Direita Política: a estupidificação ao serviço da extrema-direita

O Direita Política, um site de extrema-direita que se dedica à produção e divulgação de notícias falsas, questionou os seus leitores, a propósito da posição do PAN sobre o tema da eutanásia:

Que partido é este que é contra a eutanásia nos animais e a favor da eutanásia nas pessoas?

E isto merece-me dois comentários. O primeiro sobre a estupidez do pressuposto. A eutanásia implica uma escolha racional. Uma pessoa pode, se a lei o permitir, escolher ser eutanasiada. Um animal não escolhe coisa nenhuma, por ser irracional. Os bolsonaros que gerem este lixo têm plena noção deste facto, mas sabem que se dirigem, essencialmente, a um público embrutecido e ignorante, e que a mensagem absurda passará sem levantar questões. Quando se joga no tabuleiro do ódio e da estupidificação, as coisas tendem a funcionar assim.

O segundo comentário diz respeito à máquina de propaganda e desinformação que certos sectores do conservadorismo nacional puseram em marcha, desonesta, manipuladora e que desrespeita e infantiliza o receptor, criada com o propósito único de instrumentalizar as emoções mais primárias do ser humano, aprofundando divisões e alimentando o tribalismo dos neofascistas. Um comportamento recorrente, neste antro de aldrabões. Nunca é demais denunciar e desmascarar estes canalhas, que nunca descansarão enquanto não derrubarem o Estado laico e democrático. Estes tipos não são adversários políticos. São inimigos.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    O blogue Direita Política foi feito para « instruir irracionais ». Deste modo, esperar que dali saia qualquer coisa de jeito para um ser racional, é como esperar por um milagre.
    Como por exemplo:
    Que um cão em agonia, ladre, e peça para morrer.
    Ora, como isso nunca acontecerá, o mais provável é fazerem como o João Moura, um personagem das nossas elites mais abastadas, e deixarem morrer os cães à fome.

    • POIS! says:

      Pois não sei do que é que os entes do Direita Parlapiética se queixam!

      Deveriam era estar a festejar e a louvar o PAN por não querer que corressem o risco de ser eutanasiados. Como se diz lá minha terrinha são indigentes e mal-gratos!

      • JgMenos says:

        «um personagem das nossas elites mais abastada» já é meio caminho para ser criminoso.
        E imagino que era ele que estava encarregado de dar de comer aos cães e de os passear com o saquinho de plástico na mão.
        E o carinho? Será que esse malvado não dava afecto aos galgos?
        Será que os queria esfaimados para correrem atrás da lebre?
        Espera lá! Se calhar tinha desistido das lebres e porque o PAN criminalizou o holocausto do galgos, a Câmara lá do sítio fechou o canil para evitar despesas ,o malvado resolveu deixá-los morrer à fome quando devia mantê-los vivos e felizes até que o Senhor os chamasse para o paraíso dos galgos.
        Queria dedicar-se aos porcos – que desde que não incomode a vizinhança sempre se lhes pode meter uma faca – e os galgos atrapalhavam.
        De um personagem das nossas elites mais abastadas há que esperar o pior.
        Caso provado!

        • abaixoapadralhada says:

          “Queria dedicar-se aos porcos ”

          O Moura é teu amigo, Menos ?

        • Filipe Bastos says:

          “De um personagem das nossas elites mais abastadas há que esperar o pior.”

          Regra geral, sim. Uma em cada dez fortunas – com sorte – talvez seja minimamente merecida e decente. O resto? Chulos, trafulhas, mamões. E muitos criminosos.

          Escrevia Balzac há quase 200 anos (não foi bem isto, mas era este o espírito): por trás de uma grande fortuna há um crime. Alguns, como se vê, até estendem os crimes e a sociopatia aos animais de “estimação”.

        • POIS! says:

          Pois, palavras para quê?

          Mais uma brilhante tirada de filozoofia do fiel peão de brega JgMenos, sempre leal ao não menos reluzente equotoureiro Moura.

          Embora não se vislumbre ainda o desfecho do folhetim zoopolicial agora iniciado por JgMenos (que nos intervalos das touradas é escritor) parece que tudo aponta para que Moura, em matéria de animais, esteja mais à vontade com os touros que com os galgos. Talvez porque só tenha de os espetar e não de os alimentar, o que, como todos sabemos, é uma maçadoria e dá despesas.

          O problema de Moura foi, ao que parece ter dado ouvidos a um tipo que o convenceu que, em vez de se engordarem os galgos para depois abater para fazer salsichas (para encher os verdadeiramente genuínos hot-dogs servidos no intervalo das corridas) se poderia tornar os animais diretamente em salsichas, evitando assim o processamento. O mesmo havia intenção de fazer com os porcos, mas uma denúncia anónima de um tipo com preconceitos em relação às nossas melhores elites e a histeria da populaça deitou tudo a perder..

