Grazie, Tonino

Morreu hoje Tonino Guerra, o argumentista de alguns dos meus filmes preferidos, como Nostalgia, de Tarkovsky, Blowup, de Antonioni, e Amarcord, de Fellini. É à Rimini felliniana que regresso muitas vezes e emociono-me sempre, porque sou obrigado a divertir-me e a entristecer: o cinema, às vezes, é mesmo parecido com a vida.

Tonino Guerra era um destes homens que ficam atrás do homem que fica atrás das câmaras. O seu talento foi reconhecido ainda em vida e, também, no mundo literário. Grazie, Tonino.

Comments

  1. J.V. says:

    O obituário do Público merece a leitura, porque condensa bem a dimensão de Tonino.
    http://www.publico.pt/Cultura/morreu-tonino-guerra-o-argumentista-de-antonioni-e-fellini–1538884

    (Curioso: o pai de Tonino foi argumentista dos “Ladrões de Bicicletas”! O cinema estava-lhe no sangue:)

Trackbacks


  1. […] completo, feito de fragmentos cómicos e trágicos. O argumento foi escrito pelo realizador e por Tonino Guerra. Legendas em português do Brasil. Filed Under: Hoje dá na net Tagged With: 1973, amarcord, […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.