Há quatro hipóteses

Nazis, fascistas, comunistas, extrema-esquerda, trotskistas, chamem-lhes o que quiserem. São todos da mesma família.

O autor desta frase é:

a) analfabeto
b) idiota
c) idiota e analfabeto
d) um discípulo de João Almeida 

Um milhão de meio de analfabetos, um escreve no TVI24

Os media online não têm revisão de texto o que só nos aproxima do jornalista real, por muito republicano que seja.  Mas há mínimos, ou havia, pensava eu até me deparar com esta publicação encontrada no  TVI24.

O título já era brilhante:

Hacker vende 1 milhão de meio de contas do Facebook

o resto é assustador:

Um hacker russo põe à venda o acesso a um milhão e meio de contas da rede social Facebook, a que ele próprio acedeu.

(um hacker russo, ou uma galinha?)

A empresa de segurança informática VeriSign que a variação do preços dos pacotes de mil contas – entre 18 a 33 euros – explica-se pelo número de amigos que cada conta possui.

(o verbo? é o verbo verisignar, ligeiramente mal conjugado)

O hacker, que se designa por Kirllos, pode já ter vendido cerca de 700 mil endereços .

(serve esta frase para demonstrar que pontuar é difícil)

O portal de tecnologia de informação eWeek diz que o pirata informático é proveniente de um país da Europa Oriental e fala russo.

Segundo o blogue Mashable, Kirllos tem nacionalidade russa, mas reside na Nova Zelândia.

(ainda bem que os russos falam russo e a Rússia também está na Europa Oriental)

A notícia não clarifica se a informação que Kirllos vende é autêntica, mas seria estranho se não fosse, até não é a primeira vez que o hacker faz negócios com contas no Facebook. No início deste ano, terá acedido a cerca de 100 mil contas que também colocou à venda,

(até não é, vírgula, antes não fosse)

O que mais surpreende, desta vez, são os preços, considerados baratos.

(é a crise, estúpido)

No mercado, e-mail e senha de acesso pode custar entre um e 15 euros. Kirllos vende por 0,01 euros cada. As chaves para cartões de crédito são vendidos a 0,6 e 22 euros e acesso a contas bancárias custam entre 11,2 e 635 euros, dependendo da qualidade, que é como quem diz, do dinheiro em depósito.

(ainda bem que as chaves são vendidos, vendidas era mais caro) [Read more…]