Passos Coelho acertou em cheio na escolha para a CM do Porto

asa

As coisas podem não estar a correr de feição para Pedro Passos Coelho na escolha de um candidato para disputar a CM de Lisboa, mas no Porto parece ter acertado em cheio. Álvaro Santos Almeida, o académico que lecciona na Universidade do Porto e que até já passou pelo FMI, referência incontornável para o PSD anti-social-democrata de Passos Coelho, mostrou as garras numa entrevista publicada hoje no JN, afirmando que a autarquia é controlada por Rui Moreira e por “um PS de ex-comunistas e de radicais de esquerda”. Se o CDS-PP descobre, lá se vai o apoio unânime da concelhia do Porto. [Read more…]

Acha estranho, deputado Montenegro?

uma

Acho estranho que Luís Montenegro ache estranho que “o primeiro-ministro e os seus “acólitos” estejam “com tanto medo” que o Parlamento “queira descobrir a verdade” sobre o acordo com a equipa de António Domingues na Caixa Geral de Depósitos (CGD)“. Não que me pareça estranho que um primeiro-ministro e respectiva entourage se possam sentir aflitos com a descoberta da verdade, seja lá que verdade for, mas que o senhor deputado veja aqui qualquer tipo de estranheza.

Senão vejamos: esta posta começa com uma montagem, gentilmente roubada (mesmo à esquerdalho) à radicalíssima Uma Página Numa Rede Social, que nos confronta com alguns exemplos, em muito idênticos ao referido por Montenegro, de situações em que o anterior primeiro-ministro e respectivos “acólitos”, entre eles o próprio Dr. Montenegro, estariam “com tanto medo” que o Parlamento quisesse “descobrir a verdade” que acabaram por impedir que os directores da Autoridade Tributária fossem ouvidos a propósito do caso da Lista VIP, que Cavaco respondesse por escrito a propósito do caso BES, que Passos Coelho (ironia máxima) fosse ouvido sobre as suas dívidas à Segurança Social e que Maria Luís Albuquerque respondesse perante os deputados sobre os polémicos swaps. [Read more…]

Sobre a mais recente indignação no universo futebolístico português

O Benfica está indignado? O Porto também, Fernando. Acho que era de aproveitar a onda e exigir a abertura de uma comissão de inquérito para esclarecer esta pouca-vergonha.

P.S: As imagens/repetições que vi durante o jogo de ontem não foram conclusivas. Pelo menos no calor do jogo, que não as voltei a ver. Mas digo-o, sem grandes rodeios, que o penalti que deu origem ao primeiro golo do Porto me pareceu uma grande treta. Não obstante, quer-me parecer que, na presente temporada, ainda temos saldo positivo.

Cavaco, as influências negativas e o elogio ao PCP e ao Bloco

csgang

Diz a imprensa, que não há paciência para ler 600 páginas escritas pelo sultão da democracia portuguesa, já chega ter que o manter ad aeternum a caviar, que Cavaco Silva, a propósito do episódio dos avanços e recuos da lei da interrupção voluntária da gravidez, terá afirmado que PCP e Bloco exercem uma “influência negativa” na governação do país.

Muito poderia ser dito sobre as declarações de um indivíduo com tantos amigos a exercer a mais nefasta das influências sobre o nosso país. Amigos que contribuíram activamente para a destruição da economia portuguesa, que roubaram e corromperam, e com quem Cavaco até fez bons negócios. Não admira que tantos estivessem na sua comissão de honra quando se recandidatou em 2011. De bancos percebe ele. [Read more…]

Em defesa das minorias parlamentares

Matos Correia pondera abandonar a presidência da comissão de inquérito à CGD. Está em causa o “respeito dos interesses das minorias” ostracizadas, PSD e CDS-PP. E por aqui me fico que estou extremamente comovido.

Os próximos Panama Papers estão aí e passam por Portugal

tax

E, como não poderia deixar de ser, o Expresso já está em cima do acontecimento. Desconheço se Os truques já puseram algum contador a rolar (este já rola há quase 300 dias), mas, aparentemente, foram os primeiros a fazer soar o alarme cá no rectângulo. Lá fora o assunto já é tema desde Terça-feira. Pelo menos em Espanha, França e Alemanha.

