Tardio, mas sentido

Hoje é o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Não podia deixar de assinalar este dia dedicado a pessoas que não tiveram a sorte de nascer com todas as capacidades como a maioria.

Estou num projeto de voluntariado, na República Checa, que envolve crianças deficientes, desde setembro. Nestes meses, aprendi que temos um papel fundamental em permitir que estas pessoas sejam felizes. E não é difícil. Não é difícil dar um minuto da nossa atenção para que pessoas conscientes das suas limitações possam mostrar do que são capazes. Uns fazem-me rir, outros ensinam-me a localizar o Sri Lanka no mapa, mas todos ensinam-me que qualquer um de nós é capaz de melhorar o mundo. E apesar de não podermos mudar o mundo, podemos mudar o mundo de alguém.

Mantenham-se firmes e ajudem os outros a fazer o mesmo. Vale a pena.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.