Como Se Fora Um Conto – Associação Fotográfica do Porto – A polémica nasceu

Vá-se lá saber porquê, talvez que movido por interesses próprios fruto de um protagonismo que lhe estará a fugir, ou eventualmente servindo os de alguém que se esconde por trás de um anonimato pardacento, ou por uma qualquer outra razão que me escapa, surgiu, pela voz e acção do coordenador dos «Encontros do Olhar» do IPF (Instituto Português de Fotografia), a notícia, bombástica, da «inqualificável» usurpação do nome intocável da AFP (Associação Fotográfica do Porto), pela actual Associação “Portografia”.

Para o comum dos cidadãos da cidade do Porto, a sigla AFP poderá querer dizer  uma qualquer coisa, desde futebol a farmácias passando casualmente pela fotografia, e terá um interesse relativo, mas para os fotógrafos mais antigos, e se calhar só para esses, faz parte da história da fotografia, da cidade, e do País. Teve, no seu tempo, já lá vão mais de trinta anos, uma importância relevante na formação e criação de fotógrafos no norte do País e em especial na cidade do Porto. A AFP, foi e será sempre parte integrante e importante da vida e da história da cidade.

Entendo ser uma pena que os que com ela conviveram, com ela aprenderam e com ela se tornaram em alguns dos melhores fotógrafos Portugueses, nunca tivessem querido preservar o seu nome, constituindo-se em grupo organizado, e, também, nunca tivessem estado dispostos a descer do seu pedestal e criado um espólio com obras, máquinas e toda a espécie de trabalhos dos seus associados. A AFP morreu por culpa de todos eles, esquecida, velha e caduca, não se sabendo muito bem quando nem como. Dessa AFP, restam memórias e alguns encontros em almoços e jantares feitos por alguns saudosistas.

No ano de 2009 nasceu uma, mais uma, AFP. [Read more…]

Exposição de Fotografia

No próximo sábado, 7 de Novembro, este vosso amigo vai estar aqui:

 

EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS

.

A Rua do FERRAZ tem no número 38 um pequeno café que disponibiliza agora o seu espaço para mostras de fotografia colectivas e individuais.

Situado junto ao Instituto Português de Fotografia (IPF), o Café Fénix tem na maioria dos seus clientes pessoas ligadas a esta disciplina e expressão visual; alunos, professores, amadores e profissionais têem passado por ali ao longo dos anos para aconchegarem o estômago ou estimularem a mente nos intervalos de acções…

 

Mostra de fotografia

 

Está patente no Café FÉNIX, na Rua do Ferraz, 38 – Porto, uma exposição colectiva dos fotógrafos

ARMINDO MOREIRA, HENRIQUE RAPOSO, HUGO PIRES, LUIS RAPOSO e PEDRO PINHEIRO AUGUSTO

 

No próximo dia 7 de Novembro, esta mostra será substituida por trabalhos fotográficos de

 

 

 

JOSÉ MAGALHÃES, NUNO FONSECA, MANUELA VAZ, SÉRGIO CARVALHO e VERÓNICA MEIRELES

 

que assim dão seguimento a um projecto da responsabilidade do grupo efequatro

e ao qual se associou o Grupo  Fotograma- fotografia analógica que está disponível no Google.

.