A democracia abalroada

“Não há democracia se os representantes legítimos do povo, por estes eleitos directa ou indirectamente, forem impedidos de expressar o seu pensamento” Luís Montenegro

Certo, mas. Mas não há democracia quando os candidatos a deputados prometem uma coisa e fazem outra depois de eleitos. Não há democracia quando a promessa eleitoral tem valor zero. De contrário, como é que se escolhem os legítimos representantes dos cidadãos? Com base na cor do cabelo?

O facto é que  os “representantes legítimos do povo, por estes eleitos directa ou indirectamente”, como Montenegro disse, foram eleitos com base num programa eleitoral. Mas esse programa eleitoral não está, nem de longe, a ser cumprido. Assim sendo, estes deputados são ilegítimos representantes do “povo”. A democracia foi abalroada, sim, mas pelo governo e pelos deputados que o suportam.