Isaltino Morais na tribuna do Jamor

Sim, eu sei que o homem é autarca do concelho onde se situa o Estádio do Jamor. Mas vê-lo ali, todo sorridente na tribuna de honra, faz-me perder um pouco mais de esperança neste país. Faz-me acreditar, ainda mais, que o crime compensa mesmo.

As reuniões com o Conselho de Arbitragem resultam? Ah pois resultam resultam

benfica

Esta é a prova cabal de que todos os clubes devem ter direito à Indignação!

O Senhor Helton

img_770x433$2016_01_13_23_14_26_1050380

Foto: José Moreira, Record

Como qualquer benfiquista normal, regozijo-me com os desgraçadamente poucos desaires do Futebol Clube do Porto e tenho uma saudável tendência para odiar jogadores, treinadores e dirigentes portistas.

Infelizmente, como gosto muito de futebol, passo por momentos em que consigo apreciar as qualidades do inimigo da Invicta. Por isso, já tive o doloroso privilégio de ver jogar artistas como Oliveira, Gomes, Futre, Madjer, Domingos, Aloísio, Hulk, Falcao e muitos outros. Ainda assim, apesar das virtudes desportivas, tive várias ocasiões para abominar pessoalmente muitos deles, para sossego do meu benfiquismo. [Read more…]

Hoje é assim

RioAve01

A última vez que fui ao Estádio Municipal de Coimbra o FC Porto tenha o estádio interditado a decidira jogar aqui os seus jogos em casa. Um quarto de hora depois de começar o jogo, abriram os portões. Na bancada onde estava entra uma pequena turba, e o tipo que vem à frente pergunta:

– Com quem é que estão a jogar os morcões?

Perante a resposta começaram imediatamente a gritar:

– Rio Ave! Rio Ave.

É exactamente, e também por isso, o que grito hoje. Força, Rio Ave.

Aplausos para o Benfica

Por ter feito a viagem até Cinfães (ou lá perto) de comboio. Só por isso? Sim, só por isso.

Regionalistas de bancada

Não gostam do Jamor!

Super-jornada no 1.º de Maio

943170_512651185449619_2108560884_n

A AD Lousada foi a rainha da super-jornada de hóquei que o 1.º de Maio convocou para o Vale do Sousa: as duas meias-finais da Taça de Portugal masculina e a final feminina.

E, se, em masculinos, a equipa da casa garantiu a presença na final, ao derrotar a Académica de Espinho (actual titular da prova) por 5-1 (ficou também a conhecer o adversário para a final, saído do duelo entre CF Benfica e Sport Clube do Porto, que os lisboetas venceram por 3-2), em femininos, logrou mesmo vencer a final contra o Sport, conquistando, de forma meritória, o troféu.

adl vs scp jogo 22O resultado desta final diz bem da emoção que foi assistir e participar na festa da modalidade. De facto, aos 18 minutos, Ana Cunha colocou as “bombas negras” na frente do marcador, mas, passados nove minutos, Maria Silva repôs a igualdade. Aos 34 minutos, Bárbara Almeida recolocou a ADL na frente, por escassos quatro minutos, momento em que Ângela Pinto carimbou o 2-2 com que se atingiu o intervalo.

O segundo tempo só rendeu um golo. Marcou-o Carolina Oliveira, aos 52 minutos, que, desta forma, deu à sua equipa a segunda  vitória consecutiva na prova e permitiu que a ADL igualasse o Ramaldense no total de títulos conquistados (três).

O Sport Clube do Porto não conseguiu ainda reeditar a vitória conseguida em 2010/2011.

Também temos direito a coisas boas

Sport Lisboa e Benfica está na final da Taça de Portugal.

Não houve surpresas na Taça de Portugal

Os 3 grandes – Porto, Benfica e Braga – ganharam com maior ou menor dificuldade e não houve um único tomba-gigantes. Sinais dos tempos..

Em Coimbra, a noite é esta

 

Relvas está em pânico, nunca no mundo houve uma manifestação com tanta gente de preto, só podem ser Black Box.

De 1939 para 2012, a taça é da Académica

São horas de emalar a trouxa.
Boa noite tia Maria.
Que a malta ganhava a Taça.
Já toda a gente sabia!

Fizeste mais falta hoje, João Mesquita

João: BRIOOOOOOOOOOOOOOOOSA!

Ganhámos. Os pequenos também encolhem os grandes.

Mãe, estou no desemprego

Algumas faixas conseguiram entrar no estádio, enganando a censura.

Diferença entre 2012 e 1969: a PIDE privatizada na forma de empresa de segurança. E também que ao menos desta vez venha a taça para Coimbra. Também pelos seus adeptos, a Académica merece.

