Estado minimizado

O que é que apregoam mesmo os mantras do liberalismo? Menos estado, melhor estado, não é? E onde é que acaba o menos? E onde está esse melhor?

Enquanto os fogos na Califórnia crescem, os ricos contratam bombeiros privados
Um número pequeno, mas crescente, de pessoas ricas está a contratar as suas próprias equipas.

Menos é mais, mas apenas para uma minoria.

Já agora, sobre o quão melhor é ter os serviços básicos do estado a serem prestados por privados, atente-se na seguinte passagem do mesmo artigo: “Nos últimos anos, alguns proprietários de imóveis em regiões propensas a incêndios começaram a ser abandonados pelas suas seguradoras”.

Junte-se este cenário ao que poderá ser o futuro próximo, no qual, segundo um relatório encomendado pelo Pentágono, os americanos poderão enfrentar tempos terrivelmente sombrios devido às mudanças climáticas, envolvendo apagões, doenças, sede, fome e guerra. Neste estudo, produzido por oficiais seniores de diversas agências, incluindo Exército, CIA e NASA, afirma-se, inclusivamente, que o próprio exército poderá entrar em colapso.

Compreendo que alguns, essa minoria abastada, defenda um estado minimizado, pois este significa menos impostos para os próprios e mais riqueza para seu benefício. Escapa-me, no entanto, a razão de ser da militância dos pé-rapados e dos desenrascados. Se os primeiros conseguirão proteger-se graças aos seus extensos meios próprios, já os segundos cairão sem o suporte de uma rede colectiva.

Sim, é uma questão ideológica, que passa por uma uma formulação simples. É aceitável que quem pouco tem, e incluo neste grupo os desenrascados a que chamamos classe média, pague uma enormidade de impostos e que as verdadeiras fortunas, os tais 0,1% que detém tanta riqueza quanto os restantes 90%, tal como tem afirmado Bernie Sanders, consigam não pagar impostos? Bem vistas as coisas, a questão nem sequer chega a ser ideológica. É do foro da decência.

Comments

  1. JgMenos says:

    É evidente que quem tem dinheiro tem mais meios, e não é preciso pegar fogo à Califórnia para saber disso!

    E o que se passa nos EUA vem aqui ao caso para quê?

    O que aqui há que perguntar é que há gente a pagar algo como 4?% sobre o rendimento. É pouco? Que tal sair a assaltar?

    Pagou impostos. Não gastou. Pô-lo no banco ou em títulos do Tesouro:Ccatam-lhe 2?% sobre esse rendimento. Haveria de ser mais? E que tal um offshore para escapar à ladroagem?

    • Paulo Marques says:

      Tadinho do Menos (que não é mais), agora até a banca lhe quer levar o dinheiro, de tão bem que andam as políticas que defende.

    • j. manuel cordeiro says:

      “E o que se passa nos EUA vem aqui ao caso para quê?”

      Se é válido olhar para o estrangeiro para ir buscar inspiração também o é ver que consequências tiveram esses modelos por lá.

      Não tem de quê.

  2. Miguel Bessa says:

    Califórnia é liberal, mas no sentido americano. Paraíso esquerdista nos states. Commiefornia!

    • POIS! says:

      Pois!

      E o Bessa é liberal, mas no sentido bolsoneiro. Paraíso bolsonarista nos brasis! Commie e cala-te!

    • Paulo Marques says:

      Um estado onde na maior cidade o mercado é que dita as leis de habitação e as empresas combinam as condições salariais é um paraíso esquerdista…. muito me conta.

  3. Elvimonte says:

    A Califórnia é governada pelos democratas desde 1992, é a minha conclusão a partir deste excerto deveras “esclarecedor”, que proporciona um esclarecimento muito ao estilo da Repressive Tolerance, ensaio da autoria de um dos expoentes máximos da famigerada Escola de Frankfurt:

    “How long has California been run by Democrats?

    As most of the population is in Los Angeles County and the San Francisco Bay Area, California as a whole tends to be liberal. California was a Republican stronghold in presidential elections from 1952 until 1992. During this period, the Republicans won California in every election except the election of 1964. ”

    ( https://www.google.com/search?sxsrf=ACYBGNSqCOo1JuMUAzQOyYgK0SxR2PjYZg:1572368071755&q=SINCE+WHEN+DEMOCRATS+RUN+CALIFORNIA&spell=1&sa=X&ved=0ahUKEwiN0_3C98HlAhWSHxQKHQyuDskQBQguKAA&biw=1396&bih=686 )

    Se existem problemas na Califórnia é porque são ainda poucas as “cidades sanctuário”, resolvendo-se o problema com ainda mais emigrantes ilegais. Como alguém diria: a diversidade é a nossa força.

    • j. manuel cordeiro says:

      Que deliciosa verborreia. Quando quiser, sinta-se à vontade para contradizer a tese do artigo.

      • Elvimonte says:

        Já não vou a teses. Agora só provas de agregação. Numa área de engenharia relacionada com Climatologia. Que conte muitos anos e q eu não esteja cá para ver.

        Sem qualquer ponta de sarcasmo. Muita saúde.

    • Paulo Marques says:

      E daí? Desde quando é que os Democratas são qualquer coisa próxima do socialismo? E, mesmo não sendo, qualquer estado Democrata é significativamente mais productivo, excepto talvez o Texas… que qualquer eleição passa a azul. Coincidências.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.