Sim, mas gera riqueza e cria empregos!

Os novíssimos indignados com Isabel dos Santos andaram, andam e andarão a desculpar circunstancialmente todos os países ou empresários que quiserem vir para Portugal pagar baixos salários e/ou lavar dinheiro.

Manuel Pinho, por exemplo, antes do episódio dos corninhos, aconselhou o investimento em Portugal porque os salários são baixos.

Rui Machete, então Ministro dos Negócios Estrangeiros, pediu desculpa a Angola porque a Justiça portuguesa cumpriu o dever de investigar a possível corrupção de figuras do regime angolano em Portugal.

De uma maneira geral, desde que exista, no mínimo, a ilusão de que poderão “gerar riqueza” ou “criar empregos”, qualquer milionário estrangeiro tem as portas e as pernas abertas para fazer o que lhe apeteça, o que, aliás, faz parte do espírito de uma aberração como os Vistos Gold.

Paulo Portas, ainda ministro, chegou a afirmar, diante das críticas ao regime angolano, que não tínhamos lições de democracia a dar a outros países, o que é próprio de quem prefere os negócios às pessoas.

Isabel dos Santos é uma flor nauseabunda que muitos garantiram cheirar a rosas. Não sei se o poder que manda hoje em Angola é melhor do que o anterior, mas não deixa de ser curioso assistir a eternos cínicos disfarçados de moralistas, depois de terem recolhido o pólen.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

  2. Geral riqueza e criar empregos só tem um nome/ou uma frase simples e histórica: exploração da mais valia de trabalhadores e acumulação primária do capital (Marx dixit).

  3. Carlos Almeida says:

    Posição lúcida de Pacheco Pereira na TVI, sobre o assunto Isabel dos Santos, com a qual concordo

    https://tvi24.iol.pt/videos/isabel-dos-santos-claro-que-e-uma-perseguicao-politica/5e1f9e100cf2d5f7c67a0e64?autostart=true

  4. JgMenos says:

    Isabel dos Santos é uma filha dedicada e ajudou o paizinho marxista a tratar do colectivo (a família, naturalmente).

    Ora, atendendo a que no cpoitalismo são todos uns ladrões, não sejamos racistas e aceitemos que os seus capitais contribuam para a anémica e socializante ecnoomia cá do rectângulo e ainda assim será fraco contributo para compensar os capitais portugueses que o paizinho e seus camaradas cataram lá em Angola.

    • abaixoapadralhada says:

      Mais uma vez, a cassete do costume, sem nada dizer.
      Parabéns ratazana salazarista

      Abaixo a padralhada

      • JgMenos says:

        Treteiro!
        Se forem comunas a roubar já tudo te parece bem!

        • POIS! says:

          Pois tem razão!

          Realmente o “abaixoapdralhada” não tem condenado os marxistas que se infiltraram nos bancos para os roubar, e os que dirigem a grande distribuição, as telecomunicações, os CTT, a EDP, as gasolineiras, a comunicação social, etc. etc.

          Malditos marxistas! E alguns até vêm da Universodade Católica! Já para não falar da Nova. Aquilo é marxistas por todos os lados!

          É melhor ficar por aqui antes que nos mandem para a Sibéria, ou pior, para as caves do “Gambrinus”!

        • Paulo Marques says:

          Mais uma catolicisse para ti, de borla:

          “Nem os reis podem ir ao paraíso sem levar consigo os ladrões, nem os ladrões podem ir ao inferno sem levar consigo os reis.”

    • Paulo Marques says:

      O Trump é marxista e não sabe.

    • António Fernando Nabais says:

      A máfia, portanto, é marxista porque todos os seus elementos trabalham para o bem da família. Engels até chamava ao amigo “Don Marx”. O menos é um básico, coitadinho: o socialismo é mau e tudo o que é mau é socialismo.
      O socialismo português, aliás, é muito giro: consiste em privatizar serviços públicos.
      Ó menos, ainda é cedo para deixar a medicação. Peça outra receita ao médico.

  5. Paulo Marques says:

    A elite burguesa já a deixou cair, atirando-se agora a quem devia saber o que toda a gente sabia. Só há um problema, apoiaram, fizeram campanha e votaram nessa gente incompetente porquê, e porque raio alguém havia de confiar no lixo que debitam todas as semanas?

  6. Pedro Vaz says:

    António Fernando Nabais, fantoche do PS, a disfarçar o papel do PS que beijou o traseiro da Isabel dos Santos tanto ou mais que a pseudo-direita.

    Opiniões de Xuxialistas são como lama neste espaço que se diz um espaço de desafio ao poder.

    • António Fernando Nabais says:

      Adoro o som dos teus zurros na caixa de comentários.

      • Pedro Vaz says:

        És mais um tacho admite e como o bom tachista defendes o neo-feudalismo oligarca (Globalismo) que o teu PS serve.

        • António Fernando Nabais says:

          Tenho um tacho, sim, cheio de palha, que não quero te falte nada.

          • Pedro Vaz says:

            Vai lá preparar o currículo para tornar os miúdos em bons escravos burros da Nova Desordem Mundial vai. O Pinto Balsemão o quer, logo o pedófilo chantageado das Indias o quer e logo os tachos do Ministério da DesEducação o querem.

          • POIS! says:

            Pois, mas há maz, Pedro Vais!

            Há mais interesses em jogo! Nomeio dois: Toneca Catrapão e Maria Mocas! Certamente sabe do que falo!São dois dos principais responsáveis pela Nova Desordem Mundial mas, porque são poderosos, conseguem manobrar na sombra e poucos os conhecem.

            Não é por acaso que uma canção esquerdola diz:

            “À sombra de uma azinheira, que já não sabia a idade…”

            Ora lá está! É precisamente aí que os referidos manobram. Para ficarem mais seguros deram uma pílula à azinheira que provoca Alzheimer!

            E porque é que isto não é denunciado? Pela Gomes e quejandos? É porque está tudo feito uns com os outros e os outros com os uns e assim sucedendo-se sucessivamente!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.