Margaret Thatcher e o Coronavirus

Parafraseando a uma citação muito popular entre a direita, da mais liberal à mais extrema, que tomei a liberdade de adaptar aos dias de hoje, penso que não será descabido dizer que o capitalismo dura até fechar a fábrica comunista. É que, a julgar pelo pânico que se instalou nos mercados, nas bolsas, nos bancos e nos grandes capitalistas em geral, que não gostam do comunismo, excepto quando é para deslocalizar a produção para a China ou para o Vietnam, de forma a poder aumentar os lucros e não ter custos adicionais com direitos laborais ou humanos, parece que o encerramento da grande fábrica chinesa, como consequência da epidemia covid-19, tem tudo para ser a acendalha da próxima crise mundial do capitalismo moderno. Em todo o caso, mercados, bolsas, banqueiros, especuladores e outros piratas das Caraíbas fiscais não têm motivos para ficar preocupados. Se isto realmente der o estouro, culpa-se o cidadão comum, esse gastador, aplica-se uma austeridadezita purificadora e resgata-se novamente o capitalismo com o dinheiro dos contribuintes. Como ainda estamos a pagar o estouro anterior, a malta nem vai reparar.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Dizem as más línguas:

    «  Ao chegar à Portela vindo de Milão ou do Extremo Oriente, um viajante português ao desembarcar, comprou os jornais diários num quiosque do aeroporto, para os ler no sossego de um sofá, enquanto aguardava pelo familiar que o iria buscar.
    Sem que se tivesse apercebido disso, uma série de vírus Convid-19 trazidos de outras paragens, aguardavam no seu ombro a sua vez de poder saltar para outros transeuntes do aeroporto.
    Com os seus olhos microscópicos, esperando pela sua oportunidade de saltar para o ombro ou para as mãos de outro passante nas redondezas, lá iam lendo também eles as notícias dos jornais que o viajante tinha comprado. Eis senão quando constatam que da política ao futebol, passando pela própria Justiça, isto era um país contaminado até à medula pelo vírus da corrupção, tráfico de influências, evasão fiscal.
    Com receio de perderem o seu fulgor epidémico, em face da concorrência de uma outra epidemia, bem mais resistente, jamais debelada por qualquer vacina, a corrupção, resolveram então entre si, embarcar de novo de regresso às origens».

  2. Pedro Vaz says:

    Não fales mal da Tatcher João porque ela era da tua equipa – Globalismo. Como o seu amigo Reagan atirava “red meat” de direita pela boca afora mas a acção ia sempre para a Esquerda+Oligarquia. Já agora foi no “reinado” da Tatcher que a imigração em massa de não Europeus para a Inglaterra acelerou imenso…o amigo dela nos EUA deu a famosa amnistia aos Mexicanos.

    • POIS! says:

      Pois claro!

      O Reagan atirava “red meat” e depois engolia standards. E o Chega comeu a meat e transformou-a em shit Nunca se cá viu programa mais idiota e liberal-globalisteiro.

      • brasuca pro brasil says:

        O sionista Sefardita Vaz dá uma no cravo e duas na ferradura. Diz-se anti globalista e anti-semita, mas é Isaac
        Para alem de fabricante de “likes” no Aventar

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.