Preto no branco: a aposta na exportação e na globalização desatada produz pobreza e desigualdade social

Não é nada de novo: há os vencedores e há os vencidos do actual modelo de globalização. A quimera de que o “livre comércio” é bom para todos não passa disso, de uma quimera batida à exaustão para justificar a expansão do modelo dominante, que não só aumenta a desigualdade, como fomenta aberrações “compensatórias” e atentados contra o clima.

Mas não deixa de ser irónico e bombástico que, no seu último relatório sobre a Alemanha, venha o FMI atestar à campeã europeia das exportações o efeito tóxico da sua aposta desproporcionada na exportação: a Alemanha, com os seus volumosos excedentes de exportação, não só produz desequilíbrios massivos na zona do euro, como também aumenta os desequilíbrios sociais na própria Alemanha. Milhões de alemães pouco beneficiaram do aumento das exportações, enquanto os crescentes excedentes alemães das últimas duas décadas foram acompanhados por um aumento acentuado dos rendimentos de topo na Alemanha, constata o FMI. Actualmente, os 10% mais ricos possuem 60% dos activos líquidos, sendo este o valor mais elevado na zona do euro.”

Mas, mas… não era a Alemanha que detinha a “receita” para a Europa??? E vem agora o Fundo Monetário Internacional, esse galeão da economia neoliberal, puxar publicamente as orelhas à campeã??? Espantoso.

Tão espantoso quanto inconsequente. A Alemanha prossegue inabalável, ignorando o aumento da pobreza no país1 , bem como os efeitos do modelo para as “periferias” e propulsionando a globalização baseada no consumo predador de recursos naturais a nível da UE e global.

A discrepância entre as constatações de fracasso social e destruição ambiental por um lado, e a progressão triunfante da ideologia neoliberal por outro, é cada vez mais gritante. Porém, a gritaria não passa de música maviosa aos ouvidos das multinacionais e dos governantes incapazes que lhes servem de sabujos.


1 Segundo o 5º Relatório do Governo Alemão sobre Pobreza e Riqueza, referente a 2017,  15,7% da população vive abaixo ou no limiar da pobreza. Trata-se de quase 13 milhões de pessoas. Um aumento de 3% em relação a 2002.

 

Comments

  1. César P. Sousa says:

    “…15,7% da população vive abaixo ou no limiar da pobreza.”
    Será esta a explicação para as frequentes crises de “tremideira”
    da chanceler nas últimas cerimónias protocolares ?
    Ainda assim,a sra. Merkel ,é na minha opinião,e constatando a mediocridade dos dirigentes dos principais paises europeus,aquela que terá a noção mais real do inevitável colapso e desagregaçao da zona euro,ao mesmo ritmo da emergência das economias da China,India etc.
    Enquanto que o poder de compra dos 400 milhões de europeus
    se vai esfumando,pela falsa redistribuição da riqueza gerada,a concentração dessa riqueza vai-se acumulando cada vez mais ,
    em cada vez menos algibeiras.
    Perante esta calamidade o português desabafa assim: “…seja o que Deus quiser e que venha a nossa Maria pra casa.”

    • JgMenos says:

      Já lá vão os bons tempos das colonizações e das razões de troca que arrepiavam os terceiro-mundistas (então tão progressistas!).

      Pois não é que se vive incomparavelmente melhor na Índia, na China, na Malásia…

      Onde a miséria se perpetua é onde impera a corrupção.
      Onde há estagnação? Onde se quer melhorar o nível de vida fazendo cada vez menos por isso. Surpreendente? nem por isso.

      • POIS! says:

        Pois!

        “Pois não é que se vive incomparavelmente melhor(…) na China (…)”

        Viva o Partido Comunista da China!
        Honra Eterna ao camarada Mao Zedong!
        Longa vida ao camarada Xi Jinping!
        Que o camarada Catroga nos ilumine no caminho da revolução!

      • Paulo Marques says:

        Troca é um termo bonito para as relações colonialistas. Pena foram os cadáveres, mas como não foi o Mao, não contam.
        Mas, então, se há estagnação das contas das famílias onde só há preguiçosos, e as famílias ocidentais têm cada vez mais dívida e menos posses, onde está a tal superioridade do homem branco e cristão? É só para o que se tira do rabo?

  2. Nuno M. P. Abreu says:

    “Em 20/09/2018 , o Banco Mundial anunciou que a extrema pobreza está diminuindo no mundo. De 1990 a 2015, o percentual de extrema pobreza passou de 36% para 10% da população mundial, com queda média de um ponto percentual ao ano. No período, mais de 1 billião de pessoas deixaram de viver abaixo da linha de pobreza extrema, com menos de 1,90 dólar ao dia”.


    • Perante tamanha evidência enunciada e provada no post por quem sabe por informação séria e bem intencionada desta revoltante
      ” discrepância entre as constatações de fracasso social e destruição ambiental por um lado, e a progressão triunfante da ideologia neoliberal por outro”,
      ainda há quem teime tendenciosamente tipo troll e de vistas curtas em vir contrapor, apresentando-se contra com transcrição de anúncios do Banco Mundial, argumentos subentendidos com fundamento bacoco tipo raposa dentro do galinheiro. ! LOL……..

      Preto no branco !

      E entretanto nós por cá vai tudo bem e a não ser os incêndios do costume e… ” seja o que Deus quiser” :

      http://entreasbrumasdamemoria.blogspot.com/2019/07/e-esta-algum-espanto.html

      • Nuno M. P. Abreu says:

        Preto no branco !

        “Eu asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não será condenado, e já passou da morte para a vida.”
        João 5:24

        Cada um tem a sua fé! Amen!!

        • Paulo Marques says:

          Se quem o enviou adora criar sofrimento sem sequer tentar explicar por quê, prefiro o inferno.
          Antes morrer de pé do que viver de joelhos. – Zapata

    • anticarneiros says:

      Como nós não soubessemos o que é e o que pretende o Banco Mundial.
      E o Abreu também sabe

      • Nuno M. P. Abreu says:

        Lucas 11:23

        “Toda pessoa que não está comigo, contra mim está, e aquele que comigo não ajunta, espalha. A maneira de agir de Satanás”

        Com fanáticos não se bramem argumentos. Invocam~se credos! Amén

        • anticarneiros says:

          Já o teu ídolo Salazar dizia o mesmo: “Quem não está por mim, está contra mim.”
          Mesmo com a tua verborreia mal contida, já não enganas ninguém.

          Evoca-se os “profetas”
          Lucas 11:23

          “Toda pessoa que não está comigo, contra mim está, e aquele que comigo não ajunta, espalha. A maneira de agir de Satanás”

          Mas os outros é que são fanáticos.

          Como dizia o Jorge Palma: “Deixa-me rir”

          Os meus melhores “MÉS” para o carneiro

          • Nuno M. P. Abreu says:

            “É melhor não dizer nada do que ter um diálogo estéril e burro em conversas com os bípedes”.

            Arthur Schopenhauer

          • anticarneiros says:

            Estás a representar os solípedes ?

    • POIS! says:

      Pois! Não admira!

