Grazie, Tonino

Morreu hoje Tonino Guerra, o argumentista de alguns dos meus filmes preferidos, como Nostalgia, de Tarkovsky, Blowup, de Antonioni, e Amarcord, de Fellini. É à Rimini felliniana que regresso muitas vezes e emociono-me sempre, porque sou obrigado a divertir-me e a entristecer: o cinema, às vezes, é mesmo parecido com a vida.

Tonino Guerra era um destes homens que ficam atrás do homem que fica atrás das câmaras. O seu talento foi reconhecido ainda em vida e, também, no mundo literário. Grazie, Tonino.

Os Palhaços, de Fellini

Porque hoje é domingo e rir é preciso, eis um resumo de “I Clowns” de Federico Fellini.

O filme completo pode ser encontrado aqui