        • Chega, Menos! says:

          « E imagino que era ele que estava encarregado de dar de comer aos cães e de os passear com o saquinho de plástico na mão »

          Pois…!
          Também não era o Hitler que ligava ou desligava as câmaras de gaz. Tinha vários JgMenos para fazerem esse trabalho.

        • Paulo Marques says:

          O Menos, mais até do que o Moura, arrisca-se a estar abaixo de Nazi; ao menos tinham algum respeito pelos seus congéneres animais, o Menos nem pessoas, quanto mais.

    • esteves ayres says:

      Onde andou o PAN/IRA este tempo todo?!

  2. esteves ayres says:

    O PAN /IRA no seu melhor!

    Um partido sem edeologia politica, que passa o tempo toda a defender os animais, mas e votado por humanos?!

    Espero que o PAN proponha uma lei, para que os donos dos animais limpem /apanhem os detritos dos mesmos, já não vou falar nas pulgas!!!

    Como diria o saudoso Jurista Arnaldo Matos; “isto é tudo um putedo”!

    • Daniel says:

      Tenta outra vez, mas agora lê tudo!…

    • abaixoapadralhada says:

      “Um partido sem edeologia politica” ?????

      E que EDEOLOGIA tinham os Pinta Paredes. ?
      Bem a avaliar pelo “Cherne” tinham alguma sim

    • POIS! says:

      Pois, mas levantam-se algumas dúvidas.

      Onde é que Arnaldo de Matos proferiu a frase? Foi lá na sede numa sessão de autocrítica?
      O PAN defende os animais mas é votado por humanos.

      Presume-se que o MRPP é o contrário pelo que ocorre a seguinte questão: sendo os animais muito mais que os humanos, por que razão o MRPP teve uma votação tão baixa? Não deixaram sair os elefantes do Zoológico para ir votar? Limparam as araras dos cadernos eleitorais?

      Camaradas lutemos unidos a bem dos fricks, dos fracos e dos oprimidos!.


    • “Espero que o PAN proponha uma lei, para que os donos dos animais limpem /apanhem os detritos dos mesmos, já não vou falar nas pulgas!!!”

      Essa lei já existe.

  3. JgMenos says:

    Pois não é que que o ‘público embrutecido e ignorante’ pode entender bem melhor que a cambada de cretinos do corretês o essencial da questão?
    Que um irracional não está sujeito a ser levado a preferir a morte a incomodar quem os cuida, mas que isso é bem provável nos racionais.

    Esses palhaços do PAN servem-se de num público embrutecido e pervertido, que conversa com irracionais, dependem emocionalmente de irracionais, e acham meritório privarem-se de bens essenciais e comodidades básicas para manterem irracionaias vivos em cuidados paliativos.

    Não há limites para semelhante cambada de cretinos!!!!

    • POIS! says:

      Pois eis um arremesso deveras corajoso, mais um por parte deste grande intelectual e filozoofo do nosso tempo que é JgMenos.

      Embora um texto tão rico tenha de ser objeto de uma exegese mais metodica, dois grandes vetores se poderão, desde já, trazer à luz.

      JgMenos afirma, desde logo que não está sujeito a ser levado a preferir a morte a incomodar terceiros. Apela ainda ao público que com ele conversa que não acha correto que dele se torne emocionalmente dependente.e termina apelando a que não abdiquem de bens esseciais e comodidades básicas para o manterem no estado de existência.

      Há muito que se esperava um claro deslinde por parte deste eminente filozoofo em relação ao famigerado dilema do ser. e da razão. Parece que foi hoje! A Humanidade, se não está salva estará, pelo Menos, a boiar.

    • João Mendes says:

      Não precisavas de ter escrito tanta bosta, Menos. Dizias logo que és partidário da extrema-direita e das fake news e resolvia-se logo o caso.

    • Paulo Marques says:

      Não se percebe a teoria menos, onde é que isso cabe na superioridade racial, afinal são todos tótós que qualquer um convence de qualquer coisa?
      Para si é mais a guilhotina, para ser mais rápido.

  4. abaixoapadralhada says:

    “Esses palhaços do PAN servem-se de num público embrutecido”

    O PAN a incomodar os Salazaristas ?

    Interessante. Uns dizem que o PAN não tem ideologia, os neo nazis, ficam incomodados com o PAN

    Como dizia o outro : Organizem-se !

    • JgMenos says:

      A estupidez sempre incomoda, ó debaixodasfrldas,
      Nada que não esqueças com umas lambidelas de cão.

      • abaixoapadralhada says:

        Isso é uma auto critica, repugnante Sa Lazarento ?
        Se é, a gente aceita essa auto critica, nojento Pide de 5ª classe

      • POIS! says:

        Pois, mais uma vez,

        JgMenos aconselha vivamente aquilo de que tanto o deleita. Mesmo que a gente dispense, não deixa de ser comovente..

  5. Julio Rolo Santos says:

    Quando certos indivíduos se pronunciam sobre eutanásia fazem-no para darem a entender que o que se pretende é legalizar a morte de pessoas sobre qualquer pretexto e sem o seu consentimento. Todos sabem que não é assim mas, com a conivência das igrejas e da ordem dos médicos, esta com especial obrigação a uma informação correta e objectiva, fa-lo de forma maliciosa por forma a criar nas pessoas um sentimento de medo. A eutanásia que se pretende aprovar é a despenalização dos profissionais chamados a pratica-la a pedido do doente e sobre determinadas condições, já sobejamente conhecidas. É pena que a OM dê uma ma’ imagem dos profissionais que entendem a objectividade e o alcance desta lei, e pouco façam para evitarem as mortes que ocorrem nas salas de urgência dos hospitais depois de horas de espera. Isto sim é que é eutanásia sem consentimento das vítimas deste desleixo.

  6. esteves ayres says:

    O PAN /IRA no seu melhor!

    Um partido sem edeologia politica que passa o tempo toda a defender os animais, mas é votado por humanos?!

    Com cateterista pequeno-burguesas sem conhecimento da realidade….

    Espero que o PAN /IRA proponha uma lei, para que os donos dos animais limpem /apanhem os detritos dos mesmos, já não vou falar nas pulgas!

    Como diria o saudoso Jurista Arnaldo Matos; “isto é tudo um putedo”!

    • POIS! says:

      Pois, tá bem…

      Que o MRPP repete sempre a mesma cantiga. mas era escusado.. Já todos tinhamos lido a eloquente afirmação do Grande Dirigente e Educador da Classe Operária e do Povo Português.Aliás muito repetida por essas tascas fora.

    • Carlos Almeida says:

      Nunca achei grande piada aos Meninos Rabinos que Pintam Paredes, mesmo com aquelas tiradas já então ridículas desse auto proclamado “Grande Dirigente e Educador da Classe Operária e do Povo Trabalhador”. Em 74 e 75 , foram claramente agentes provocadores da Direita, organizada à volta de Mario Soares e do ELP. Só mesmo quem viveu esses tempos, pode avaliar o papel do MRPP na contra revolução organizada, que acabou com o golpe de 25 de Novembro e não quem ouviu contar tretas sobre o assunto.
      Portanto, passados quase 50 anos vir outra vez com a cassete do “Grande Dirigente” é no mínimo obsoleto, isto para guardar o respeito pela pessoa do falecido Arnaldo de Matos

      • esteves ayres says:

        Os social-fascistas no seu melhor…

      • esteves ayres says:

        Respondendo aos seus insultos e desconhecimento do golpe militar social fascista preconizado pelo PCP de Barreirinhas Cunhal e UDP, aconselho que leia de; Arnaldo Matos “O Comunismo no Século XXI” , mas como sei que não vai ler.
        Então lei, os relatórios dos serviços militares da época… Onde estava em marcha para serem abatidos muitos militares democráticos e patriotas deste País, já nem vou falar nas tropas Pára-quedistas, que foram enganados, quando invadiram a BA6, e fico por aqui.

        Um ex.polícia da Força Aérea Portuguesa

        • abaixoapadralhada says:

          Ex Policia da FA ?

          Tu devias é ser amigo do Major Portugal, cunhado do Ramalho Eanes que no 11 de Março de 75, bombardeou o RALIS matando 2 soldados que estavam na caserna.

          Gente boa e tua amiga

          • esteves ayres says:

            No 11 Março foi uma tentativa de golpe fascista conduzido pelo grupo ligado ao Spínola. Existe uma grande confusão nessa cabeça. Mas para ter a certeza é só contactar o PCP, KGB e CIA…

          • abaixoapadralhada says:

            “No 11 Março foi uma tentativa de golpe fascista conduzido pelo grupo ligado ao Spínola. Existe uma grande confusão nessa cabeça. Mas para ter a certeza é só contactar o PCP, KGB e CIA…”

            Claro que foi uma tentativa de golpe fascista organizado pelo ELP e Spinola e com o apoio de muita gente .
            Mas de que lado estavam os Meninos Rabinos ?
            Eu sei de que lado estavam

  7. esteves ayres says:

    Respondendo às provocações social-fascistas!