Long story short: uma investigação internacional, que envolveu vários jornais e cadeias televisivas, descobriu aquilo que Portugal já sabia há anos. Que a Zona Franca da Madeira (ZFM) é um paraíso fiscal onde têm lugar situações pouco recomendáveis para pessoas sérias, dignas e dadas à transparência. A investigação fala de um esquema de evasão fiscal que se prolongou durante 19 anos, com milhares de empresas, muitas delas meras fachadas dedicadas à livre circulação de dinheiro vindo sabe-se lá de onde, a pagar impostos microscópicos. [Read more…]

SIC Notícias facilita acesso à pós-verdade

pvsic

Estes estalinistas não se dão nada bem com a verdade. Bloqueiam-na. Reconstroem uma sociedade cada vez sinistra, de informação manipulada, com o auxílio da imprensa em bloco. Com a excepção, claro está, da SIC, da RTP, da TVI, do Sol, do I, do Correio da Manhã, do Público Dinis, do Expresso, do JN e dos blogues disfarçados de jornais como o Observador, o ECO e o Jornal Económico. Tirando estes, está tudo ao serviço da maldita Geringonça. Conseguirá a resistência repor a verdade?

Imagem via Os truques da imprensa portuguesa

Tens a certeza que queres dar lições de honestidade ao Centeno, Passos?

ppc

Concordo com o Bruno Santos: “Se o Ministro das Finanças não mentiu, deve encerrar-se o assunto e seguir em frente. Mas se mentiu, deve sair. Um alto responsável público não pode mentir“. Tão simples quanto isto. Um alto responsável público deve ser à prova de bala, íntegro, honesto e transparente. Se quem nos governa não possui estas qualidades, estamos tramados.

E é exactamente por pensar assim que não percebo o descaramento de Pedro Passos Coelho, que por estes dias afirmou que Centeno “está muito fragilizado” porque “faltou à verdade aos portugueses”. Das duas, uma: ou o líder do PSD passou quatro anos e meio muito fragilizado na liderança do governo, o que explicaria muitas argoladas, ou não tem um pingo de vergonha na cara. Olha que a internet não perdoa, Pedro. [Read more…]

Verdade absoluta

PSD está mal habituado pelos anos de Cavaco no poder” – Miguel Sousa Tavares

Juros de 4% são aceitáveis?

cc

A presidente do IGCP acha que sim. E antes que se acuse a senhora de ser mais uma esquerdalha ao serviço da Geringonça, importa recordar que Cristina Casalinho exerce a função desde 2014, tendo chegado ao cargo durante a administração Passos/Portas, não pela mão de Costa.

Segundo entrevista dada hoje ao Público, que se recomenda, Cristina Casalinho afirma que taxas de juro de 4% são aceitáveis se o Estado continuar a conseguir superavits primários como aquele que tivemos em 2016. Que verdadeiramente importante é gerir o risco de refinanciamento. Que taxas de juro na casa dos 4% são “taxas historicamente normais”.

Isto é bom? Eu, que não percebo patavina de economia, acho que não. Taxas de juro de 4% parecem-me um assalto e a minha esperança de que o Estado consiga sucessivos superavits primários não é grande. Mas isso sou eu que sou um doido que vê terrorismo nos mercados e na especulação. Quanto aos superavits, e como afirmou Marcelo, qual soco no estômago do seu partido, pode ser que a Geringonça continue a superar as expectativas. Pelo menos até á chegada do Dr. Belzebu.

Foto@Dinheiro Vivo

Careful what you wish for, PSD

psd

via PSD@Pinterest

Quem não se lembra da heróica cavalgada eleitoral de Marcelo, o homem que vinha para salvar a direita órfã dos abusos da Geringonça e que, qual Cavaco, boicotaria a usurpação parlamentar da esquerda? Pois, esse Marcelo já lá vai. Ou talvez não tenha sequer chegado a aparecer. Ou, melhor ainda, está a fazer o seu número político para que, no dia em que tal se tornar necessário e vantajoso, possa tirar o tapete ao governo e afirmar que está acima de críticas porque colaborou enquanto pôde. Cenas para ver nos próximos episódios. Por enquanto, pelo menos para o segmento recém-radicalizado da direita parlamentar, o presidente que o PSD desejou eleger é cada vez mais um alvo a abater. Um vilão chamado Marcelo Rebelo de Sousa. [Read more…]

Caranguejola vale 31,4%

ppcac

É o que diz o estudo apresentado no final da passada semana pela Aximage. E se os resultados do estudo encomendado pelo grupo Impresa à Eurosondagem não auguram nada de bom para Passos Coelho e Assunção Cristas (juntos valem 36,2% do eleitorado: PSD = 29,2%/CDS-PP = 7%), a encomenda do grupo Cofina coloca os partidos de direita com assento parlamentar numa situação ainda mais delicada.