      Com 1,91 dólares qualquer um fica rico! Ou, pelo menos remediado, mas é preciso que quem fizer o trabalho de lhe coser o remendo não leve mais que um cêntimo. Se forem dois, volta logo a ser pobre.

      Aliás, em muitos países por esse mundo fora um tipo é pobre ou deixa de ser assim que vê a taxa de câmbio. Ou seja, a pobreza é flutuante.

      • António Serpa says:

        Aqui o pois tem uma visão pessoal do Mundo muito estreita. Você sabe o poder de compra de 1,91 USD no Bangladesh ? Pense lá um bocadinho sem ser com os pés.
        Já agora e tendo em atenção a tal lei da relatividade, a Alemanha tem segundo aqui a inteligente articulista 15% de pessoas abaixo do limiar da pobreza. Ela ignora que devido ao Capitalismo contra o qual luta com tanto afinco permitiu que a qualidade de vida destes 15 % seja superior ao nivel de vida por exemplo Maria Antonieta (a dos croissants).
        Ela desconhece se por obra mágica amanha todos os alemães passassem a ganhar o dobro de hoje a taxa de pobres no limiar da pobreza ficaria inaltAqui o pois tem uma visão pessoal do Mundo muito estreita. Você sabe o poder de compra de 1,91 USD no Bangladesh ? Pense lá um bocadinho sem ser com os pés.
        Já agora e tendo em atenção a tal lei da relatividade, a Alemanha tem segundo aqui a inteligente articulista 15% de pessoas abaixo do limiar da pobreza. Ela ignora que devido ao Capitalismo contra o qual luta com tanto afinco permitiu que a qualidade de vida destes 15 % seja superior ao nivel de vida por exemplo Maria Antonieta (a dos croissants).
        Ela desconhece que se por obra mágica, amanha todos os alemães passassem a ganhar o dobro de hoje a taxa de pobres no limiar da pobreza ficaria inalterada !
        no limiar da pobreza ficaria inalterada !

        • POIS! says:

          “Já agora e tendo em atenção a tal lei da relatividade, a Alemanha tem segundo aqui a inteligente articulista 15% de pessoas abaixo do limiar da pobreza. Ela ignora que devido ao Capitalismo contra o qual luta com tanto afinco permitiu que a qualidade de vida destes 15 % seja superior ao nivel de vida por exemplo Maria Antonieta (a dos croissants).”

          Pois!

          E já para não falar no nivel de vida da Marikak Anktoniak (que reinou em pleno paleolítico) (a das lascas polidas).

          Penitencio-me: 1,91 dólares por dia, no Bangladesh, é imenso! Imenso mesmo! 57 dólares por mês? Um bangladeshiano fica rico! Veja lá, ó Serpa que dá para comprar um par de sapatilhas daquelas que eles fizeram e voltam a importar e ainda sobram dois. Dá quase para três quilos de arroz, veja lá!

          A pensar com os pés anda o Xô Serpa há muito tempo. Aliás, em matéria de ideias o seu problema é mesmo a micose.

          • Antonio Serpa says:

            F(o)da-se que és mesmo atrasado mental. Não consegues acompanhar um raciocínio simples. Pra ti nada importa, estás no lado certo da história, nem precisas de pensar, basta-te a doutrina marxista…

            A.Serpa

          • POIS! says:

            Pois!

            Pois pode crer, Xô Serpa, que a gente até gramava acompanhar um raciocínio simples. Isto se existisse, o que não é o caso.

            Basta-nos então o marxismo, como é óbvio. É um remédio muito eficaz contra o contágio das micoses. O que se justifica, até por mais esta prosa do Xô Serpa.

    • Paulo Marques says:

      Quase dá para 3 refeições por dia, água potável e um telhado. Esbanjadores a viver acima das possibilidades, é o que é.
      e, no entanto, amanhã já nos está a dizer que não há dinheiro apesar da fartura.

  3. Julio Rolo Santos says:

    Mas então, qual a opção?


    • A opção para alguns crentes contra os “fanáticos”seria :

      https://arquivos.rtp.pt/conteudos/mensagem-de-ano-novo-do-chefe-de-estado/

      “…uma acção diabolicamente forjada para mais depressa perverter e comunizar o mundo” … / Américo Tomás dixit

    • Nuno M. P. Abreu says:

      A opção é não diabolizar. A opção é não condenar às profundezas do “inferno” quem legitima e honestamente tem uma opinião diferente. É confrontar sistematicamente teses e antíteses na procura da melhor síntese, sem dramatismos, sem fanatismos, sem profissões de fé em credos fossilizados. Já fomos, há mais de bilião e meio de anos organismos multicelulares, já fomos amibas, já saltamos de galho em galho. E graças ao à mediana do bom senso somos humanos.
      No site Pensamento Verde cito:

      “No princípio, o planeta era extremamente quente, equivalente a uma imensa bola de fogo, com aproximadamente 1.500°C, não abrigando nenhuma forma de vida. A partir da solidificação da Terra e da formação do supercontinente, a Pangeia, a formação do oceano, nomeado Pantalassa, foi fundamental para o surgimento da vida no planeta, pois, segundo os cientistas, a origem da vida veio dos seres aquáticos”.

      Os átomos que constituem o planeta terra foram-se combinando de forma diferenciada mas mantendo-se quantitativamente os mesmos devido à força da gravidade num universo em expansão. O homem vai aprendendo a influenciar a sua agregação e, até hoje, de uma forma positiva para o seu desenvolvimento como ser humano. As gerações dos meus avós viviam um mundo bem mais pobre do que o de hoje.

      Na natureza nada se perde nada se cria tudo se transforma. Desaparecerão moléculas, hoje fundamentais, surgirão outras que serão eventualmente fundamentais num futuro. Devemos abertamente discutir qual o melhor caminho a seguir para que a evolução social que, nos tempos recentes deu um salto significativo com a revolução francesa, continue.
      Mas enviando para pregar no deserto os Joões Batistas, arautos da desgraça, que clamam:- ou o meu deus, ou a desgraça: Porque se opção para alguns crentes contra os “fanáticos”seriam os discursos bafientos de Américo Tomás, para a maioria das pessoas sensatas a luta contra os fanáticos passa por tentar evidenciar a acefalia do seu fanatismo.

      • Ana Moreno says:

        Fixe, então é continuar a dar cabo da biodiversidade a todo o vapor.

        • Nuno M. P. Abreu says:

          Não afirmei nada disso. Porque não é isso que penso. Mas penso que querer impor um pensamento único é um retrocesso para a humanidade, é voltar ao El Graeco cognome abreviado, do nosso antepassado hominídeo descoberto há tempos recentes na região do Mediterrâneo, que extinguia os seus opositores.


          • …” profissões de fé em credos fossilizados ” ?
            …” os Joões Batistas, arautos da desgraça”…. ?
            …” os discursos bafientos de Américo Tomás, para a maioria das pessoas sensatas a luta contra os fanáticos passa por tentar evidenciar a acefalia do seu fanatismo.” ??