    A maioria da comunicação social (e não só) sempre tivera um ódio de morte aos militantes e simpatizante do PCTP/MRPP, e como é do conhecimento geral e controlada pela burguesia e pelos partidos que se dizem sociais-democratas, socialistas e comunistas…

    Quer queiram quer não os seus militantes e simpatizantes sempre tiveram um papel importante na defesa dos interesses dos operários e de mais trabalhadores.

    Por esse motivo é que nunca somos ouvidos nem as nossas propostas e comunicados passam na comunicação social.

    Por fim:
    Não vamos desistir mesmo que nos prendam por dizer o que pensamos, como fizeram os fascistas no tempo de Salazar e Marcelo e o mesmo aconteceu quando fomos presos pelos sociais-fascistas de Barreinhas Cunhal, Otelo, (COPCOM)!

    Nem fascismo nem socia-fascismo!

  8. Carlos Almeida says:

    Oh Ayres

    Que cassete tão repetitiva.
    Pior ainda que a cassete do Alvaro Cunhal

    Os Meninos Rabinos sempre foram uns incompreendidos, a não não ser pela Direita a quem fizeram o frete em 75

    Mas em 2020, outra vez a cassete do Social Fascismo etc. Porque é que não te chegas ao Chega ?

  9. esteves ayres says:

    Militantes/simpatizantes do MRPP saíram do PCP ( em 1970), não foram corridos como aconteceu com alguns… Viva o Partido Comunista dos Trabalhadores Português PCTP/MRPP
    Por fim: A Luta é dura mas nós não vergamos
    Nem fascismo nem social-fascismo!

    • POIS! says:

      Pois mas…

      Só uma dúvida: quem ganhou o jogo de sueca com que terminou a última reunião do Comité Central do MRPP? Consta para aí que não ficaram jogadores suficientes e tiveram de jogar ao burro em pé.

      • esteves ayres says:

        Pelos vistos estamos no caminho certo… o ódio é tanto que nem os fascistas e social-fascistas conseguem acabar com o PCTP/MRPP, que, ao longo dos anos se têm esforçado… mas não vão conseguir… Estamos mais unidos e mais fortes que nunca!

        • POIS! says:

          Pois, é sempre comovente!

          Refiro-me à união entre os jogadores de sueca do comité central. As camaradas que não quiseram jogar já apresentaram a autocrítica? Ou passaram a dedicar-se ao poker?

  10. esteves ayres says:

    Em resposta aos ditos de esquerda (e não só) os que ao longo dos anos têm um ódio de morte aos militantes ,simpatizantes e amigos do PCTP/MRPP, lá vai:

    Fundado em 18 de Setembro de 1970 por Arnaldo Matos, secretário-geral e , Fernando Rosas e João Machado.

    Fundaram antes de 1974 a revista O Tempo e o Modo, com Amadeu Lopes Sabino, bem como o jornal Comércio do Funchal, dirigido por Vicente Jorge Silva. Um dos seus militantes, o estudante José Ribeiro dos Santos, é morto pela PIDE/DGS em 12 de Outubro de 1972

    Em 4 de maio de 1974 já ocupam casas e impedem o embarque de soldados, lançando o grito nem mais um soldado para as colónias.

    Propaganda, principalmente em acções de pintagem de paredes e através do jornal Luta Popular, cujo primeiro número legal sai em 23 de maio de 1974, dirigido pelo futuro professor de direito fiscal, José Luís Saldanha Sanches. Este é preso logo em 7 de Junho de 1974.

    A sua activa organização estudantil, a Federação dos Estudantes Marxistas-Leninistas – Faculdade de Direito de Lisboa.

    As manifestações contra a NATO de 31 de Janeiro e 7 de Fevereiro de 1975. Em 18 de Março de 1975, o MFA suspende o MRPP, seguindo-se manifestações de protesto.

    E presos cerca de 400 militantes e simpatizantes pelo COPCOM , com o apoio do PCP e UDP

    Até um dia

    • Carlos Almeida says:

      Se não fosses tão patético, eras ridículo.
      Estimo as melhoras

      • esteves ayres says:

        Carlos Almeida, não tem coragem para dizer o que pensa, por esse motivo limitasse a dizer coisas que qualquer canalha diz!!!

        • Carlos Almeida says:

          “Carlos Almeida, não tem coragem para dizer o que pensa”

          Chamei-te patético e não tenho coragem de dizer o que penso ?

  11. Pedro Vaz says:

    O “Direita Política” já começa a ter uma boa audiencia a julgar pela atenção que tem tido por parte dos Comentadores do Sistema.

    Já agora “Fake News” são as notícias que o Pinto Balsemão e companhia não gostam…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.