 

 

Cobardolas

Na ausência de Cavaco Silva, que inicia no sábado uma viagem de dez dias, que arranca em Timor-Leste por ocasião dos 10 anos da independência deste território e prossegue com deslocações à Indonésia, Austrália e Singapura, será Assunção Esteves a proceder à consagração do vencedor. in Público

A tradição ainda é o que era.

Saudação à Académica

Por várias razões, todas elas sentimentais, a Académica ocupa um lugar importante no meu coração, apesar de a maior parte do meu território cardio-futebolístico pertencer ao Benfica. De resto, o romantismo, a irreverência e a ligação do clube à contestação estudantil em 1969 fazem com o meu peito esquerdista se orgulhe da história do único clube em que cheguei a ser federado.

Da Académica desse tempo já muito se perdeu, mas, ainda assim, será pelo clube da minha terra e de boa parte do meu coração que estarei a torcer, na próxima final da Taça de Portugal.

Em 1939, como lembra o João José, a Académica ganhou a sua única final, tendo como adversário o Benfica. Nesse mesmo texto, aproveita para notar o facto vergonhoso de que os jogadores benfiquistas fizeram a saudação nazi, por jogarem num clube do regime, apontando a derrota como uma espécie de justiça imanente.

Ora, se fazer a saudação nazi fosse razão suficiente para que um clube merecesse perder todos os jogos, as fotografias que podem ver mais abaixo deixam bem claro que os três grandes deviam estar nas distritais há muitos anos. [Read more…]

Académica à reconquista da Taça

Da primeira final da Taça de Portugal, ganha em 1939, destaque para as capas negras como resguardo contra os braços no ar de um clube do regime, levantados lá ao fundo numa saudação vergonhosa. Levaram 4-3 para baixarem a cabecinha.

Académica é futebol de causas.

Académica de regresso ao Jamor

A Académica gosta muito do Jamor em anos de crise. Preferia que fosse contra o Benfica, temos velhas contas para ajustar, seja com quem for da final da Taça de Portugal ninguém nos tira.

Briooooooosa! Momento duplo de felicidade

Primeiro pela Académica, que volta a fazer Taça. E depois pelo FC. Porto, que tem oportunidade de se livrar já do Vítor Pereira. Ainda o bónus de gozar com os fanáticos benfiquistas que insistem em chamar à Académica Porto B. Académica é A, sempre A e C de Coimbra.

Claro que também se pode teorizar sobre como a Académica ganha uma eliminatória correndo o risco de perder o treinador, mas agora só me interessa a próxima eliminatória. Ao Jamor, e vingar 1969 em 2012. Vamos a isso.

Jamor é fogo que arde sem se ver

Ontem, quando cheguei a casa, fiquei irritado com a facilidade com que o Benfica resolveu o jogo. Afazeres vários me atrasaram e, ao ligar a televisão, já estava 2-0. O facto de ter jogado contra uma equipa vulgar não serve de desculpa: o espectáculo fica estragado quando um jogo dura apenas vinte e cinco minutos. Da próxima, exige-se menos banho táctico e mais respeito pelo espectador.

De resto, o modo como o primeiro golo foi marcado acentua a deselegância da equipa benfiquista: efectivamente, Fábio Coentrão, com nítida falta de cavalheirismo, não resistiu a aproveitar-se de quem lhe abre as pernas. Já Javi Garcia soube respeitar o adversário e correspondeu da melhor forma à assistência feita por Fernando.

Face à exibição descontraída de Sidnei, fico a perceber a pressa de David Luiz em transferir-se para o Chelsea, uma vez que corria o risco de ir para o banco. De qualquer modo, não deve haver precipitações, porque será bom esperar que o jovem central benfiquista seja posto à prova em jogos com elevado grau de dificuldade, o que não foi possível ontem à noite. [Read more…]

Os portistas, esses bárbaros

Estádio do Jamor, Maio de 1994. O FC do Porto acaba de vencer a Finalíssima da Taça de Portugal por 2-1. Quando se preparavam para subir à tribuna para receber a Taça, os jogadores do FC do Porto, com o capitão João Pinto à frente, são bombardeados por centenas de garrafas e de pedras, vindas da bancada central. A Ministra da Educação, Manuela Ferreira Leite, que iria entregar o troféu, fala de um espectáculo deplorável.
Durante largos minutos, perante um corpo de segurança imóvel, os portistas esperaram que a situação acalmasse. Os ataques pareciam ter amainado, mas regressaram em força durante a subida da escadaria e já na Tribuna. Foram minutos de enorme tensão: com a Taça na mão, tentando ergue-la no ar, os jogadores do FC do Porto são de novo bombardeados com pedras e garrafas. Defendem-se como podem, utilizando o troféu como escudo. Há muitos atingidos e a Ministra só não o é porque o Presidente da Federação se coloca à sua frente. Ainda haveria uma terceira vaga da carga sportinguista, quando os dragões desciam com a Taça na mão, em direcção ao relvado, para festejar com os seus adeptos.
Nesse dia, o Estádio do Jamor viveu um dos mais lamentáveis episódios da sua história. Nesse dia, centenas de energúmenos sportinguistas estragaram aquela que podia ter sido mais uma bela festa de Final da Taça de Portugal.