            Quantos mais insultos anti democráticos e de vistas curtas, isso sim, afinal, estão aí alojados nessa bagageira de presunçoso professor dótor de coisa nenhuma, ?? !

          • Carlos Almeida says:

            Caríssimo Senhor Abreu

            “do nosso antepassado hominídeo descoberto há tempos recentes na região do Mediterrâneo, que extinguia os seus opositores.”

            Não se esqueceu de certeza do que fazia a Santa Madre Igreja através da acção da Inquisição.

            A Igreja Cristã e mais exactamente a Santa Madre Igreja de Roma, tem tentado impôr o seu pensamento religioso como único acusando os outros que não pensam como eles de heresia. Por detrás da defesa desse pensamento único, estão muitos crimes e massacres, desde as profissões de fé e queima em praça publica dos Judeus no século 16 cá em Lisboa Portugal, aos massacres dos protestantes Hugenotes nos seculo 16 em França, mais exactamente 23/24 de Agosto de 1572

            https://pt.wikipedia.org/wiki/Massacre_da_noite_de_S%C3%A3o_Bartolomeu

            Os papistas de todos os países são os que menos têm razão de queixa, pelos continuados crimes que têm feito ao longo da sua existência, na defesa do que eles chamam a verdade religiosa.
            Eu não discuto, porque não é isso que está em causa, se a religião católica é melhor ou pior que a protestante, judaica ou maometana.
            Que os que sempre usaram da violência para tentarem impôr a sua religião, acusem os outros do que sempre fizeram impunemente.

            Mas enfim, Sr Abreu, há lata para tudo e quem não tem vergonha, todo o mundo é seu, lá dizia a minha avó.

          • Nuno M. P. Abreu says:

            A dar importância ao que escreve eu diria que a avó do Sr. Carlos Almeida era bem mais sensata que o neto.
            E digo isto apenas baseado na pretensa ligação que faz dos crimes cometidos pela “Santa Madre Igreja de Roma” com o nosso antepassado hominídeo. Porque, como dizia a minha avó, “quem fala de alhos a propósito de bugalhos ou é paspalho ou mete-se em trabalhos ”
            “Caríssimo” Senhor Carlos Almeida :
            Eu subscrevo inteiramente o que escreve sobre o comportamento inético da Santa Madre Igreja de Roma ao longo dos dois últimos milénios. Eu condeno veemente “os que sempre usaram da violência para tentarem impor a sua religião e acusem os outros do que sempre fizeram impunemente”
            Mas pergunto: o que têm a ver estas realidades com o percurso que o hominídeo percorreu até aos dias de hoje e eu recordei?

          • Nuno M. P. Abreu says:

            Que grande confusão vai nessa caturrenta mioleira! Insultos anti-democráticos? Insultos de vistas curtas?
            Dizer-se que devemos mandar pregar no deserto os Joões Batistas, constitui um insulto anti-democrático? Dizer-se que para a maioria das pessoas sensatas a luta contra o fanatismo não passa por citar os discursos laudatórios de Américo Tomás é ter vistas curtas?
            Mas afinal que fórum é este? Ou há neste fórum uma doença peçonhenta que leva gentinha a perorar a mensagem só porque detesta o mensageiro?

      • José Peralta says:

        “Mas afinal que fórum é este? Ou há neste fórum uma doença peçonhenta que leva gentinha a perorar a mensagem só porque detesta o mensageiro?”

        Exactamente ! E pergunta bem, o abreu !

        Até que enfim, descobriu uma dúvida elementar, de tão simples que é, mas a que o chorrilho de citações, informação geral e histórica, etc., buscadas na Internet, e que constituem o seu oceano de “certezas”, não conseguiu responder…

        Olhando para a exorbitância dos “NÃO” versus a nulidade dos “SIM” favoráveis à “MENSAGEM” do abreu, é fácil concluir com mediana clarividência, que a vitimização bacoca e a pesporrente falsa cultura enciclopédica atirada como se fosse cuspida, por tão deprimente “intelectual-óide”, é a doença peçonhenta, NÃO das pessoas sensatas, mas do mensageiro…

        Infelizmente, para o abreu, uma indesculpável falha na sua caturrenta mioleira…

        • Nuno M. P. Abreu says:

          Olha o Sr. Peralta, cada vez com um discurso mais aperaltado! . Que, numa consulta aprioristica a um dicionário, pode querer dizer “enfeitado de maneira exagerada”.
          E na minha modesta cultura recolhida, segundo os pressuposto prescientes de um peralta enfeitado, na net, e por isso falsos, corresponde exactamente àquilo que este texto evidencia.
          Para um peraltista a informação não vale pelo conteúdo que transporta mas pela origem onde esse contéudo foi recolhido. Se recolhi o E=mc2 , a fórmula de Einstein sobre a equivalência de matéria e energia, na net, sou titular de uma “pesporrente falsa cultura enciclopédica”. Se recolhi a fórmula na capa do livro de Pete Moore, falando das” grandes ideias que moldaram o nosso mundo”, então sim, seria um homem que poderia aspirar a chegar aos calcanhares de um peralta, mesmo que não tivesse ido além da capa.
          Afinal também para o senhor Peralta o que conta não é a mensagem, é onde ela foi recolhida. E se um fórum estiver polvilhado de peraltas e ai, em grande parte, se não se discutem ideias mas os autores das mesmas a verdade surge da contagem respectiva dos “sins” e dos “nãos”!
          Afinal para um peraltista, Jair Bolsonaro é um verdadeiro herói. Teve mais 10 milhões de sins do que Haddad. Que interesse tem conhecer os meandros do espaço informático em cada caso? Para um peraltista enfeitado, se isso lhe dá jeito, enjeita o contexto e parte para a arrogância discursiva, evidenciando afinal que a hipótese que coloquei de que um doença peçonhenta que leva gentinha a apenas adjectivar mensageiros, intelectualmente incapaz, mesmo recorrendo a informação veiculada na net, é bem mais credível do que alguma vez me tinha passado pela cabeça.
          Bem haja, Dr Peralta por ser tão explícito no seu comentário e não deixar dúvidas sobre a sua “impoluta” formação cultural.

          • abaixoapadralhada says:

            .treta e mais treta………………………………………..
            noves fora nada

          • José Peralta says:

            Ó melo !

            “Olha o Sr. Peralta, cada vez com um discurso mais aperaltado! . Que, numa consulta aprioristica a um dicionário, pode querer dizer “enfeitado de maneira exagerada”.

            “Afinal para um peraltista, Jair Bolsonaro é um verdadeiro herói. Teve mais 10 milhões de sins do que Haddad”

            Discurso apriorístico, arrogãncia discursiva e vazia, cheia de dogmas “indiscutíveis”, paridos por “um mensageiro” presunçoso, são os teus, que não sabes o que eu, em várias plataformas, tenho escrito sobre bolsonaro !

            Mas nada de admirar num pavão aperaltado, presumido. inútil … e enfeitado com as penas em leque …

            E tão ensimesmado e estúpido, que nem se dá conta do que acusa os outros : O “seu” umbigo, é mais importante ! Sempre mais importante do que o dos peraltas que, como eu, “polvilham” de maneira exponencial este fórum…

            Ah ! E é bom ficarmos a saber que, além de frequentar a Internet, o melo também consulta o dicionário !

