O direito de escolha

também se aplica à escolha de habitação? Eu queria ter um cantinho na Quinta da Marinha. Será que a Igreja luta comigo por esse direito?

Comments

  1. Ana A. says:

    Já eu, que sou mais modesta, queria o direito de escolher uma habitação que não levasse o salário de um dos cônjuges, apesar de humilde. Não é pedir muito, pois não? Que os arrendamentos deste país acompanhassem a lógica dos salários e das pensões! Ou, então o inverso: que os salários e as pensões nos garantissem o direito constitucional da habitação!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.