Hóquei júnior manteve-se na Divisão “A”

s21

Portugal garantiu na Polónia o sexto lugar na Divisão “A” de hóquei indoor júnior e mantém-se entre os oito melhores da Europa. Isto é história numa modalidade onde falta tudo. Excepto valor, competência técnica e mérito. E continuo a perguntar-me, como tantos outros nas mais variadas faixas sociais: com condições ligeiramente melhores e mais justas, até onde poderíamos chegar?! [Read more…]

Polónia, o próximo desafio dos juniores portugueses

Vom Schiefen Turm zum Flˆflerdenkmal

Torun, a cidade do Norte da Polónia de 250 000 habitantes, na margem do rio Vístula, famosa por ser o berço de Nicolau Copérnico e pelo pão de gengibre, recebe, a partir da próxima sexta-feira, o Europeu Júnior de hóquei indoor, competição em que Portugal vai estar presente, depois de ter conquistado, há dois anos, o direito de participar na mais alta roda da modalidade, versão de Inverno em pavilhão.

Depois de um mini-estágio na Holanda, muito por influência de Bernardo Fernandes, o treinador português da equipa holandesa de Venlo, muito ligado à equipa técnica liderada por Mário Almeida, segue-se a viagem para a Polónia, que, por acaso, é logo o primeiro adversário da selecção portuguesa, sexta-feira, às 11h25.

Registe-se, aliás, que, na equipa do Venlose, jogam os ora seleccionados portugueses, Miguel Ralha e Tiago Ventosa.

torun pavilhaoSegue-se, pelas 16h50, o confronto com a Turquia, para, no sábado, os Linces subirem ao rinque, rumo ao último jogo da fase de grupos, contra a Rússia (11h30).

No completo plano de treinos e jogos amigáveis, Portugal já defrontou a equipa feminina do Venlo, a equipa júnior do Nijmegen e a equipa da 1.ª Divisão holandesa, o Venlo Heren. Amanhã, será a vez da fortíssima equipa polaca do Pomorzamin Torun. Quarta e quinta-feira, Portugal mede ainda forças contra a Áustria e Suíça, respectivamente.

A comitiva portuguesa, liderada pelo executivo José Manuel Nunes, contempla o seleccionador nacional, Mário Almeida, os treinadores Carlos Silva e Bruno Santos, Dr. Pinto de Sousa (médico) e Fernando Sobreiro (fisioterapeuta). Os seleccionados são: [Read more…]

Quando fazer história pode ser insuficiente

portrus

Ponto prévio: Portugal está em disputa directa – sempre esteve desde que se conheceu o calendário – com a Ucrânia e a Rússia. Estranhou-se, por isso, que contra esses adversários o umpire manager, o senhor que manda nas nomeações – que por acaso é espanhol e se chama Antonio Morales – tenha escolhido para as duplas que dirigiram esses jogos, seguidos, um tal Aliaksandr Hrachou, de sua (falta de) graça, e aparecido no campeonato, vindo da Bielorrússia. Quando poderia perfeitamente ter nomeado Nick Bennett (inglês) ou Mike Gerving (alemão), nomeados e presentes em Lousada como árbitros neutros. E é para jogos destes que os torneios internacionais têm árbitros neutros. [Read more…]

Exemplo de capitão

Imagem

Para o bem e para o mal, ainda tenho do desporto – o autêntico – a visão romântica de que é uma referência de valores: entreajuda, solidariedade, liderança, trabalho de equipa, disciplina, amizade, respeito e humildade, e mais umas dezenas de outras qualidades que poderíamos acrescentar.

Mas não sou ingénuo ao ponto de acreditar que o desporto, na sua pluralidade, ainda se rege pelo velho padrão de “mens sana in corpore sano”, porque, desde logo, me assaltam evidências de que o desporto sempre foi usado desde a antiguidade para outros fins que não este.

Penso, no entanto, que, se conseguirmos fazer vingar algumas das qualidades, valores e referências, poderemos ter uma melhor sociedade, mais justa e interdependente, responsável.

O desporto pode ser, mesmo, uma das maiores menções de cidadania. [Read more…]

Hóquei em Campo: Europeu Júnior no Jamor, em Julho

Armindo de Vasconcelos

É já no próximo mês de Julho que as selecções nacionais participam nos Eurohockey Junior Championships, Campeonatos da Europa de sub-21, masculinos e femininos. A prova tem lugar no Complexo desportivo do Jamor.

Em masculinos, Portugal compete com Azerbaijão, Grécia, Turquia, Chipre e Gibraltar, num campeonato que inicia a 17 de Julho e tem o final marcado para o dia 22.

A prova feminina, mais curta, inicia-se só a 19, e as “linces” terão de haver-se com  Azerbaijão, Turquia e Irlanda.

As duas selecções têm cumprido o programa possível de preparação e partem com fundadas esperanças na prova. O responsável técnico da selecção masculina é Rui Graça; o da selecção feminina é José Martins.

Fotos: fphoquei.pt

%d bloggers like this: