Belmiro apoia Cavaco… A Bem da Nação!

 

Perturbada, a democracia portuguesa é como a ‘Fénix’. Renasce, sempre esperançosa, após momentos de moribundo sofrimento.

Sou dos que confiam em milagreiros e curandeiros. Flutuo no limbo da tranquilidade. Ao contrário de Rui Veloso, acredito que há estrelas no céu. E ainda em mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. E os sentimentos de convicto crente, em inesperada aurora, acabam por ser gratificantes.

Com a alma impregnada de certeza e esperança, registo que o Engenheiro Belmiro de Azevedo acaba de declarar  apoio à recandidatura de Cavaco Silva. É um político, diz ele, que tem as “competências certas” – eu que andei uma vida inteira com as minhas horas e competências atrasadas ou adiantadas, compreendo e admiro a genial precisão do Dr. Cavaco, reconhecida por Belmiro. Sempre com registo certeiro e ‘A Bem da Nação’.

Diz o engenheiro que, depois de 1985 com Mário Soares, é a segunda vez que torna público o apoio a um  candidato a PR. E ainda acrescenta: a situação económica e financeira do País, no presente, é tão ou mais grave do que em 1975. Argumento rigorosamente calendarizado pelo empresário.

Porém, por instantes, fico a refletir: “Porque será que Belmiro não recua a 1973 para relembrar o que ele e o País eram nessa altura?”. Pergunta inconveniente, sujeita à abrupta reação de que isso não interessa? Também não preciso da resposta. Sabendo dos nós da complexa teia, a inquietação desvanece-se. Tudo ‘A Bem da Nação’!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.