Trumposfera meltdown: por demências nunca dantes navegadas

Jake Angeli, conhecido no submundo dos chalupas conspiracionistas neofascistas como Q Shaman, é este espécimen que, aparentemente, roubou o chapéu que Jay Kay usava no tempo do Traveling without moving, álbum de excelente memória dos Jamiroquai.

Angeli, que, qual Obélix, parece ter caído no caldeirão do LSD quando era pequenino, apresenta-se como um “ser multidimensional” e afirma ter sido escolhido e enviado pelo seu amigo imaginário Q, uma espécie de profeta da chalupósfera QAnon, para ajudar Donald Trump na luta contra a rede internacional de pedofilia globalista socialista reptiliana do Dr. Belzebu.

Na sequência do atentado terrorista contra o Capitólio, no qual esta espécie rara participou activamente, Jake Angeli foi detido e entrou em greve de fome, por não ter acesso a uma alimentação orgânica. Já tinha ouvido falar de vários tipos de facho, mas um facho que num dia é terrorista e no outro um snowflake é novidade. Pessoalmente, acho que Angeli devia ser mais criativo, como o chapéu que usa: se quer comida orgânica e não encontra na prisão, que cague no pratinho e coma. Sim, eu sei, fui um bocado javardo e demasiadamente gráfico. Não lamento. Se queriam politicamente correcto vieram so estabelecimento errado.

Mas porque raio é que este gajo do contra se lembrou de escrever sobre um Chalupa Bill?

Ainda bem que perguntam!

Porque aqui o Chalupa do Arizona integra uma seita da qual nunca tinha ouvido falar, mas que decidi investigar e sugiro que façam o mesmo. A seita do Tribalismo Masculino. E achei interessantíssimo, na medida em que estes palermas odeiam a paz, os direitos humanos, o conceito de igualdade e, sobretudo, as mulheres, que servem apenas para ser violadas para reprodução, e os gays, apesar de cultivarem a androfilia.

Sabem o que é a androfilia?

Pergunto porque eu descobri há pouco, e poderá haver quem, entre vós, tal como eu, não esteja familiarizado com o conceito. Ora os andrófilos sentem-se atraídos sexual e romanticamente por homens. Gostam portanto, de admirar homens e de fazer sexo com eles.

Perceberam?

Estes chalupas, como Jake Angeli, odeiam gays mas gostam de fazer sexo com homens. São gajos que declaram morte aos gays mas que apreciam brincar e ser penetrados pelas pilinhas dos machos pelos quais se sentem atraídos.

Percebem o patamar de demência absoluta a que esta extrema-direita moderna chegou?

E “prontos”, era isto!

Por isso já sabem: tenham cuidado com os chalupas e as chalupices, mais os não-sei-quês pela verdade. Se vos disserem que o “o Trump é mau mas…”, apertem bem a máscara, desinfectem as mãos, reguem a chalupice com gasolina e ponham aquela merda a arder. Aquilo é como os white walkers do Game of Thrones. Ou se queima ou não se vêm livres daquela porcaria.

Comments

  1. Nascimento says:

    Não foi nada javardo. Esta seita USA , lá, como outras que há por aqui em Portugal, Bolsonaros, que se lhes derem tempo e espaço em nome de uma sagrada ” democracia” da treta, de liberdade religiosa , etc. vão dar cartas aqui.
    Duvidas? Nenhumas.
    Lembo-me bem como foi a queda da Dilma.
    E alguns destes merdosos vieram para cá e nem é por acaso que o filho da P. de extrema direita nunca fala destas seitas du Jesus… de brasileiros. Nunca, Porque será? Aliás , estão a fingir que dão aulas nas universidades… não sei, mas sei que até foram convidados a dar entrevistas á SIC/N.Uns pintas ex-exercito, ex- comandante de forças especiais, etc. Bem me recordo…

    • POIS! says:

      Pois sim, é verdade!

      Algumas dessas seitas têm pseudo-universidades onde dão cursos superiores de “teologia” e “estudos bíblicos” e coisas assim. Os diplomas não são reconhecidos como tal, mas isso não impede alguns incautos/as que por lá andaram de os exibir em currículos e situações semelhantes.

