A democracia abalroada

“Não há democracia se os representantes legítimos do povo, por estes eleitos directa ou indirectamente, forem impedidos de expressar o seu pensamento” Luís Montenegro

Certo, mas. Mas não há democracia quando os candidatos a deputados prometem uma coisa e fazem outra depois de eleitos. Não há democracia quando a promessa eleitoral tem valor zero. De contrário, como é que se escolhem os legítimos representantes dos cidadãos? Com base na cor do cabelo?

O facto é que  os “representantes legítimos do povo, por estes eleitos directa ou indirectamente”, como Montenegro disse, foram eleitos com base num programa eleitoral. Mas esse programa eleitoral não está, nem de longe, a ser cumprido. Assim sendo, estes deputados são ilegítimos representantes do “povo”. A democracia foi abalroada, sim, mas pelo governo e pelos deputados que o suportam.

Comments


  1. Gosto sempre de ver os Traidores com a Bandeira na lapela!

    Mas é por isso mesmo, por NÃO VIVERMOS EM DEMOCRACIA, que o povo se manifesta desta forma… E a meu ver ainda está muito manso… E com os alvos muito mal definidos!

    • José Medeiros says:

      É o povo que se manifesta assim ou apenas os agentes provocadores colocados no terreno a mando do PCP, para ficar bem na fotografia?

      Ao menos desta vez alguém do partido lembrou-se de dizer para não levarem as bandeiras.


      • Já começam a desconversar…
        Sinal que acertei na muche! DEMOCRACIA em Portroikal? ZERO!
        E enquanto existirem partidos, pouco importa os nomes, não existirá verdadeira democracia, pois todos eles apenas querem obter o poder por forma a implementar os seus propósitos internos.
        O resto é blá blá!

      • nightwishpt says:

        Podiam ser polícias, do mal o menos: não vejo o problema de serem do PCP.


  2. Isso são águas passadas….

  3. amadeu says:

    Não há democracia quando os gatunos do BPN são julgados à velocidade certa para o processo prescrever.

  4. amadeu says:

    Não há democracia quando, tendo sido eleitos por prometerem mudar o rumo de destruição da escola pública levada a cabo pelo Sócrates, fazem ainda pior que o governo anterior.

  5. João Riqueto says:

    Os eleitos perdem a legitimidade, por direito atribuída, quando fazem tudo ao contrário, do que estabelecia o contrato sufragado!.


  6. E onde fica a democracia se os eleitores legítimos do povo directa ou indirectamente, forem impedidos de se expressar e simultaneamente forem roubados nos seus direitos e até na sua honra???

  7. doorstep says:

    Para o maçon montenegro só na loja dele é que há democracia…

    É legitima toda a resistência ao bando iníquo que fraudulentamente se montou – em direito chama-se a isso a “excepção de não cumprimento”.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.