O PSD, que até cresceu face ao último estudo (25,1%), consegue apenas 26,4% das intenções de votos dos inquiridos. Já o CDS-PP não vai além dos 5%. Juntos valem apenas 31,4% das intenções de voto, ao passo que a Geringonça consegue um resultado esmagador de 58,3% (PS: 42%/BE: 8,4%/ PCP: 7,9). Quase o dobro.  [Read more…]

Debaixo dos nossos narizes

corrup

O Aventar lançou recentemente uma iniciativa que visa analisar os famosos ajustes directos (AD), instrumento em voga nas autarquias portuguesas. Uma tarefa hercúlea que, face às condições que se nos apresentam, pouco mais nos permite que um suave scratch the surface.

Ainda assim, parece-me uma excelente iniciativa. Sei que sou suspeito para fazer considerações destas, mas a verdade, e esta é mesmo absoluta, é que por muitas vantagens que esta modalidade de contratualização pública possa ter, os ajustes directos são um convite ao compadrio e ao pequeno tráfico de influências que está presente em muitas, senão na grande maioria, das autarquias portuguesas. [Read more…]

Barco (laranja) ao fundo!

barco

A SIC e o Expresso, desse perigoso esquerdalho que é o senhor Balsemão, encomendaram mais um estudo à Eurosondagem. O resultado demonstra que o país leva cada vez menos a sério o PSD de Passos Coelho, que registou o pior resultado desde as Legislativas de 2015. Mesmo em coligação estatística com o CDS-PP, a combinação de forças não vai além dos 36,2%, bem abaixo dos 37,8% obtidos pelo PS. E o CDS-PP só escapa ao último lugar da tabela porque existe um pequeno partido, sem os recursos ou a influência dos seus pares, chamado PAN. Caso contrário seria a confortavelmente a força partidária mais irrelevante deste país. Assunção Cristas está a fazer um excelente trabalho. É deixá-la andar. [Read more…]

Nepotismo americano

trumps

Podia ser uma grande produção hollywoodesca mas não é. Está mesmo a acontecer. O discurso incendiário, o muro, a confrontação, o insano do Bannon, a sucessão de tweets, o Putin, o fecho selectivo de fronteiras, o inimigo árabe, com o devido regime excepcional para a Arábia Saudita, o Brexit, a Le Pen. De um momento para o outro, o mundo está virado de pernas para o ar. Em Bucareste há quem tente liberalizar a corrupção. Em Moscovo legaliza-se a violência doméstica. Vale tudo. Até arrancar olhos.

Na nova América de Trump, há algo de José Eduardo dos Santos no ar. O genro de Donald, Jared Kushner de seu nome, é um tipo que pelos vistos faz bons negócios e casou com a filha do homem mais poderoso do mundo, era ele ainda apenas um dos homens mais poderosos do mundo. Agora é conselheiro da administração norte-americana. Só pode ter sido por mérito. [Read more…]

Interliga, Cristas, interliga

acpp

Assunção Cristas, em permanente campanha por todo o lado, surgiu ontem de ar grave e semblante taciturno a comentar a consolidação orçamental. Engole em seco quando afirma que “a consolidação orçamental é relevante“, imediatamente rematando com um “é preciso ver como é que é feita essa consolidação orçamental e o que vemos é uma grande degradação de serviços públicos“, apontando baterias ao estado da Saúde e da Educação.