      Eu já vi um. Tinha “cadeiras” “créditos” e tudo. Era de uma senhora brasileira com escolaridade comprovada inferior ao nosso nono ano. Tinha trabalhado para uma “igreja ortodoxa” que por aí anda. Não recordo o nome completo.

    • Paulo Marques says:

      As seitas evangélicas são prova que não existe deus.

    • brasucaprobrasil says:

      “E alguns destes merdosos vieram para cá e nem é por acaso que o filho da P. de extrema direita nunca fala destas seitas du Jesus… de brasileiros. ”

      A culpa não é deles. Se os totos tugas deixarem de ser simpáticos para esses bandidos brasucas e começarem a dizer que não os entendem, talvez não viesse para cá tanto lixo.

      Eu digo-lhes que não entendo crioulo do Brasil, que falem Português

  2. Filipe Bastos says:

    Sou fã da direita americana em geral e de Trampistas / QAnonistas em particular: é um fascínio mórbido viciante, um pouco como os vídeos de condutores russos.

    Ainda não conhecia a androfilia e o tribalismo masculino. Parece vir de um tal Jack Donovan, um “former Satanist who champions a male comradeship free of female constraints, that allows room for sexual relations between men”. Fascinating stuff.

    Vendo o mapa eleitoral, o Trampa ganhou na larga maioria dos estados. O país profundo, a ‘América real pode não ser toda chalupa mas não anda longe: não são meras diferenças de opinião, é mesmo outro país. E não quer mudar.

    Um mundo mais são teria há muito cortado relações com o circo de horrores chamado EUA, que devia ser um pária e não um ‘líder’ de porra nenhuma. O dólar nem devia ser aceite, e americanos deviam ser tratados abaixo de imigrantes ilegais.

    A desvantagem seria perder a diversão mórbida e algumas coisas positivas – alguma música, certos autores, etc. – mas valia a pena. Quanto a Googles e afins, quanto mais cedo a Europa tiver os seus próprios tanto melhor. Era cortar com tudo.

    • Paulo Marques says:

      Não é preciso ir tão longe, bastava não endeusar e reconhecer os horrores da guerra fria e que, afinal, santos só quem fazia por se livrar dos dois lados.
      Mas não convém, ainda se começava a questionar a trabalha económica ideológica…

  3. JgMenos says:

    «o patamar de demência absoluta a que esta extrema-direita moderna chegou»
    Esta nota de ‘pensamento desejoso’ é o propósito último da investigação da chalupice.
    Para esse efeito lá se vai a treta das ‘minorias culturais’, dos ‘direitos humanos’, da ‘identidade de género’ da ‘alimentação sustentável’ e demais elevados valores do corretês…

    • Democrata_Cristão says:

      Sempre a vomitar merda, contabilista

    • POIS! says:

      Pois, em resumo:

      Prroposta de Menos à esquerda:

      “Sejam bonzinhos, estejam quietinhos, e levem nos cornos, senão eles tornam-se violentos. E com razão”!

    • POIS! says:

      Pois é, não me lembrava!

      JgMenos sabe do que fala! Por acaso estava no Capitólio em visita quando os tipos entraram. Foi ele que resolveu o problema fazendo uma apertada pega de caras ao Angeli, que quase falhava porque o rabejador estava feito com os QAnões.

      Consumada a pega, houve tempo para uma conversa “tête-à-tête” muito cordial. O Angeli até quis oferecer um chapéu igual ao Menos mas este não aceitou porque já lá tinha um barrete do Salazar, um boné do Trump e uma mitra do Venturoso Enviado de Deus e, de resto, não tem tempo para usar redundâncias.

      Trata-se portanto de mais um comentário do Menos a partir da sua riquíssima experiência. Prá semana, Menos revelará o que aprendeu sobre androfilia com o Angeli.

Trackbacks


  1. […] Trumposfera meltdown: por demências nunca dantes navegadas — Aventar […]

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.