Celorico de Basto, a Estação

Celorico de Basto e a Linha do Tâmega por volta de 1972.
Não havia democracia nesta terra!, nem Albertino Mota e Silva e Cavaco Silva tinham chegado ao poder.

 

Pornografia no Baixo Tâmega

A merda continua, há-de continuar porque o povo daqueles bandas é soberano, ainda que particularmente analfabruto. Estão perdoados.

Joaquim Monteiro da Mota e Silva, presidente da Câmara Municipal do Celorico de Basto, torna público, em cumprimento da deliberação desta Câmara, de 6 de Outubro de 2010, que no próximo dia 22 de Outubro de 2010 se vai proceder pelas 11 horas, no salão nobre do edifício dos Paços do Município, em Celorico de Basto, se procederá à alienação em hasta pública dos travessas, carris e restante material ferroso existente na extinta linha do Tâmega (entre o km 25,724 e o km 45,439)”

Quem tem razão é o Malmaior.