A lata não surpreende. Apesar de ter integrado um dos governos que mais atacou o Estado Social, que desinvestiu brutalmente na Educação e que deixou os serviços de urgências do país a rebentar pelas costuras, sem que a preocupação que agora procura demonstrar estivesse presente, a líder do CDS-PP parece esquecer-se que, mesmo assim, o executivo co-liderado pelo seu antecessor falhou todas as metas do défice. Todas. E que o país pagou caro os sucessivos falhanços. Na relação com a UE como na degradação dos serviços públicos que agora parece ter descoberto. [Read more…]

Não, não há vergonha na cara

Francois Fillon, former French prime minister, member of The Republicans political party and 2017 presidential candidate of the French centre-right, attends a political rally as he campaigns in Charleville-Mezieres, France, February 2, 2017. REUTERS/Christian Hartmann

Admitir um erro destes não o apaga, assusta. Assusta porque um dia a coisa banaliza-se e forrobodó instala-se definitivamente. E parece que já faltou mais.

– Pá, eu sei que dei uns tachos a minha mulher e aos meus filhos, tachitos bons, tachitos que eram para uma coisa e serviram para outra, tudo isto à conta do contribuinte, mas estou muito arrependido e gostaria de agradecer a vossa compreensão tornando-me no vosso próximo presidente. Mas não se preocupem que a minha credibilidade não está em causa. Foi tudo legal e transparente. Tão transparente como me apresento hoje aqui perante vós, cidadãs e cidadãos (colocar nacionalidade), colocando a nu todos os meus podres.

Desculpas destas não se pedem, evitam-se.  [Read more…]

Quando Trump diz a verdade

dt

É caso para se lhe tirar o chapéu. Em entrevista à Fox News, e após ter afirmado que respeitava Vladimir Putin, Donald Trump foi confrontado por Bill O’Reilly com o facto do presidente russo ser um assassino. A resposta do presidente dos EUA, que gerou forte indignação, inclusive no seio do Partido Republicano, não podia ser mais honesta. Sim, honesta:

Há muitos assassinos por aí, nós também temos muitos assassinos. Acha que o nosso país é assim tão inocente?

É verdade, Trump. O vosso país não é inocente. O vosso país anda há décadas a patrocinar golpes de Estado, do Irão ao Chile, a invadir estados soberanos no Médio Oriente, a treinar e a equipar terroristas, a bombardear hospitais e escolas, a apoiar o terrorismo de Estado de Israel e a alimentar guerras um pouco por toda a parte. A comparação com a Rússia não poderia ser mais certeira e já era tempo de alguém o admitir.

Para o arquivo do rigor jornalístico

sicn

A SIC Notícias transformou os aumentos de 0,49 cêntimos no gasóleo e de 0,34 cêntimos na gasolina, previstos para o início desta semana, em aumentos de 49 e 34 cêntimos, respectivamente. Seria de esperar que ninguém no seu perfeito juízo acreditasse numa treta destas. Porém, quando o título da notícia foi alterado, poucos minutos após a publicação original, já as redes sociais tinham tratado de explodir em indignação e disseminado mais este lapso da nossa imprensa atenta. Onde estaria o Hugo quando se publicou este aborto jornalístico? Será que deu OK?

via Os truques da imprensa portuguesa

José Sócrates contra-ataca

js

José Sócrates processou o Estado português. Todos nós de uma assentada, portanto. É óbvio que o intuito do cavalheiro não será o de processar a D. Raquel, o Sr. Fernando ou o Severino. Porém, no final desta história, caso ao ex-primeiro seja dada razão, o que não surpreenderia, pagamos todos um bocadinho. Em euros e vergonha.

Porque é que o ex-primeiro processou o Estado português? Ora aí está uma boa pergunta! Conta-nos a imprensa isenta, que tão bem vigia este país, que Sócrates deu uma conferência de imprensa para informar o pais que está farto de ser suspeito e, como a grande máquina não mexe um pintelho e o processo já se arrasta há alguns anos, passa Sócrates ao contra-ataque. Para esclarecer a coisa de uma vez por todas. Ou não. [Read more…]

Da Fitch, com amor

lixo

Mercenários norte-americanos mantêm rating da dívida portuguesa, naquele nível “lixo” a que já estávamos habituados no tempo do Passos. Nem nisto a Caranguejola conseguiu ser melhor que a Geringonça. É preciso ter azar!

Aquele momento em que o ridículo atinge proporções descomunais

e o humorista faz o seu trabalho.

