Já um gajo não pode fazer um minete…

m douglas
Pois, parece que o cancro de garganta do actor Michael Douglas se deve ao VPH (Vírus do Papiloma Humano), transmitido através da prática de cunnilingus. Não percebo é a polémica em torno do assunto. A gravação da entrevista em que o actor fala abertamente do assunto pode ser ouvida aqui.
Se o homem admitiu que fez algumas mulheres felizes (talvez muito felizes), qual é o problema?
Ok, pronto, isso trouxe-lhe um problemazito grave de saúde, mas, c’os diabos!, só não acontece a quem não pratica.
Além disso, pode servir de alerta para a doença e os seus efeitos nefastos.
Mas, caros leitores e caras leitoras, que esta notícia não vos impeça de fazer a felicidade das vossas companheiras.
Já nos roubaram tanta coisa, não nos roubem agora o prazer de um minete.

Em Wall Street o dinheiro não dorme

Já foi há 20 anos. Mas parece que ainda foi há dois meses. Bom, na realidade foi. Foi há um par de meses que vi, pela segunda vez, Wall Street, o libelo de Oliver Stone sobre o período áureo dos yupis nova iorquinos dos anos 80. Era o tempo do capitalismo desenfreado, do dinheiro no topo de qualquer pedestal, o tempo do dinheiro em que as notas não tinham rosto.

wall-street-1002-01

Não deixa de ser significativo que vinte anos depois, numa fase em que o mundo vive a pior crise dos últimos 80 anos, se calhar de sempre, esteja em preparação a sequela. Com Oliver Stone a realizar e com Michael Douglas a regressar a uma das suas grandes personagens: Gordon Gekko. De resto, uma das mais fascinantes personagens do cinema ambientadas no mundo das finanças.

A história chega-nos 20 anos depois. O especulador bolsista saiu da cadeia e parece diferente, em busca de uma reabilitação. Falta saber se é coisa para levar a sério.

A Vanity Fair resolveu desvendar um pouco de Wall Street 2: Money never sleeps. E convidou Annie Leibovitz para fazer as fotografias.

O filme há-de chegar mais lá para a frente. Em Abril.