          • Nuno M. P. Abreu says:

            De tão aperaltado o Sr Peralta deve ter dificuldade em engolir, ou de tão enfatuado não se dá ao trabalho de pensar. Basta-lhe adjectivar.
            Eu penso que sei que detesta Bolsonaro independente de desconhecer os foruns em que diz participar.
            Com a chamada à colação dos resultados eleitorais de Bolsonaro quis apenas salientar a contradição do seu pouco esforçado raciocínio mais preocupado em invectivar do que em esclarecer. Se o seu nível de apreciação passa por contar “nãos” ou “sins” para definir a validade de um texto publicado nas redes sociais, então o Sr Peralta teria de concluir que o Bolsonaro foi bem eleito.. Tão só,. Sr. Peralta!
            Mas descanse um pouco, porque tanta bílis excretada devo-o ter deixado exausto.
            Tenha uma boa noite

      • Paulo Marques says:

        Tem toda a razão, a vida continua, se se perder a civilização humana, paciência.
        Tanta coisa sobre dogma e não faz mais nada do que debitar o seu, sem nunca ter uma única crítica ao capitalismo ou ao mercado único. Até o Nuno Melo tem mais juízo.


  4. Ana Moreno, abraço solidário !
    ! e ânimo para não desistirmos de nos indignarmos e tentarmos alertar para esta alarmante globalização baseada no consumo predador de recursos naturais a nível da UE !

    • Ana Moreno says:

      Obrigada, grande abraço para si, companheira Isabela!

      • estevesayres says:

        Alguém por aqui, perguntou; “qual é a opção”? Eu respondo, é muito simples, sairmos da União (?) Europeia e do euro! Por fim; os portugueses não acreditam na União (?) Europeia! Nem nunca votaram!

        • abaixoapadralhada says:

          Não sejas ridículo, pré histórico representante dos “Meninos Rabinos que Pintam Paredes”.
          O “cherne” foi o que se viu e o “Grande Educador da Classe Operária” já faleceu, fisicamente, porque politicamente estava morto há 40 anos.

        • Paulo Marques says:

          Claro que não, pá, que a união europeia é a única hipótese de defesa dos direitos laborais e da luta contra as multinacionais. Só ninguém sabe é em que década começam.
          E não se esqueça do caos que é não estar no mercado único, coitados de 140+ países que nem sabem como sobrevivem. Saíamos e até a China abandonava de um dia para o outro a EDP, que não lhes dá lucro nenhum.

          Eurofilos só com uma cacetada na testa a ver se acordam. Nem o desastre eleitoral ensina nada.

  5. Carlos Almeida says:

    Sr Abreu

    Ao fim de meses e meses de ler os seus posts, encontro sempre uma coisa em comum: insulta sempre quem não é da sua opinião.
    Recordo o que escreveu:
    “do nosso antepassado hominídeo descoberto há tempos recentes na região do Mediterrâneo, que extinguia os seus opositores.”
    O que eu disse e repito, é que isso foi exactamente o que a Igreja Católica fez no sec XVI e muitos anos depois: extinguia os seus opositores.
    Mas fosse o que fosse isso não dá direito ao Sr Abreu, de me chamar paspalho, que foi o que o Sr fez.
    Depois vem com aquela treta do subscrevo inteiramente bla bla bla, que de resto é o que os papistas fazem quando são confrontados com as evidencias dos crimes da sua Santa Madres Igreja.
    Finalmente ainda tem a lata de perguntar: o que têm a ver estas realidades com o percurso que o hominídeo percorreu até aos dias de hoje e eu recordei?.
    Que é que têm a ver os crimes da Igreja Catolica com um ser que extinguia os seus opositores. ?
    Eu respondo-lhe : É a mesma coisa, porque a Igreja católica tentou e na maior parte das vezes conseguiu extinguir os seus opositores sim. E não adianta os Papas virem pedir perdão, porque se pudesse voltavam a fazer o mesmo.

    Noutro post o senhor acha que as pessoas neste forum, não gostam do Senhor Abreu. Se calhar tem razão, porque o seu comportamento mal educado e a chamar nomes a quem não concorda consigo, a isso leva. Seja muito feliz, mas não se admire de também ser mal tratado. Por minha parte fiquei farto de si e não faço tensões de lhe voltar a escrever ou ler as suas intermináveis prosas. Passe bem

    • Nuno M. P. Abreu says:

      Tentando, apesar de tudo,,esclarecer quem tenha interesse ser esclarecido quando penso ser de todo impossível!
      Afirmação de Carlos Almeida: – Ao fim de meses e meses de ler os seus posts, encontro sempre uma coisa em comum: insulta sempre quem não é da sua opinião.
      Pergunta minha: – Será que tem consciência de que o que afirma não é verdadeiro? Na dialéctica quem afirma tem que provar, Cite comentários meus, na meia dúzia de meses que aqui posto, em que, discordando, insulto?
      Afirmação de Carlos Almeida: – a Igreja Católica fez no sec XVI e muitos anos depois: extinguia os seus opositores.
      Pergunta minha: – Que relevância tem este facto no contexto da minha resposta a uma pergunta que me fizeram e a que tentei responder invocando a evolução da humanidade?
      Afirmação de Carlos Almeida : – enfim, Sr Abreu, há lata para tudo e quem não tem vergonha, todo o mundo é seu, lá dizia a minha avó.
      Afirmação minha ,em contraponto: – Porque, como dizia a minha avó, “quem fala de alhos a propósito de bugalhos ou é paspalho ou mete-se em trabalhos”
      Pergunta minha: – Porque citar um proverbio da minha avó é chamar-lhe paspalho e uma citação sua invocando o meu nome no vocativo,chamando-me de sem vergonha é comportamento civilizado ?
      Afirmação de Carlos Almeida: – O Sr. Abreu vem com aquela treta do subscrevo inteiramente bla bla bla, que de resto é o que os papistas fazem
      Pergunta minha: – Não posso subscrever? Tenho de ser o papista que o senhor pensa que sou apesar de ser, há muitos anos agnóstico, mas respeitar todos os credos?
      Afirmação de Carlos Almeida: – ainda tem a lata de perguntar: o que têm a ver estas realidades com o percurso que o hominídeo percorreu até aos dias de hoje e eu recordei.
      Pergunta minha: – O que não entendeu na minha resposta a Ana Moreno que tomou a iniciativa de comentar? Falei no nosso antepassado hominidio pré-humano apenas para condenar a imposição do pensamento único antes daquela espécie evoluir para o homo sapiens sapiens. O que tem isto a ver com os crimes contra a humanidade cometidos por quem divinizava a humanidade e pregava o perdão divino?
      Por fim, Sr. Carlos Almeida: Eu estou muito pouco incomodado com o que pensam de mim neste fórum. De certe forma sinto-me realizado quando vejo dislikes a post’s que aqui coloco quando a isso me disponho, mesmo naqueles em que me limito a dizer concordo. Significa que toquei verdadeiramente na ferida.
      Mas se o senhor é o homem sério que pretende demonstrar que é, faça-me um favor: Cite um post meu eu em que eu tenha tomado a iniciativa de chamar nomes a alguém e se o conseguir peço-lhe perdão.
      É-me indiferente que leia ou não leia, responda ou não responda a este post. Não escrevo para agradar a ninguém. Faço-o em coincidência para honrar os meus e por a nu as contradições de eventuais donos da verdade

      • José Peralta says:

        E diz..o melo :

        “Afirmação minha ,em contraponto: – Porque, como dizia a minha avó, “quem fala de alhos a propósito de bugalhos ou é paspalho ou mete-se em trabalhos”
        Pergunta minha: – Porque citar um proverbio da minha avó é chamar-lhe paspalho e uma citação sua invocando o meu nome no vocativo,chamando-me de sem vergonha é comportamento civilizado ?”

