Afinal, há final

Afinal, às 17h00, no Dragão Caixa, haverá final da Taça dos Campeões Europeus de hóquei em patins.

Não, não foi o bom senso, foi a “honra dos atletas” e foram “as condições parcialmente satisfeitas” que ditaram o volte-face dos responsáveis do Benfica para se apresentarem a jogo. Foram os atletas que se impuseram, porque foram eles que suaram e deram tudo para estar na final.

Salve-se o desporto, que o dirigismo está a precisar de limpeza.

O combustível que alimentou a reunião dos líderes com poder para, alegadamente, decidir sobre o jogo estava marado!

Haja Deus!

PS. Em momento de segredo, se o Benfica vencer a final, eu vou aplaudir. Porque, como dizia antes, os atletas ainda são a melhor coisa do desporto. A única limpa!

Em nome de quê?

ng7C4BF980-13C5-4F8E-9610-88084BF7CB0D

É o Benfica no seu melhor. Em nome da transparência, do respeito – pelo público, por todos aqueles que gostam de hóquei em patins. Maxime, pelos atletas que ontem fizeram tudo para estarem na final com merecimento.

Eu até posso compreender que quem, como eu, viu na televisão – onde os pormenores são mais evidentes – os atletas do Benfica, tenha ficado com a certeza de que a equipa lisboeta acabou presa por arames um jogo morno, ainda que emotivo pelo resultado.

Quem, como eu, viu a velocidade da meia-final entre os italianos e a equipa do FC Porto, ficou igualmente com a certeza de que quem defrontasse os portistas na final se sujeitava a um resultado catastrófico. A diferença foi abissal entre um e outro jogo das meias-finais. [Read more…]