Sem comentário

“(…) o MP “entende que as decisões políticas tomadas entre 2005 e 2011 sobre a negociação de contratos de subconcessões de autoestradas e scuts, terão lesado o estado em cerca de três mil e quinhentos milhões” de euros. A investigação da Polícia Judiciária já estará concluída. 

Três ex-ministros – Teixeira dos Santos, Mário Lino e António Mendonça – e dois secretários de Estado – Paulo Campos e Carlos Costa Pina – estão a ser chamados “à vez”, para serem ouvidos pelo juiz Carlos Alexandre.

Em causa estão suspeitas de gestão danosa, participação económica em negócio, prevaricação ou abuso de poder.”

A paga é o Chega.