        E eu respondo-te, ó melo :

        A tua atitude ignóbil de, sibilinamente, insultares as pessoas,, para depois, com inexcedível descaramento e cobardia,e o mais cínica e hipócritamente que consegues, dizeres “beatificamente” que “só” estás a citar um provérbio da tua avó…eu digo-te o que é :

        É a prova provada, do teu baixo carácter, travestido de pessoa “de bem”, um “homem só”, (um paspalho…) contra o Mundo !

        • Nuno M. P. Abreu says:

          O Sr Peralta em todo o seu esplendor intelectual!!!!
          Já nem necessidade tem de ler ou perceber para contrapor.
          Mas tendo em conta a sua”honestidade intelectual” bem patente nos seus escritos, é bem lógico que o Sr Carlos Almeida cite um provérbio da avó para ” ignóbil e sibilinarmente”, insultar sem mais as pessoas que escreveram um texto que ele livremente resolveu comentar e eu, ao responder em sintonia, faça esgotar os adjectivos pejorativos contidos na vesícula biliar de um Senhor! Um Senhor Peralta!
          Por esta mereceria mais meia dúzia de likes. Infelizmente só posso registar 1. Aqui vai!

          • abaixoapadralhada says:

            Porque não te calas, múmia paralitica?

          • José Peralta says:

            O melo em todo o seu explendor de paspalho presumido, que se arvora em vítima dos “mauzões”, dos “intelectualmente dos desonestos”, dos “peraltas”, porque, “coitadinho”, num universo de dezenas de comentadores que o zurzem, o melo é o único com o passo certo…

            Cito, com a devida vénia, Carlos Almeida: – Ao fim de meses e meses de ler os seus posts, encontro sempre uma coisa em comum: insulta sempre quem não é da sua opinião.”

            Pergunta do paspalho – Será que tem consciência de que o que afirma não é verdadeiro? Na dialéctica quem afirma tem que provar, Cite comentários meus, na meia dúzia de meses que aqui posto, em que, discordando, insulto?”

            E continua o sem vergonha : “Cite um post meu eu em que eu tenha tomado a iniciativa de chamar nomes a alguém e se o conseguir peço-lhe perdão”.

            Então, “se na dialéctica” é preciso provar :

            O que é que o paspalho, tão “candidamente”, tem feito, no meu caso pessoal, COM O MEU NOME DE FAMÍLIA ?

            “Discurso aperaltado” (como se os “discursos do melo, enfatuados, ridiculamente professorais, cheios de prosápia e de falsa cultura, buscada e rebuscada no “Google”, fossem um exemplo de HONESTIDADE INTELECTUAL…

            Chegou ao ponto, o melo, mesquinho e raivoso, (não se preocupe com a minha bílis saudável, preocupe-se antes com a sua…) de ir ver no dicionário e compilar os vários significados depreciativos do ADJECTIVO peralta, para insultar o meu nome de família !

            “Peralta enfeitado”-“peraltista”-“este fórum polvilhado de peraltas”, são algumas das “pérolas” com que este bronco enfeitado de penas, (Ah ! Enganei-me ! Os burros não têm penas…) tem “ilustrado” o AVENTAR !

            E, com o supremo descaramento de que já ninguém aqui se admira, diz o melo que “ao responder em sintonia, faz esgotar os adjectivos pejorativos contidos na vesícula biliar de um Senhor!

            Efeito “boomerang” : Sim ! Adjectivos pejorativos contidos na vesícula biliar de um “Senhor”!

            O “Senhor”… melo !

            Nem as pensa, o sem vergonha ! E DEPOIS…QUEIXA-SE !

            “Coitadinho” do melo…

          • Nuno M. P. Abreu says:

            Ah!Ah!Ah!Ah! E aos costumes disse nada!

            “Muita gente fala como os papagaios e obra como os macacos: só repetem o que ouviram e só fazem o que viram fazer.”
            https://kdfrases.com/frases/papagaio

            Tenha um pouco mais de calma comigo e com a minha falsa cultura, buscada e rebuscada no “Google”

            É com muita humildade que peço a tão insigne figura que sendo Peralta de família não tem necessidade de ser peralta por opção, para honrar, como penso que deve, os seus antepassados, que leia bem o que transcreveu a meu respeito
            Cite um post meu eu em que EU tenha “tomada a INICIATIVA de chamar nomes”
            Citou?Citaram? Quem e onde?

            Agora como tenho muito respeito por mim não permito que um qualquer grunho me distrate sem que receba o respectivo troco. Amen.

        • José Peralta says:

          Efeito “boomerang” :

          Ah!Ah!Ah!Ah! E aos costumes disse nada!

          Muita gente fala como os papagaios e obra como os macacos: só repetem o que ouviram e só fazem o que viram fazer.

          Mais uma auto-análise do paspalho melo !

          E até nisto o melo, sem um pingo de imaginação, como de costume, LÁ TEVE QUE RECORRER`AO “GOOGLE”…OUTRA VEZ !

          Até para “obrar”, ó símio ?

          E agora como tenho muito respeito por mim não permito que um qualquer grunho me “DISTRATE” sem que receba o respectivo troco.

          É o que eu sempre farei AQUI contigo, ó bonifrate !

          DESTRATAR-TEI, com todo o prazer (e se permites ou não, estou a borrifar-me !!!) porque a tua “cÓltura”, nem sequer dá para saberes o significado de “distrate”…

          Nem com a ajuda do “Google”, macacão ?

          • José Peralta says:

            DESTRATAR-TE-EI, com todo o prazer (e se permites ou não, estou a borrifar-me !!!) porque a tua “cÓltura”, nem sequer dá para saberes o significado de “distrate”…

          • Nuno M. P. Abreu says:

            Nota : Tem toda a razão Sr. Peralta. Cometi um ERRO. Talvez devido a minha actividade profissional, durante trinta anos, o distrate era para mim muito frequente e o destrate ocasional. Por isso como homem que sou, assumo o ERRO e não me vou desculpar com o teclado como já aqui vi fazer alguns.

