Chega de moradas falsas

CMF

Fotografia via Chega de Moradas Falsas

Quando me deparei com esta tarja, achei estar perante um protesto contra aqueles indivíduos que, na condição de servidores públicos, que decidem sobre o destino da nação, declaram residência num concelho longínquo, do qual já nem se lembram e de onde apenas vão recebendo uma notícia, de longe a longe, nas cartas que lhes chegam dos caciques que ficaram na terrinha.

Pessoalmente, parece-me um bom motivo para protestar. Deputados que se aproveitam de falhas num sistema desenhado por deputados, para desta forma sacar umas centenas de euros extra ao erário público, deviam ser imediatamente removidos do cargo e impedidos de concorrer a esse ou a outro cargo electivo. Porém, como estamos em Portugal, em princípio está tudo bem. São gatunos mas os outros também são.

Contudo, não é à gatunagem parlamentar que esta tarja se refere. Trata-se aqui de outro tipo de gatunagem, que consiste em aldrabar a morada de residência para colocar um ou mais filhos numa determinada escola, o que, não raras vezes, resulta na exclusão de alunos que, efectivamente, vivem na área abrangida pela referida escola.

Não é um assunto novo. Se existem dois clássicos da gatunagem escolar, são as médias finais em alguns colégios privados, onde todos os alunos, para além de brilhantes, são potenciais atletas olímpicos, e as moradas falsas, de jovens que vivem em Sacavém, apesar dos seus encarregados de educação viverem ou terem morada fiscal numa perpendicular à Escola D. Filipa de Lencastre. Existe um deputado dentro de cada pai que aldraba o sistema para meter o miúdo na escola dos seus sonhos.

Comments


  1. estavam à espera de quê, o chico espertismo e o orgulho que os portugueses têm em enganar as pessoas, as leis, e as regras éticas faz parte da cultura tuga, promovida e defendida mesmo porque quem sofre na pele os efeitos desta coltora.

  2. Fernando Manuel Rodrigues says:

    Mas afinal as escolas públicas não são todas boas? Então por que motivo os pais “aldrabam” as moradas para meter os rebentos em determinada escola?

    Lá caiu a máscara.


    • Ora, porque essas escolas estão em bairros chiques com ambiente seleccionado. Nada de alunos provenientes de famílias desestruturadas a estragar a harmonia do espaço lectivo.

    • Carlos Almeida says:

      Só um demagogo ou desonesto intelectualmente poderia insinuar que as Escolas Publicas são todas iguais. Há com certeza umas melhores e outras piores como em tudo na vida.
      Para alem de que umas podem estar nas “Avenidas Novas” e outras na Musgueira.
      Mas de certeza nem numas nem outras se fazem as conhecidas fraudes realizadas nas escolas privadas, como a sobre elevação artificial e fraudulenta das medias das notas dos alunos seus clientes para melhorar as chances de entrarem nos cursos que os paizinhos pagantes desejam.

  3. Touradas não says:

    Uma noticia completamente “offtopic”, mas não completamente desinteressante.

    As touradas regressaram a Palma de Maiorca, sob o protesto mas com o apoio dos fascistas:

    Noticia da RTP:

    Hino fascista faz-se ouvir no regresso das touradas em Palma de Maiorca

    https://www.rtp.pt/noticias/mundo/hino-fascista-faz-se-ouvir-no-regresso-das-touradas-em-palma-de-maiorca_n1166132

    E em Portugal ? . Porque será que o Partido Comunista Português continua a apoiar a continuidade desse espectáculo bárbaro e medieval ?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.