Miguel Oliveira

Bravo, campeão! Agora mantém à distância os políticos de m…a, que te obrigaram em Portugal a celebrar a vitória longe dos teus fans. São esses mesmos, os crocodilos que lacrimejam pela falta de apoteose que mereces. Nenhuma recepção em S. Bento ou Belém, valerá um décimo dos aplausos que não recebeste quando desceu a bandeira de xadrez ao cruzares a linha de meta.
Ao contrário dos políticos, és um herói, alguém que verdadeiramente merece o respeito dos portugueses.

Comments

  1. abaixoapadralhada says:

    Es mesmo um oportunista do mike !


  2. Quem é este Miguel Oliveira ?
    Que fez ou faz na vida ?

  3. Filipe Bastos says:

    Ao contrário dos políticos, és um herói, alguém que verdadeiramente merece o respeito dos portugueses.

    Caramba. E não o conheço? Fui tentar curar a minha ignorância:

    “Miguel Oliveira, 25 anos, é um piloto de motociclismo. Participa na categoria de MotoGP com a equipa Red Bull KTM Tech 3.”

    OK… talvez tenha feito algo de grande valor ou utilidade?

    “Miguel Oliveira conquistou hoje a segunda vitória da temporada no Mundial de MotoGP, no Autódromo de Portimão.”

    Certo. Ó António Almeida, está a ver porque vivemos num mundo de prioridades trocadas, dominado por injustiça e desigualdade, explorado por mamões e celebrado por carneiros acéfalos?

    Bardamerda para as motas, para os autódromos, para o MotoGP e para o Red Bull. Nem desporto é, não faz bem a nada, são crianças grandes a acelerar para lado nenhum.

    Todos os ‘desportos’ motorizados deviam ser extintos. Nem sequer por razões ambientais: por bom gosto e sanidade.

    Já agora. Quem diz ‘os portugueses’ em frases pomposas devia levar com um pastel de caca nas trombas.


  4. Isso mesmo Miguel Oliveira, emigra para um país que não te impeça de celebrar a vitória perto dos teus fans.
    Portugal não te serve devido às originais medidas surgidas da cabeça de António Costa e de outros socialistas cujo único propósito das suas existências é limitar a tua liberdade.
    Vai para um pais decente, Miguel Oliveira.
    Espanha, França, Alemanha, Bélgica, Reino Unido, Irão, Chile e mais uns 200 países no mundo também não te servem.
    Podes tentar a Suécia mas despacha-te que aquilo também está a ficar feio.
    Pelo seguro vai para Tuvalu e leva o António de Almeida contigo.

  5. Pedro Luiz de Castro says:

    E ainda mais quando nem um cêntimo recebeste de apoio das estruturas desportivas oficiais portuguesas. Nem da Federação de Motociclismo, nem dos Institudos disto e daquilo que por cá existem.
    Foste TU, apenas TU e com o apoio necessário, fundamental e Incondicional da tua família, que TUDO conseguiste !!
    Força Campeão! Para o ano cá continuaremos para te aplaudir ainda mais !!!

  6. Paulo Marques says:

    Quer dizer, bom para ele, e? Nasceu com oportunidade de ouro, fez por merecer o sucesso, mas o país continua o mesmo ganhando ou não ganhando.
    Ao menos não sorve dinheiro como a bola.

  7. Luís Lavoura says:

    Como o autor deste post bem sabe, não houve público no Grande Prémio de Motociclismo porque tinha havido no de Automobilismo e as coisas não tinham corrido bem.
    Parece-me mais ou menos justo.
    O que não é justo é que se tenha proibido haver público nos jogos de futebol, quando em todas as experiências realizadas nesses jogos as coisas correram otimamente.
    Mesmo ontem se viu que tipo de público foi privado de estar no Grande Prémio, quando motociclistas aceleraram para velocidades proibidas na ponte 25 de Abril.

  8. POIS! says:

    Pois confesso a minha ignorância, mas fiquei absolutamente abismado com as espantosas revelações de mais este post do Sr. Almeida! Fiquei a saber muita coisa que só por imperdoável descuido me tem escapado a alta velocidade. Fiquei então a saber:

    Que os políticos agora se deslocam, pelo Sul do país, em motos de grande cilindrada e que há Oliveiras algarvias dotadas de grande mobilidade (ao contrário das tradicionais alentejanas que, por más influências esquerdalhas não passam do mesmo sítio)!.

    E que os políticos não largam as Oliveiras de corrida. Deve ser porque a pandemia prejudicou a produção de azeite e sempre é mais um bocadinho de azeitona que se arranja.

    E que o Alqueva está tão infestado de espécies exóticas que já andam crocodilos no meio das Oliveiras. A chorar, é claro, porque têm saudades lá dos pântanos lá da Austrália.

    E que há um novo desporto radical que consiste no lançamento de bandeiras do Boavista a ver quem acerta nas Oliveiras.

    E que uma Oliveira deve recusar quaisquer condecorações, até para não prejudicar a integridade do tronco e ser pasto de parasitas.

    O meu (nosso!) comovido agradecimento. Os portugueses merecem saber a verdade. Por favor, continue a iluminar-nos com os seus posts, qual potente farol de uma Ducatti ou de uma Kawasaki.

  9. R SANTOS says:

    O Almeida numa sebosa e indigente demonstração do bacoco nacionalismo.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.