Um piloto do mundo?

Miguel Gaspar, jornalista do Público, cujas crónicas, aliás, são muito do meu agrado, escreveu ontem:

Há a sensação de que ninguém está a pilotar o mundo em plena crise financeira global.

Não me agrada nada a ideia de haver alguém a «pilotar o mundo»… Nem China, nem EUA, nem outros.

Não confiamos nos nossos «pilotos»… quanto mais confiar num piloto do mundo!

Parece que não temos outro remédio.

Mas talvez a crise venha mostrar que não é possível ter «alguém» a pilotar o mundo, mas que «cada um» de nós, cada país, terá que depender e exigir mais de si que dos outros.