            Quanto ás suas diatribes, sinceramente, rejuvenescem-me. Fazem-me voltar aos tempos de escola, quando a resposta dos mais burros aos mais espertos era sempre a mesma:
            -És bexiguento.
            – Bexiguento és tu.
            – És um troglodita
            – Troglodita és tu.
            – Tens cara de macaco.
            – Estás a ver-te ao espelho.

            Gostei, mas cansa. Já não tenho idade para suportar tanto tempo estas brincadeiras com um peralta adjectivante, sem ideias próprias incapaz de a um argumento contrapor logicamente outro argumento. Quando chega o fim do mês a necessidade de cumprir compromissos reduz-me o tempo de recreio.

            Olhe! Tocou mesmo agora a sineta. Por uns tempos divirta-se com os seus peões de brega!

          • José Peralta says:

            O melo…ontem :

            (…)” tenho muito respeito por mim não permito que um qualquer grunho me distrate sem que receba o respectivo troco”.

            O melo…hoje :

            “Quanto ás suas diatribes, sinceramente, rejuvenescem-me. Fazem-me voltar aos tempos de escola.”

            Ontem, “distratava-o” ! Hoje “rejuvenesço-o”, ao ponto de o fazer “voltar aos tempos de escola”…

            E depois. “atira-me” com uma colecção de adjectivos, para poder afirmar que o “adjectivante”…sou eu !

            Como capacidade argumentativa, um “bocadinho” débil, a roçar o infantil, não está nada mal…tendo em conta o regresso à infância que eu lhe “proporciono” !

            Presumo que, desta vez, foi da sua lavra, e não com recurso à Net…o que explica tal “debilidade”.

            Mas a “rejuvenescer” com tanta facilidade…não me culpe a mim por voltar a usar fraldas !

            Olhe ! Tocou mesmo agora a sineta ! Acabou o recreio. Vista o bibe e volte para a aula…

          • abaixoapadralhada says:

            Sr Peralta

            Isso é gastar cera com ruim defunto.
            Mande-o Foxtrot Oscar Delta Eco Romeo, na velha linguagem
            Um padreca com 80 anos não tem cura.
            Só o balde de cal e as 3 badaladas

      • Paulo Marques says:

        E continua o legado do orgulhosamente só é mal amado do guru em pensamento independenteme copiado com cheiro a mofo.

    • abaixoapadralhada says:

      Também estou farto desse velho presumido e malcriado.
      Vai-te embora múmia paralítica


  6. Hei, pessoal !
    antes que alguém apele com ruindade de novo aos micróbios que terão invadido o Aventar :

    …” há neste fórum uma doença peçonhenta que leva gentinha a perorar a mensagem ”

    vamos lá a concentrar-nos de novo mas é no tema tão sério e alerta importante da nossa Ana Moreno neste post, e sair desta cx de comentários de mal dizer com dignidade altaneira de cidadania interventiva de luta por um planeta com futuro sustentável, a juntarmos as nossas boas vontades !

    ! e quem quiser vir que venha, quem não quiser que não venha !…

  7. Nuno M. P. Abreu says:

    Para quem só vê o seu umbigo!

    “Um homem só n’areia lisa inerte
    Na orla dansada do mar
    Nos seus cinco sentidos devagar
    A presença das coisas principie

    No branco nevoeiro a deusa o via
    Solitário erguendo-se do mar
    Os cabelos com algas misturados
    Os ombros luminosos e molhados

    O seu corpo era como uma coluna
    Sustendo o equilíbrio dos espaços
    Água e luz corriam dos seus braços
    E uma onda quebrada percorria
    O rasto que deixavam os seus passos”

    Poema inédito de Sophia de Mello Breyner Andresen

    • José Peralta says:

      O nome de Sophia, aqui escarrapachado, “cuspido” pelo abreu, é um obsceno insulto á própria Sophia…

      Um “legume” que tem a prosápia de se achar retratado no poema, (“Um homem só n’areia lisa inerte (…)solitário erguendo-se do mar (…) uma coluna sustentando o equilíbrio dos espaços(…) o rasto que deixavam os seus passos”)…

      Para quem só vê o seu umbigo…não está mal !

      Mas…que “culpa” tem a Sophia ?

      • Antonio Serpa says:

        O Peralta, o defensor da honra das donzelas puras. Fica-lhe bem. É até comovente, embarga-se-me a voz.
        A donzela que cantava odes ao Socialismo deixou bastante obra á familia, uma destas obras está agora á venda no Algarve por 1,4 milhões. Deve ter sido o que sobrou das ajudas ao pobrezinhos ou que não pode ir pro Offshore (DOPA) no tempo que o filho e o marido andavam na rua a incentivar à expropriações.

        A.Serpa

    • E o burro sou eu ? says:

      Exmº Sr Nuno M. P Abreu

      O Sr em qq post acima, escreveu:

      ” Ah!Ah!Ah!Ah! E aos costumes disse nada!”

      Gostaria que nos explicasse o que significa esta frase.
      O Ah! Ah! Ah! não é preciso que é universal, mas a frase “Aos costumes disse nada” o que significa e em que contexto se usa ou usava.

      Muito agradecido

      E o burro sou eu ?

      • Nuno M. P. Abreu says:

        Exmº Sr. E o burro sou eu:

        . Em Ciberdúvidas :
        “A frase completa é «Prestou o juramento legal e aos costumes disse nada», o que significa que jurou dizer a verdade e declarou ao tribunal que não tinha qualquer parentesco, afinidade especial ou conflito em relação a nenhuma das partes”.

        Apliquei o conceito que, segundo um peralta aprendi no Google, para opinar.
        O Professor Doutor Ecuménico Peralta também jura sempre dizer a verdade, afirma que não tem ligação com o tema em discussão, mas, na realidade não passa de uma beata esquerdista que diaboliza tudo aquilo que não encaixa no seu credo.

        Se tiver mais alguma dúvida, estou aqui à sua disposição, para dentro dos meus limitados conhecimentos googlianos, tentar esclarecer.

        • E o burro sou eu ? says:

          Sr Abreu

          Está a desiludir-me

          Ir à Internet, seja ciberdúvidas ou outra treta qualquer, para esclarecer o sentido de uma frase que qualquer pessoa que alguma vez tenha lidado com Justiça, tem obrigação de saber ?
          Estou a ver que os seus conhecimentos são apenas googlianos e tem andado a enganar a gente, com a sua prosa ao metro.

  8. Nuno M. P. Abreu says:

    Frase escrita:

    “Ou há neste fórum uma doença peçonhenta que leva gentinha a perorar a mensagem só porque detesta o mensageiro?

    Citação da frase:

    –”há neste fórum uma doença peçonhenta que leva gentinha a perorar a mensagem ”

    Retira-se um Ou. Retira-se um ponto de interrogação. E eis uma pergunta transformada em afirmação ou a honestidade intelectual a percorrer as ruas da amargura!!!


    • ” antes que alguém apele com ruindade de novo aos micróbios que terão invadido o Aventar :

      …” há neste fórum uma doença peçonhenta que leva gentinha a perorar a mensagem ””

      Atenção, a frase é transcrita somente em citação para dar sentido ao apelar à mudança de agulha das pessoas de boa vontade no essencial deste post de Ana Moreno !

