Pelo fim da subvenção

Pode ser demagógico, mas este é o momento do Governo mostrar que os tem no sítio. Querem cortar 10% nas reformas? Sugiro uma alternativa.

Quem foi político durante x anos tem hoje direito a uma pensão apenas por isso. Além da pensão de político têm ainda direito à pensão que resulte da sua actividade profissional normal.

Pois bem, com efeitos retroactivos, o governo corte a todos essa pensão, limitando a uma o número de pensões que cada um pode ter. Ajuste-se a pensão civil com um factor qualquer de ponderação mas é urgente que a classe política possa ser um exemplo.

Laranjinhas, será agora que os têm?

Aposentação dos professores é um problema dos alunos

No Aventar temos procurado mostrar que nas escolas o ambiente está muito pouco adequado para um ambiente que se deseja de aprendizagens.

As confusões são permanentes e a última é esta trapalhada em torno das aposentações: os mais novos olham para este tipo de medidas como a sua única esperança e os mais velhos com a angústia de quem não sabe se deve ficar ou sair. Uma situação completamente absurda que retira serenidade ao trabalho, que condiciona a participação nos projectos de médio e longo prazo – uma estupidez do ponto de vista da gestão dos recursos humanos.

As notícias mais recentes indicam que

“A idade de reforma dos funcionários públicos vai subir para os 65 anos já em 2013, e não em 2015, como se previa. Quem pedir a reforma até final deste ano, conseguirá escapar a esta nova regra. Por outro lado, para o cálculo da pensão, passa a contar a data da aprovação da reforma e não a data do pedido feito pelo trabalhador. O Governo acaba ainda com vários regimes especiais de passagem à reforma.” [Read more…]