Veredicto de Daniel Oliveira: Os portistas são uns bárbaros. [Read more…]

Obrigado, Jesualdo (onde também se fala de Mourinho)

FC PORTO VENCE TAÇA DE PORTUGAL E INTER DE MILÃO O CAMPEONATO DE ITÁLIA

Por motivos diferentes, parece ter chegado ao fim a carreira de Jesualdo Ferreira no Porto e de José Mourinho em Milão. Na cidade italiana, vão chorar como nós, portistas, chorámos em 2004.
No Porto, há muita gente que vai chorar de alegria, mas só até saber quem é o próximo treinador. É que se for verdade que será Paulo Bento ou Manuel Machado, então que fique Jesualdo.
A época para o FC do Porto acabou menos mal com a vitória na Taça, a juntar à Supertaça e aos Oitavos-de-Final da Champions.
Foi mau, mas não se pode ganhar o Campeonato todos os anos. E cá para nós, muito tem feito Jesualdo, todos os anos a braços com uma equipa desmembrada.

Viva o Chaves!


Uma vitória histórica do Desportivo de Chaves na Figueira da Foz e uma alegria para as deprimidas gentes de Trás-os-Montes.
Que saudades do velho Chaves de Raul Aguas e de António Borges. E mais uma festa do norte no Estádio do Jamor.

Os Golos do FCP

Pelo menos na Taça estamos no bom caminho pois no resto o Sr. Ricardo Costa tratou de nos arredar…

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/WLg2Z07rcukZoBL0szvh/mov/1

[Read more…]

Uma pessoa fica sem fala…

…quando lê uma notícia como ESTA e já não se admira com ESTA. Já sobre ESTA o Aventar está a dedicar vários especiais.

Mas a nossa vida é igualmente feita de futilidades como ESTA, ESTA, ESTA e ESTA.

Trinta pénaltis

Ao fim de trinta pénaltis alguém pode dizer que ganhou o jogo?

Natal à porta

Parece que hoje houve taça de Portugal. Também parece que havia algumas dificuldades em compreender a essência do jogo. E a essência do jogo é… entradas de leão (neste caso de ave de rapina), saídas de sendeiro. Para já sairam da taça. Para a semana há mais.

FutAventar – Pena o Liedson ser fiel ao golo

Se Liedson não fosse tão fiel à função para que lhe pagam, o drama que se desenvolve em Alvalade tinha terminado hoje. A diferença entre as equipas foi aquele golo, a aproveitar um erro infantil de um defesa Penafidelense.

Uma equipa que joga um futebol íncrivelmente mau, tão mau que leva a pensar que há mais qualquer coisa para além do que está à vista.

Estiveram no estádio 9 000 pessoas tantas quantas em Monsanto, na véspera, o que diz tudo sobre o que pensam os sportinguistas. Bem podem fazer assembleias, pois se querem saber o que pensam os sportinguistas basta contá-los nos jogos.

Mau, muito mau!

Monsanto Perde Em Casa – Braga Ganha Em Qualquer Lado – Nacional Vence

.

HOUVE TAÇA EM MONSANTO (TORRES NOVAS)

.

.

.

O Monsanto não conseguiu levar de vencida a equipa da primeira liga que lhe coube em sorteio nesta ronda da Taça de Portugal.

A meio da segunda parte, a equipa do Monsanto já nada podia fazer. O cansaço já era mais que evidente na altura em que Mantorras (o menino mais bem querido da equipa encarnada) entrou em campo, e acentuou-se nos últimos 10 minutos do jogo.

Depois, nada a fazer, derrota por 6 bolas a zero. Derrota demasiadamente pesada.

 

BRAGA VENCE EM QUALQUER LADO

 

Braga só sabe ganhar. Ganha seja onde for e seja a quem for. No entanto, o Covilhã mereceria ter ido a prolongamento.

 

.

NACIONAL GANHOU AO VARZIM

 

 

O Nacional honrou os pergaminhos e veio ganhar a Varzim. Na segunda parte tudo se resolveu em poucos minutos.

 

A Taça de Portugal é assim.

.

.