      N.B. ! ” micróbios que TERÂO invadido o Aventar ” !!

      futuro interrogativo é supostamente alternativa, DÚVIDA e pergunta / ponto de interrogação !!
      Entendido ?

      Pois que fica o aviso :
      …”desonestidade intelectual ” é insulto que não tolero nem admito, cuidado !!!

      ! Fui ! já que aqui é lugar mal frequentado .

      • Nuno M. P. Abreu says:

        A frase não foi transcrita Parte da frase foi-o. A hipótese formulada não acrescenta nada à questão contextualizada por Ana Moreno Nem eu sequer pus em causa a opinião da Senhora. Limitei-me a dizer que, na minha opinião, se não deve ter um raciocínio apriorístico sobre o tema mas antes discussão serena. Por isso lembrei um número que indicia uma melhoramento da sociedade global ao diminuir o número de indivíduos em situação extrema de pobreza. E a hipótese dos micróbios assenta num facto indesmentível : como pode um post que apenas dá conta de um número, ter 18 dislikes e um like? O que tem um número a ver com gostar ou não? Um número é a tradução de uma objectividade . Um gostar é a tradução de uma sujectividade. Então o que está em causa? Eventualmente os micróbios informáticos que levaram á eleição de Trump e Bolsonaro que foram eleitos graças às acefalias informáticas, segundo dizem.

        . O meu outro eu fica entristecido. Tudo de BOM.

        • abaixoapadralhada says:

          Eu volto a reproduzir a verborreia incontida deste cromo.

          “A frase não foi transcrita Parte da frase foi-o. A hipótese formulada não acrescenta nada à questão contextualizada por Ana Moreno Nem eu sequer pus em causa a opinião da Senhora. Limitei-me a dizer que, na minha opinião, se não deve ter um raciocínio apriorístico sobre o tema mas antes discussão serena. Por isso lembrei um número que indicia uma melhoramento da sociedade global ao diminuir o número de indivíduos em situação extrema de pobreza. E a hipótese dos micróbios assenta num facto indesmentível : como pode um post que apenas dá conta de um número, ter 18 dislikes e um like? O que tem um número a ver com gostar ou não? Um número é a tradução de uma objectividade . Um gostar é a tradução de uma sujectividade. Então o que está em causa? Eventualmente os micróbios informáticos que levaram á eleição de Trump e Bolsonaro que foram eleitos graças às acefalias informáticas, segundo dizem.

          . O meu outro eu fica entristecido. Tudo de BOM.”

          Eu acho que ele gosta de reler a merda que escreve.
          É como aqueles drogados que não conseguem viver sem a dita. Este sem escrever esterco, não vive.

          Maldita padralhada

  9. anticarneiros says:

    Vai-te embora de vez. Metes nojo velho tonto

    • Nuno M. P. Abreu says:

      A carneirada é mesmo assim.
      Marra em tudo que lhe tolda a mente e tem nojo de tudo que não seja ração de farelo com troços de couve.

      • José Peralta says:

        “Marra em tudo que lhe tolda a mente e tem nojo de tudo que não seja ração de farelo com troços de couve”.

        Ou seja, a “ração de farelo com troços de couve”
        …é o abreu !!!!!!!

        Como auto-elogio, é uma “brilhante” constatação da paupérrima pobreza de espírito do…”mensageiro” !

        Que, com a mente toldada pela raiva, ao tratar outrém por “carneirada” não passa de um carneiro negro, dentro do “rebanho”…

        “Ração de farelo com troços de couve” ? Boa refeição ! Que lhe faça bom proveito !

        Ah !E não se esqueça de beber água ! Muita àgua…

        • Nuno M. P. Abreu says:

          O sr. Peralta está hoje imparável! Faminto, na sua peraltice de ver o seu ego abonecado de sins vai, tremente, em sua busca.
          Não seja por isso, Sr. Peralta! Aqui vai o meu. Os pobres de espírito precisam disso como pão para a boca!

          • José Peralta says:

            Realmente, “tremente” é a palavra certa…

            Como sempre as tuas “análises” , estão sempre certas…

            Já o mesmo não se pode dizer das tuas auto-análises !

            Mas também, seria exigir demais da tua “honestidade intelectual “, da tua caturrenta mioleira…

  10. abaixoapadralhada says:

    “Como auto-elogio, é uma “brilhante” constatação da paupérrima pobreza de espírito do…”mensageiro” !”

    Não diga isso, que o Abreu acha-se o supersumo da inteligência humana, coitado.
    Lá treta redundante tem ele. Escreve muito, mas não diz nada

  11. Julio Rolo Santos says:

    Importação/exportação são trocas comerciais que a globalização facilita. É assim o mundo de hoje e, viver “orgulhosamente sós” não é solução.

    • Paulo Marques says:

      Ainda não trocou a sua televisão a preto e branco? Todas as relações e acordos comerciais são bons, portanto, a Índia, China e o Japão eram verdadeiros privilegiados no século XIX por terem tão bons acórdãos apoiados por canhões. Era para o bem deles, coitados, estavam muito melhor.

  12. Nuno M. P. Abreu says:

    Como faço muitas vezes na vida, parei para meditar no ocorrido nesta caixa de comentários tentando compreender melhor o presente numa perspectiva de melhorar comportamentos futuros-
    Afinal, como se iniciou esta catrapazada de comentários e insultos?

    Vejamos:

