A Dra. Isabel Oneto gosta de ver

Sara Cista*

Proponho-me engolir uma webcam- pode ser daquelas que se usam para andar de bicicleta – e registar as imagens e o som da sua viagem pelo interior do meu corpo, até ao recto. Uma vez aí chegada, proponho-me provocar a sua imobilidade com um fármaco sugerido pelo INFARMED, que prenda as fezes e os movimentos peristálticos, assim para que fique sem cagar durante uns quinze dias.
Ao fim desse período, sempre a gravar, farei uma viagem de ambulância a um hospital do SNS, – pode ser o de Guimarães ou o de Penafiel – onde pedirei, de joelhos, depois de ter no pulso durante sete horas uma anilha verde, um potente laxante que me faça cagar em rajada e espalhar merda, e a webcam, pelas paredes dos corredores da urgência.
Depois de ser operada a uma perna, por engano, enviarei o filme da aventura ao cuidado da Dra. Isabel Oneto, Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, fã da vídeovigilância, para que ela possa vir a ser condecorada por serviços heróicos prestados à segurança da Pátria e, mais do que isso, durma satisfeita e descansada.

 

*Bruxa

"Dá-me o telemóvel já" em HD

Recebi com agrado a notícia de que haverá videovigilância em mais de mil escolas do país. Dizem que não serão instaladas dentro das salas de aula mas, ainda assim, tenho esperança de ver casos estilo ‘dá-me o telemóvel já’ com muito melhor qualidade de imagem.

Aquelas que disponibilizaram, na altura, eram uma miséria.