Cáritas de Lisboa apenas envia 16% dos fundos recolhidos para apoio aos pobres

É o que ouvi há pouco na reportagem da RTP3. Muito bem esteve Anselmo Borges, padre, ao comentar a reportagem, mostrando-se perplexo com a situação e afirmando que, se este número for verdade, então há que investigar o que é que se passa. E que o dinheiro tem que ir para o fim para o qual foi recolhido. Que isto assim não pode ser. Que o dinheiro tem que ser entregue imediatamente.

16% apenas! Tostões para os pobres, fortuna para os empreendedores da caridade, pomposamente pertencentes a uma tal economia social, mas que, na verdade, é um negócio que foi potenciado durante o mandato do anterior governo, como se ilustra a seguir em alguns recortes.

[Read more…]

Aprende Isabel Jonet

Presidente da Cáritas teme pobreza incomportável e defende estado social.