Aquém do esperado? O possível!

A participação dos clubes portugueses nas competições europeias não foi agradável, como não tinha sido a da selecção nacional masculina na Liga Mundial, disputada em Paris. Dizer que não foi agradável pode até ser considerado um eufemismo.

532818_535803299816260_1769413383_nE, se a Académica de Espinho tem a desculpa, neste cotejo qualitativo, de ter participado no Challenge II masculino, já que o Sport Club do Porto participou no Challenge III, a equipa feminina da Invicta contabiliza a seu favor o facto de ter sido estreante em provas internacionais e porque os habituais treinadores da equipa, que a moldaram ao longo da época e lhe conferiram identidade, estiveram ausentes da prova, uma vez que ambos representam a Académica de Espinho como atletas. Pedro Santos, sobre quem recaiu a responsabilidade de comandar as senhoras do Sport, esteve, aliás, muito bem, ele que nos disse que não se vê como treinador, que não vai ser o seu caminho futuro. Mas que, na hora de ajudar, “todos temos que estar disponíveis”. [Read more…]

Espinho perde segundo jogo

Um golo de Ricardo Silva aos 24 minutos não foi suficiente contra os suíços do Partille.

Espinhenses vencem

A Académica de Espinho venceu primeiro jogo na Grécia. 6-3 ao KPH Raca, da Eslováquia.

Académica de Espinho em Atenas

923090_553121734751083_313326809_n

A Associação Académica de Espinho e o árbitro (também atleta, capitão da selecção nacional e treinador) Bruno Santos participam, no próximo fim-de-semana, no Eurohockey Club Champions Challenge II, que se realiza em Atenas.

Ao site da Federação, José Catarino, uma das glórias do hóquei nacional e actual treinador-jogador dos academistas, referiu, recentemente, que “é com grande ânimo que encaramos este regresso da AAE às competições internacionais”, referindo que quer manter a boa participação que já obteve “bons resultados para Portugal”. [Read more…]

Super-jornada no 1.º de Maio

943170_512651185449619_2108560884_n

A AD Lousada foi a rainha da super-jornada de hóquei que o 1.º de Maio convocou para o Vale do Sousa: as duas meias-finais da Taça de Portugal masculina e a final feminina.

E, se, em masculinos, a equipa da casa garantiu a presença na final, ao derrotar a Académica de Espinho (actual titular da prova) por 5-1 (ficou também a conhecer o adversário para a final, saído do duelo entre CF Benfica e Sport Clube do Porto, que os lisboetas venceram por 3-2), em femininos, logrou mesmo vencer a final contra o Sport, conquistando, de forma meritória, o troféu.

adl vs scp jogo 22O resultado desta final diz bem da emoção que foi assistir e participar na festa da modalidade. De facto, aos 18 minutos, Ana Cunha colocou as “bombas negras” na frente do marcador, mas, passados nove minutos, Maria Silva repôs a igualdade. Aos 34 minutos, Bárbara Almeida recolocou a ADL na frente, por escassos quatro minutos, momento em que Ângela Pinto carimbou o 2-2 com que se atingiu o intervalo.

O segundo tempo só rendeu um golo. Marcou-o Carolina Oliveira, aos 52 minutos, que, desta forma, deu à sua equipa a segunda  vitória consecutiva na prova e permitiu que a ADL igualasse o Ramaldense no total de títulos conquistados (três).

O Sport Clube do Porto não conseguiu ainda reeditar a vitória conseguida em 2010/2011.