Parasitismo

“Tele-trabalho é fingir que se trabalha” – disse um bilionário que nunca trabalhou na vida

Comments

  1. Paulo Marques says:

    Trabalhar, trabalhou. Até a fazer o mesmo que faz agora, twittar, só que dantes atraía os crentes em unicórnios (trabalhadores e investidores) que agora assusta na crise da meia idade.
    Mas, voltando atrás, organizar e motivar quem lhe criou valor também é trabalho; não corresponde é ao ganho, também, choque e horror, subsidiado pelos subsídios de que agora se queixa.

  2. Joana Quelhas says:

    Na cabeça desta rapazola como bom comuna/nazi/fascista , ainda está vigente a teoria valor-trabalho do seu querido líder Marx.
    Tendo isso em conta Musk nunca “trabalhou”.
    Pena é , que este rapaz não aplique o mesmo conceito para si mesmo.
    Logo veria que também nunca trabalhou , vive de atividades dependestes do estado ou seja dependentes do trabalhador contribuinte.
    Já agora o Elon Musk nunca “trabalhou” mas foi o que mais impostos pagou de toda a historia dos EUA.

    Joana Quelhas

    • Pimba! says:

      Já V. Exa. nem nunca trabalhou, nem aprendeu Matemática, nem aprendeu a comparar alhos com alhos e bugalhos com bugalhos.
      Para a Sra. Prof. Dra. van der Kelhas pagar 1% sobre 10.000.000 USD é mais do que pagar 30% sobre 1.000 USD.

      Porque 1% é mais que 30%???

      Para a gente da laia de van der Kelhas só aprenderäo a relativizar, quando daqui a poucos anos a China ter um PIB nominal maior que o dos EUA… ou isso ou convertem-se à China com a mesma devoçäo e veemência que hoje dedicam aos EUA.

    • Paulo Marques says:

      Os liberais já responderam à porrada que levaram na Controvérsia de Cambridge (https://en.wikipedia.org/wiki/Cambridge_capital_controversy) e ninguém reparou, para citar Marx ser errado?
      Bom, e se depender do pagamento do estado é mau, deve certamente ter o mesmo a dizer aos retalhistas e bancos deste país, só para começar.
      E, olhe a surpresa, às empresas do mais melhor homem do mundo, que estariam mortas e enterradas sem os subsídios do estado.

  3. José Ferreira says:

    Não deturpem sff… u então façam como ele!

    • Joana Quelhas says:

      O problema é mesmo esse.
      O Maio como qq comuna sofre de inveja.
      Agravada pelo facto de Elon Musk não ter um curso “Superior” (q raio de nome) e ele muito provavelmente ter.
      Assim, o Maio acha revoltante que mesmo com o alvará de inteligentíssimo não consiga a independência económica sequer. Vejam lá como o mundo é injusto ! O Musk que nem andou a “queimar as pestanas” é tão rico e o Maio tem que andar a “lutar” contra as “desigualdades” para sobreviver… Não está certo… temos que fazer uma revolução.

      Joana Quelhas

      • POIS! says:

        Pois tá bem!

        Devem ser comentários como este que espelham, segundo a Quelhas, o nível intelectual da Direita.

        De que a Quelhas é, como é óbvio, uma Suprema Pensadora de Referência.

        Na minha opinião, para ser perfeita, só falta à Quelhas uma coisa: é ser póstuma. É assim que os Grandes Pensadores ganham credibilidade.

        Por enquanto, é difícil. A malta desconfia sempre que vê um Supremo Pensador a ir à casa de banho.

      • Paulo Marques says:

        Independência económica é querer o papá estado a invadir outro país para baixar os custos?

      • Paulo Marques says:

        E, já agora, porque é que gostam sempre de gente condenada que nem um palheiro têm em seu nome?

    • Paulo Marques says:

      Não teve o mérito de herdar os proveitos da escravatura em minas de diamantes, nem de criar uma empresa que sobreviveu graças aos subsídios que agora passaram a maus.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.