Depois de atar contínuos, o dilema:

ato contínuo: e agora?“. Pois, não sei. Adiante.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.