Stop the madness!

trump

[Marco Faria]

Trump não era apenas um ignorante, um arrogante e um irresponsável à frente da maior potência mundial. Passou a ser um caso extremo de saúde pública…e de insanidade mental.
A Sala Oval tem um homem das cavernas a gerir uma crise, que já matou mais de 51 mil americanos. O Aprendiz parece um Nero dos tempos modernos. Não sabe tocar harpa, mas o monstro come pipocas, enquanto espera que o fogo apague com lixívia. Só o Brasil roça o absurdo com o seu covid-evangelista.
A pandemia virou manicómio.
Stop the madness!

Comments

  1. Pedro Vaz (Nacionalista) says:

    “covid-evangelista”

    Quero ver expressões como “covid-sunita” ou “covid-xiita” e por ai a diante…vá lá “rebelde”, atacar o Cristianismo defunto é a coisa mais fácil que existe, além de estar alinhado com a agenda dos super-capitalistas/globalistas o Cristianismo é feminino-fraco por natureza. Agora os rebeldes só se vem se atacarem o Islão pois esse sim, ataca-lo é contra a agenda dos super-capitalistas/globalistas e o Islão é masculino-forte.

    Anda lá “rebelde”…ataca lá o Islão e o seu obscurantismo que é 100x pior que o obscurantismo evangelista.

    • abaixoapadralhada says:

      Outra vez, Sefardita “anti sionionista”

      E os teus amigos das marradinhas na parede ?
      Não falas ?

    • Paulo Marques says:

      Pronto, não há diferença entre nenhum fanático religioso. Contente?

    • Henrique Silva says:

      É claro que para o maluquinho de direita, o importante é defender a SUA religião. Porque o teu amigo imaginário é melhor que o deles. Porque o teu livro de histórias de fantasia é real mas o deles é apenas fruto da imaginação de meia dúzia de árabes aborrecidos num fim de tarde no deserto.
      A crise existencial que esta pandemia está a criar entre os religiosos é absolutamente deliciosa, como se pode comprovar na aflição desta resposta.
      Os cristãos acreditam que o sangue de jesus os vai curar do vírus enquanto que os maluquinhos do outro lado acreditam que foi alá que criou o vírus como vingança pelas cruzadas ou qualquer outra parvoíce. Objectividade nem vê-la.
      Este vírus podia perfeitamente dizimar 99% de todos os religiosos do mundo mas basta que morra mais um islâmico que um cristão e os últimos vão certamente cantar vitória sobre os primeiros.
      Entretanto, como se o vírus não desse já trabalho q.b, os médicos e autoridades americanas têm ainda que se preocupar com o maluquinho de extrema-direita, apoiado em força pelos maluquinhos evangelistas pois claro. É preocupante pensar que em 2020 ainda é necessário alertar a certos adultos, ADULTOS!, que beber lixívia não é boa ideia. Volto a repetir: adultos. Alguns, quiçá, com filhos e netos. Mas sim, claramente que estes “líderes” de extrema direita, que têm tanto de inseguros como de ignorantes, são a solução para um futuro próspero. Ah, se ao menos a burrice tivesse consequências…

      • Pedro Vaz (Nacionalista) says:

        Sou ateu e anti-Cristianismo (Cristianismo é marxismo v0.5 e uma religião profundamente feminina)

        Estás a ver como fizestes papel de urso?

        O meu primeiro comentário mantem-se…quero ver os “rebeldes” a atacar o Islão da mesma maneira que atacaram e atacam o Cristianismo…vá lá “rebeldes” deixem-me ver essa rebeldia.

        • José Peralta says:

          Pedro Vaz (Nacionalista…e tudo !)

          Se seguires o sábio conselho do teu adorado trump(a) -em Inglês moderno pronuncia-se tramp(a) – e se meteres “prá veia” o tal desinfectante que “mata o covid num minuto”, aí é que mostras a coragem que dizes que os outros não têm ! Vai em frente, “rebelde”…

          • Pedro Vaz (Nacionalista) says:

            Neste momento Trump é um completo fantoche do Sionismo, já lhe “torceram o braço”…ficou claro quando autorizou o ataque contra o regime heróico do Assad. Não sabes nada acerca do Nacionalismo e o quanto “não monolítico” é. Trumpismo é “Nacionalismo Kosher”. Se queres saber o que é Nacionalismo de Gema vai ao site do notícias/comentário/humor Dailystormer.su…o website mais censurado da História.

            O meu desafia continua…quero ver os “rebeldes” a atacar o Islão da mesma forma que atacaram e atacam o Cristianismo. Ataques generalistas não valem, são batota cobarde. Quero ver as blasfémias, o gozo, os ataques ás doutrinas e ao Corão, os ataques e gozo contra o Profeta, etc, etc…vamos lá “rebeldes”!