Já começou

Já era esperado e não tardou: o medo está de volta.

Vem aí a quinta vaga.

Os casos pelo Natal chegarão aos 2500 por dia e os mortos 20.

Vêm aí o terror. Preparem-se para o pior.

Comprem já tudo antes que seja tarde: bacalhau, cabrito, e papel higiénico. Pois no Natal, além de infectados e mortos, vamos ter prateleiras vazias. E, quiçá, não haverá brinquedos para as criancinhas.

O medo vai apoderando-se das mentes e, depois, dos comportamentos. E é uma arma terrivelmente eficaz para manipular massas, povos. Como, aliás, a história da humanidade, já demonstrou à saciedade.

Tenham medo. Muito medo. Pois haverá quem agradeça.