A Quem Interessa o Caos e o Tumulto?

Faz caminho uma retórica negativista e negrejante em muita da bloga afecta ao socratismo conspirativo. Sem nunca situar e especificar os porquês e as causas próximas e remotas, diz-se da dívida soberana que continua a aumentar a um ritmo mais acelerado, diz-se das empresas que continuam a ir à falência; diz-se dos banqueiros a verdade e o que não precisamos que nos digam: parecem viver noutro país; diz-se do desemprego que aumenta, mesmo quando diminui; diz-se dos investidores estrangeiros que fogem, mesmo quando afluem como de há muito o não faziam.

A quem interessa pregar o discurso da morte e espetar a retórica mais desanimadora que se possa pregar?! A quem interessa fundamentalmente apoucar os resultados das políticas, mesmo quando são bons e necessitam da paciência e de extremo cuidado para que se não comprometam, os sinais, ténues que sejam, de que alguma coisa de bom está a emergir em Portugal?! Fundamentalmente aos socratistas. Move-os uma insaciável sede de vingança. Se os portugueses perderem a paciência e a capacidade de aguardarem pelo melhor, perante a disputa reles que a ala socratista promove contra a liderança segurista, presa por ter cão e por não ter, obviamente que isto não vai acabar bem. Isto não vai acabar bem para quem deseje que isto não acabe bem e possa tirar daí dividendos políticos óbvios. [Read more…]

O Miguel Quer Matar Passos Coelho

É oficial. A semente merdosa do excesso foi lançada. Palavra puxa palavra e o Miguel, que só sabe assinar o próprio nome, quer matar Passos Coelho. Pediu-me, quando me viu passar esta manhã, que lhe preenchesse um formulário para receber dinheiro de um irmão, que está na Áustria. Fi-lo com gosto. O Miguel é um bom vizinho de décadas. Trabalhava na recolha dos lixos nas praias do Concelho. 47 anos. Está desempregado. Findo o preenchimento da papelada e algumas recomendações burocráticas, abracei o Miguel. Desejei-lhe sorte e mostrei-lhe que o seu barco é o meu barco. E ele, com a lágrima no canto do olho rebrilhando ao sol das onze horas, disse-me que, por vezes, se sentia meio perdido, tirando a bebedeira e a directa à conta da vitória sobre o 5LB, no último sábado. Era capaz de dar um tiro no filho da puta do Passos. [Read more…]