Mais uma mentira


A escola e os seus mestres, a universidade, bibliotecas, a formação cívica. Tudo isto consiste no primordial ponto de insistência dos convivas da perdulária Comissão Oficial do Centenário republicano. Coincidentemente, aqueles que reivindicam a fanada memória da abjecção costista – uma supersticiosa questão de espiritismo de mesa de pé de galo -, liquidam de uma penada, páginas e páginas de prolixa escrita intencional, fazendo mofa dos textos oficialistas tão mal propagandeados pela dita Comissão. Mentiras, ganância, negociatas com o privado, incompetência e sobretudo, uma falta de respeito por quem ensina, por quem paga esse ensino e sobretudo, pelo corpo discente condenado a definhar ou a submeter-se à qualitativamente muito discutível escola privada.

[Read more…]

O que se escreve por aí

Devido à neve, já há escolas de portas fechadas. Depois dos professores, os alunos também tinham direito a boas notícias.
Na Coreia do Norte Pyongyang vem apelar a um tratado de paz. Depois de ter visto Barack Obama receber o Nobel da Paz sem ter ainda feito nada que o justificasse, parece que o líder norte-coreano está a tentar a sorte.
A selecção de Angola acabou por empatar no jogo inaugural, quando aos 79 minutos ainda ganhava por 4-0 o que deixou Manuel José revoltado. Compreende-se, mas é melhor ter cuidado com o que diz, é que por aqueles lados à alguma tendência para se resolver as coisas ao tiro