito respeito por todos os leitores do Aventar. Por isso, agradeço-lhe que retire a insinuação. Em suma, sugiro-lhe que se retracte (com cê).
        Cordialmente,
        Francisco Miguel Valada

    • E o burro sou eu ? says:

      Sr Lavoura

      E o burro sou eu ?

    • Quebra-bilhas says:

      Só alguém que não entende a importância da linguagem e da escrita na evolução do homo sapiens sapiens. Ora pois diga-me, quando a maneira como escrevem, pela sua forma incorrecta e caótica, deixar de permitir a interpretação ”daquilo que escrevem” dado não se perceber um boi do que se está a ler, o que é que passa a ser importante então?

Trackbacks


  1. […] o problema n.º 1, descubra agora, nestes dois parágrafos, as três palavras escritas com os pés pela redacção da […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.