O ciclismo, a W52-FCPorto e o Doping

Em miúdo gostava de ciclismo. Não perdia uma Volta a França ou a Portugal na televisão e achava o esforço que os ciclistas faziam uma coisa de outro mundo. Até um dia. O dia em que se descobriu que o enorme Lance Armstrong, o ciclista que me fazia vibrar, afinal corria dopado. Para mim foi o ponto final na credibilidade do ciclismo.

Nos últimos anos, fruto da minha paixão pelo FC Porto, voltei a olhar para o ciclismo mas sempre desconfiado. Não fosse o diabo tecê-las. Até que, na semana passada, mais coisa menos coisa, dou de caras com as notícias sobre doping na W52 Quintanilha – FC Porto. Envergonhado, encolhi os ombros e pensei: não vale a pena, o ciclismo morreu de “morte macaca” há uns anos e não volta mais. Confesso, nem duvidei da notícia até pelo envolvimento da Polícia Judiciária na coisa. Até que….

Esta semana sou surpreendido com a notícia de que as análises ao sangue e urina dos ciclistas da W52-FCPorto foram enviadas para um laboratório em Barcelona, um dos mais prestigiados do mundo e o resultado foi: tudo e todos absolutamente limpos! Até o passaporte biológico! Diz quem sabe que a coisa foi fruto de uma denúncia. Certamente, anónima. Ora, no ciclismo e com o historial dos últimos anos na modalidade, não é difícil acreditar em tais denúncias. Eu, perante as notícias, nem hesitei em acreditar. Como as grandes dores são mudas, nem piei.

A questão agora é outra. O nome da W52 Quintanilha e o nome do FC Porto foram manchados. Por uma precipitação das autoridades. Será que a coisa não podia ter sido feita com o recato devido e depois, só depois, perante os resultados reagir? É que as parangonas de ontem passaram, salvo raras excepções, a meras notas de rodapé hoje. Como e quem vai reparar o bom nome dos atingidos? Como é costume em tudo quando toca ao FC Porto, primeiro atiram e só depois perguntam. E no final, pelo menos neste caso, o FC Porto e a W52 Quintanilha por tabela ainda tiveram sorte: as análises foram enviadas para um dos melhores laboratórios do mundo. Uma sorte não ter sido num qualquer local esconso….

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Concurso em absoluto com o que escreveu. Temos sempre uma enorme falta de jeito para lidar com assuntos desta índole. A Justiça está no estado em que está, também por isso. Apesar das medalhas e medalhinhas que vamos ganhando por aí, nalgumas modalidades desportivas, a nossa falta de bom senso é atrevida, o que me leva a questionar se os nossos dirigentes não são mesmo incompetentes?
    Eu dou um exemplo.
    Amanhã joga-se o Benfica-Porto. Um jogo que para o Benfica pouco vale, a não ser o orgulho profissional, claro. Nada os tira do 3° lugar. Vai ser arbitrado por Luís Godinho. O mesmo Luís Godinho que o ano passado num jogo do Porto-Braga, teve aquela brilhante ideia de expulsar Luís Diaz sem qualquer razão aparente. Aliás um erro grosseiro dele e do seu VAR, nesse jogo, Hugo Miguel, outro pérfido apitador, que erra mais do que acerta, o qual obrigou a Federação Portuguesa de Futebol vir a terreiro clarificar a situação para futuro. Mas este árbitro já não ê a primeira vez que está metido em trapalhadas. Para mim não tem competência para estas andanças.
    Na direção do VAR, para o jogo de amanhã, escolheram João Pinheiro, de Barcelos, se bem que este me pareça ser um bom árbitro, contrariamente ao primeiro, ainda que associado ao Benfica, tal como Luís Godinho.
    Espero que tudo corra bem e não aconteça de novo nenhum caldinho.
    Agora isto não invalida o meu juízo. Incompetentes na direção dos órgãos federativos não faltam. A começar pelo CD e acabando no Conselho de Arbitragem.
    Depois admirem-se dos clubes e os jogadores usarem e abusarem do TAD.
    Só pode, com tanta incompetência e falta de imparcialidade!

  2. Rui Naldinho says:

    Concordo em absoluto

  3. Luís Lavoura says:

    Muito bem.
    É como quando a ASAE resolveu (há uns bons anos) fazer uma rusga sobre restaurantes chineses para ver se tinham a comida em condições higiénicas. Fizeram um comunicado a explicar que a rusga tinha incidido sobre restaurantes chineses, implicitamente lançando a suspeição de que esses restaurantes são menos higiénicos que os outros.
    Na pressa de mostrar serviço, por descuido ou malfeitoria, lançam suspeitas sobre quem lhes apetece.
    O Ministério Público é pior ainda. Diz cá para fora que “X foi constituído arguido”, implicitamente dando a entender que vai acusar X e que X é um criminoso.

  4. antero seguro says:

    O FCP enquanto instituição, incomoda muito gente que vive à lareira dum governo onde chegou a existir uma secretaria de estado do desporto que não passava de uma autêntica casa do glorioso no governo. Era frequente vir numa determinado camarote presidencial o primeiro ministro acompanhado do repelente Centeno no papel de bajuladores do sistema. O FCP libertou-se deste poder satânico e apesar de todas as infames rasteiras (como foi esta do ciclismo) contra tudo e às vezes contra todos, lá vai remando contra a maré. Os cães ladram mas a caravana essa, segue o seu triunfal caminho.

  5. antero seguro says:

    O FCP enquanto instituição, incomoda muito gente que vive à lareira dum governo onde chegou a existir uma secretaria de estado do desporto que não passava de uma autêntica casa do glorioso no governo. Era frequente vir numa determinado camarote presidencial o primeiro ministro acompanhado do repelente Centeno no papel de bajuladores do sistema. O FCP libertou-se deste poder satânico e apesar de todas as infames rasteiras (como foi esta do ciclismo) contra tudo e às vezes contra todos, lá vai remando contra a maré. Os cães ladram mas a caravana essa, segue o seu triunfal caminho.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.