Um enorme embaraço para PCP e Bloco

avjs

Não votei no PS mas votaria de boa vontade num projecto que envolvesse, em regime pré-eleitoral, uma aliança entre os três partidos que hoje concertam posições na Assembleia da República. Se é para estarmos sob chantagem da Europa, reféns do terrorismo financeiro, antes um governo que garanta alguma dignidade aos portugueses do que uma caranguejola de sabujos da precaridade, a salivar por mais empobrecimento e pelo desmantelamento do Estado Social.

Agrada-me particularmente que esta aliança não tenha descaracterizado os partidos que a constituem, em especial PCP e Bloco, que não deixaram de colocar o executivo de Costa contra a parede sempre que tal se exigiu, sendo o caso mais recente aquele que envolveu a tentativa de descida da TSU como moeda de troca para o aumento do salário mínimo. Ao contrário deste PSD, com a sua espinha dorsal de caracol, PCP e Bloco sempre foram contra tal possibilidade e, porque não são um CDS oportunista, assim se mantiveram. A medida foi chumbada, Costa apresentou um plano B e a questão parece agora resolvida. [Read more…]

Rejubilai! As touradas estão a morrer

tourada

Desde o final da década passada, o número de touradas realizadas em Portugal tem vindo a diminuir de ano para ano. Em igual trajectória, estes espectáculos de violência e morte perderam milhares de espectadores em poucos anos: em 2008, segundo números do IGAC, as touradas levaram aproximadamente 700 mil portugueses às arenas. Em 2016, o número foi reduzido para perto de metade. Um declínio que se saúda.

Perante esta realidade, é expectável que as touradas acabem mesmo por morrer, ainda que de morte lenta e demorada, o que infelizmente ainda custará a vida a centenas de animais indefesos que continuarão a ser alvo da brutalidade de uma tradição sem nexo. Não obstante, o crescente desinteresse dos portugueses pelo entretenimento da tortura é um sinal positivo e animador. Estamos no bom caminho e só se lamenta que o enfermo continue a ser medicado. Desliguemos-lhe as máquinas. Ou eles que se toureiem uns aos outros.

Cartoon@No Limiar das Palavras

É oficial: o semanário Sol mentiu ao país

sol

Passaram quase três meses desde que o semanário Sol publicou a capa que podem ver em cima. O jornal assegurava que Mário Centeno, Caldeira Cabral e Rocha Andrade estavam de saída do governo em Janeiro. Chegados a Fevereiro, os três governantes continuam em funções e, com a excepção da teoria da conspiração solar, nada indica que estejam em vias de ser chutados do executivo de António Costa, algo que, no caso de Rocha Andrade, se lamenta. [Read more…]

Make America great again, ou o dia em que Trump levou com uma cerveja em cheio na cara

Uma salva de palmas para a equipa de marketing da cerveja Corona!

 

 

Portugal’s Secret Revolution

um artigo de Richard Zimler que vale a pena ler.

Descobrimentos tecnológicos na era da Geringonça?

“Portugal lançava navios, agora lança startups”, diz a Bloomberg [Expresso]

Alcoviteirice é fixe!

cm

O que é o Correio da Manhã?

Em tempos achei que sabia a resposta à pergunta em cima, mas hoje, confesso, tenho as minhas dúvidas. Parece um jornal, mas, a julgar pelos destaques do passado Domingo (e não só, claro), pode muito bem tratar-se de uma revista cor-de-rosa ou de uma daquelas páginas de caça ao clique que abundam no Facebook, feitas de títulos bombásticos e polémicas com sexo, drogas e violência em doses industriais. Só que em formato jornal, com aquele tipo de papel que suja as mãos e, pasmem-se, com jornalistas. E tipos sérios, tipo Moita Flores e Paulo Morais, a escrever artigos de opinião. Dá para um homem ficar confuso, não dá?  [Read more…]

O maior assalto fiscal de sempre começa amanhã

vg2

Esta posta não tem nada a ver com Vítor Gaspar. Mas sempre que penso em enormes aumentos de impostos, é o director do FMI que me vem à cabeça. Por esse motivo, e porque amanhã se inicia um dos mais violentos assaltos ao contribuinte de que há memória, decidi usar este belo sorriso do nosso saudoso antigo ministro. Esteja ele onde estiver, absorto em exceis ou a disparar chumbo grosso no próprio pé, estou certo que estará a sorrir e a pensar: “Queixastes-vos de mim, gastadores? Então sofrei agora nas mãos dos estalinistas e chorai, ingratos!” [Read more…]