    Ás 20 horas do dia 21, postei num artigo de Ana Moreno sobre os efeitos da globalização, um dado do Banco Mundial sobre o plano de erradicação da pobreza extrema do mundo, tentando com isso afirmar que a civilização humana, apesar de tudo, tem vindo a impor-se neste nosso planeta terra.
    Citei um dado, sem mais qualquer comentário.
    Decorrida uma hora, um Sr Caturra intervém acusando-me, sem mais, de “teimar tendenciosamente tipo troll de vistas curtas” apresentando transcrição de anúncios do Banco Mundial, argumentos subentendidos com fundamento bacoco tipo raposa dentro do galinheiro”
    Perante táo falacioso post contra o simples anunciar de um dado que qualquer honestamente poderia confirmar ou infirmar, partiu-se para um comentário depreciativo. Relevei e admitindo estar perante um guarda de um templo ideológico, citei a bíblia.
    Passado alguns minutos e eis que surge outro guarda do templo, agora um senhor anticarneiros, a informar do facto de ao eu ter trazido a terreiro um dado do Banco Mundial saber bem qual era a minha intenção e a daquele Banco !?????
    Logicamente aos guardas dos templos se responde com citações bíblicas, e citei-a de novo.
    Pela manhã do dia 22, o Sr. João Rolo colocou uma pergunta : então qual a opção?
    Tentei dar a minha opinião tão sustentada quanto me era possível Para mim, a opção era não diabolizar nada . A opção não seria condenar quem legitima e honestamente tivesse uma opinião diferente. Era confrontar sistematicamente teses e antíteses na procura de uma melhor síntese O desenvolvimento que a humanidade atingira partindo do hominidio que povou o Mediterrâneo era a prova disso.
    Ana Moreno respondeu, nem uma hora depois escrevendo :Fixe, então é continuar a dar cabo da biodiversidade a todo o vapor.
    Respondi de imediato esclarecendo que não era isso o pretendido, nem tinha dito tal.
    Sete horas mais tarde, aparece o Sr Carlos Almeida. Começa a invocar as mortes provocadas pela Santa Madre Igreja de Roma, as Inquisições “os massacres dos protestantes Hugenotes nos seculo 16 em França, mais exactamente 23/24 de Agosto de 1572” e remete-me para o link respectivo Termina com um: Sr Abreu, há lata para tudo e quem não tem vergonha, todo o mundo é seu, lá dizia a minha avó.
    Perante tão inconsequente texto que nada tinha ver com diálogo com Ana Moreno, invoquei naturalmente um dito da minha avó referente a quem responde a alhos com bugalhos
    Parece ter caído o Carmo e a Trindade. Os peões de brega saíram a terreiro. Tentavam a todo o custo farpear o intruso. Tentavam cansar o atrevido que entrara no templo. Até que surge impante o matador-mor, o Sr. Peralta, espadeirando contra tudo que mexesse.
    Deu-me então para o pagode.
    Gostei de ver o Sr Perallta convencido que montava uma alazão e espadeirava aquele infeliz, quando,coitado, montado numa pileca tal e qual D. Quixote, volteava apenas ridiculamente em volta da sua própria sombra.
    Hoje mesmo, casualmente li na net, o que desde logo é crime para o Sr. Peralta , que dizia assim:
    “Hoje em dia faz já falta escrever mais umas obras actualizadas sobre o “esquerdismo” actual. Talvez o Pacheco Pereira, que também por lá andou, um dia destes se abalance à tarefa. E dou-lhe já uma dica para um possível título dessa obra porventura a nascer: “Esquerdismo, a Melhor Passadeira para o Carreirismo”. E que melhor título poderemos nós arranjar para essa catrapazada de pseudo-“esquerdistas” verbosos que por aqui andaram a vociferar contra a “sociedade burguesa”, mas que afinal outra coisa não queriam que alapardar-se nos doces e fartos… cadeirões do Poder? “
    Dicionário de Política para Tótós – de A a Z

    • abaixoapadralhada says:

      “E que melhor título poderemos nós arranjar para essa catrapazada de pseudo-“esquerdistas” verbosos que por aqui andaram a vociferar contra a “sociedade burguesa”, mas que afinal outra coisa não queriam que alapardar-se nos doces e fartos… cadeirões do Poder? “

      Quando o PPD/PSD parece estar em crise profunda e em vias de desagregação, e a oposição no CDS acusa a Dª Cristas de autismo,
      https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/oposicao-interna-do-cds-pp-acusa-cristas-de-comportamento-autista-na-elaboracao-das-listas
      face ao perigo iminente de ter menos votos do que o PAN nas próximas eleições e voltar a ser o partido do taxi, vem o senhor Abreu, cuja idealogia de extrema direita não engana ninguém, falar de cátedra sobre o “esquerdismo”, com a arrogância e ignorância do costume, e principalmente com os argumentos demagógicos que nem a direita parlamentar ainda usa.
      Chega que é demais

      Será que os remédios para a diarreia intestinal, também funcionam para controlar a verborreia deste demagogo profissional. Deve ter andado a estudar no Seminário ou mesmo ter sido padre

      • A educação é muito linda says:

        Responder a esse cavalheiro mal educado só serve para lhe aumentar o seu já infinito ego, o que é vivamente desaconselhável.
        Deixem-no a falar sozinho, até se cansar


      • …” verborreia deste demagogo profissional.
        Deve ter andado a estudar no Seminário ou mesmo ter sido padre ”

        É isso !!! é claro,
        tiraram-lhe o púlpito, o maior lugar aonde a padralhada pregou e propagandeou salazarismos e anticomunismos diabólicos por toda a casa portuguesa, com certeza, e ele agora, licenciado que terá sido à custa da santa madre igreja /seminário, vem pregar obstinadamente para o Aventar !

        (… vai mas é trabalhar ! )

        • abaixoapadralhada says:

          O homem tem perto de 80 anos. O trabalho dele é ver se leva alguém para o partido do Marcelo Caetano recauchutado, agora chamado de PSD.
          Já que o R Rio é um tótó, e os garotos anda a lançar os fogos, este anda a catequizar as massas ao debitar estas tretas inconsistentes. Mas é ou foi padre ou bata preta

    • Paulo Marques says:

      Começou na primeira resposta onde veio debitar ideologia neoliberal, para a seguir dizer a quem retorquia que o comunismo morreu e era tudo carneirada. Houve quem desistisse, e quem perdesse meia hora a argumentar e tentar dialogar ficava a falar com um papagaio de citações sem contexto, na melhor das hipóteses.
      Se vem para cá para falar sozinho como se fosse o único que percebe o mundo, queria o quê? Ao menos os bêbados na rua são fáceis de evitar, o Abreu abre o buraco para falar e ocupa o espaço todo. Pior, o buraco não é a boca, porque essa está ligada ao cérebro, mas a criatura não tem um pensamento seu.

      • Nuno M. P. Abreu says:

        Ao ver o afã esquerdista de destruir uma voz que os incomoda profundamente, senti-me o jovem descrito no espectáculo Peer Gynt, do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen . Também eu, jovem, saí da minha aldeia para ganhar o mundo. E depois de ter percorrido três continentes e ter assentado arraiais numa pequena aldeia das fraldas do Marão, consigo colocar dúzia e meia de mentecaptos a, ao lerem o meu nome, desorbitarem os olhos e babarem-se de raiva para colocarem dislikes num post mesmo que nele só tenha escrito, obrigado.
        Chegar perto dos oitenta anos e ter conseguido este feito, faz-me sentir mais importante que Pedro Álvares Cabral quando descobriu o Brasil. Bem Hajam!!!!

        • abaixoapadralhada says:

          “consigo colocar dúzia e meia de mentecaptos a, ao lerem o meu nome, desorbitarem os olhos e babarem-se de raiva para colocarem dislikes num post mesmo que nele só tenha escrito, obrigado.”

          És muito mais auto convencido e vaidoso do que à primeira vista aparentavas. Mas ainda bem que mostras o que és.
          Chega a ser repugnante, se não fosse patético.

          Quanto aos muitos dislikes. Como se diz em Lamego que deves conhecer: “Quem é burro, que vá para moleiro”

          Aprende……

        • A educação é muito linda says:

          Do que não insulta ninguém……

          “consigo colocar dúzia e meia de mentecaptos a, ao lerem o meu nome, desorbitarem os olhos e babarem-se de raiva para colocarem dislikes num post”

        • Paulo Marques says:

          O onanismo continua… ao menos escreve melhor que a tangerina humana.

          • abaixoapadralhada says:

            Não diga isso. que o Abreu é um poço de vaidade e ainda vai inchar mais.
            É isso deve ser padreca ou bata preta

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.