Ser humano é praticamente impossível

Graças ao magnífico programa de Joanna Lumley sobre o Reino Unido, fiquei a conhecer a história de Richard Moore, o homem que ficou cego aos 10 anos, em Derry, atingido por uma bala de borracha saída da espingarda de um soldado britânico na Derry (Londonderry para os unionistas) de 1972, no mesmo ano do Domingo Sangrento. Na mesma cidade do Domingo Sangrento.

Moore foi o rapaz que nunca mais viu os pais e que soube ser humano quase até à impossibilidade. Quem não ficaria prisioneiro de um ódio compreensível, tolerável, quase necessário? [Read more…]