Mais uma da Madame Blavastky

Garante hoje o DN ter sido descoberta mais uma “pirâmide”, desta vez tão colossal que é três vezes maior que aquela que um dia foi erguida por ordem do faraó Queops. Fantástico, pois ainda por cima, esta novidade tem apenas três lados! Cá está mais uma para o Canal de Estória, vamos a ver se aproveitam a coisa para mais um a dose de programas. Pirâmides há muitas, mas a que hoje se notícia e a outra que um dia como tal se designou na Bósnia, são mesmo únicas. Aliás, as obras da mãe natureza são todinhas extraterrestres…

O Breivik de Pyongyang

O Querido Sucessor, pela voz de uma bastante iracunda leitora de telejornais, anunciou que a Coreia do Norte vai desenvolver “acções especiais” contra o Chefe de Estado da Coreia do Sul. Mais acrescenta o pormenor da duração das ditas acções que não deverão ultrapassar os “três ou quatro minutos, obedecendo a métodos peculiares ao estilo zuche“. Ficamos na incógnita. O que quererá dizer o camarada Kim? Talvez fosse melhor questionarmos o admirador Bernardino Soares, perito na matéria.

Calcula-se…

Curiosidades domésticas

Há uns tempos tomei conhecimento de umas curiosidades domésticas e vou partilha-las convosco, até para fugir à política, ao défice e ao cretino que estoirou 500 euros a cada português (crianças, desempregados, moinantes, trabalhadores e reformados incluídos) e que agora ainda levanta o espantalho da independência. Mas estou a desviar-me e se não tenho cuidado volto ao fastio.

A primeira das curiosidades é sobre silicone e champôs. Procure na embalagem do seu habitual champô e verifique se contém parabene ou dimethicone. Muitos contêm-no sem o referir e, por outro lado, alguns fazem questão de indicar “não contém parabenos”. Com este teste ficará a saber se estará no maioritário grupo das pessoas que procuram ter um cabelo mais bonito – nada contra – mas que por isso, vêm o seu coro cabeludo ganhar problemas por falta de respiração da pele e pelas alergias que a exposição continuada a estes produtos agressivos acaba por criar. E sendo estes produtos hidrosolúveis, há ainda a questão da desnecessária poluição. Por estes motivos, passei a usar apenas os que não contêm os tais parabenos.

O segundo tema é sobre amaciadores. Quem tiver reacções alérgicas devido aos restos de amaciadores que ficam na roupa ou simplesmente porque quer contribuir para menos poluição das águas e ainda poupar uns euros, em vez de usar amaciador pode usar vinagre da mesma forma e na mesma quantidade do amaciador. O mais barato, tipo Cristal, serve. A roupa fica áspera devido aos restos de detergente que não saem na enxaguagem e o vinagre resolve esse problema (o amaciador camufla-o).
Ao sair da máquina, a roupa ainda tem um ligeiro cheiro a vinagre mas na secagem perde-o completamente.

Pronto, aqui ficou o meu post na linha do (quase) “e agora algo completamente diferente”.